Todos os posts em: Últimas

Onde comer muito bem em Lisboa

Lisboa é uma das capitais mais importantes da Europa quando o assunto é gastronomia. A culinária portuguesa é super conceituada no mundo inteiro e, ao mesmo tempo, é um tanto familiar para nós brasileiros. Não são sabores exóticos ou temperos estranhos – a diferença está na qualidade dos ingredientes e na execução. Se come muuuito bem em Portugal! Difícil mesmo é escolher onde comer! São diversos restaurantes ótimos, e eu demorei algum tempo pra fazer o meu roteiro. Mas acredito que cheguei em lugares surpreendentes, deliciosos, com alma e atendimento primoroso. Essa é a lista dos lugares que eu super recomendo em Lisboa: Invicta Madragoa Eu não poderia começar com outro restaurante, senão o Invicta. Ambiente simples e pequeno (são apenas seis mesas), frutos do mar frescos, comida que emociona de tão gostosa. Leia o post completo sobre nossa experiência lá pra entender melhor do que eu tô falando! 😉 Endereço: Rua da Esperança Madragoa, nº 140. Uma Marisqueira O Uma Marisqueira não estava em nosso roteiro, mas o João, chef pasteleiro que nos ensinou …

Invicta Madragoa: um jantar memorável em Lisboa

Descobri o Invicta Madragoa na primeira página da busca pelos “melhores restaurantes de Lisboa” no Tripadvisor e, ao contrário dos vários outros que aparecem ali e não me chamaram a atenção, esse aqui me ganhou pelas fotos. E não eram imagens de apresentações rebuscadas ou de pratos bem servidos. Foi a simplicidade que prendeu o meu olhar. Peixes inteiros servidos em pedras negras, e nada mais. Uma apresentação crua, simples, de quem já diz visualmente: “meu peixe é tão maravilhoso que não precisa de fru-fru”. Me ganhou, entrou para o roteiro. A simplicidade autêntica do Invicta Magragoa Chegamos no Invicta numa sexta-feira, por volta das 20h, e quem nos recebeu foi o Antonio, proprietário do local. (Diga-se de passagem, caminhamos bastante até chegar lá.) Mas, como todo restaurante pequeno e maravilhoso, já estava lotado para aquela noite. O invicta tem apenas seis mesas e trabalha com o conceito de slow food, então não adiantava muito esperar, porque quem chega lá pra jantar, não sai tão cedo. Reservamos para o outro dia. No sábado, então, chegamos lá …

Os sabores cosmopolitas do Wok Side Bar

Foi no antigo restaurante Wok que eu fui apresentada à um dos grandes amores da minha vida: o coentro. Se hoje eu tenho esse tempero tatuado no meu braço, é porque os pratos de curry de camarão do chef Rafael Jacobi me deram uma deliciosa introdução ao polêmico coentro. E, como na época a erva ainda não era tão popular por aqui, eu sempre tinha vontade de voltar lá pra comer mais e mais. (Valeu, Zaffari, que introduziu o ingrediente no seu repertório e agora abastece a minha geladeira! kkk) Wok Side Bar O Wok ficou um tempo fechado e depois reabriu como Side Bar, uma nova proposta, com referências e pratos de diversos países, inspirado nos bares de Nova York. Apesar de ter sua decoração modificada, para ficar com uma cara mais moderninha, ainda me sinto em casa por lá. Abrimos o jantar com um clássico Spritz (R$ 22) e com um Wok Gin-Tônica com cardamomo, pepino e capim santo, limão siciliano e zimbro (R$ 25). Cheers! A cozinha do Wok Side Bar é …

Conheça as 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa

Frutos do mar frescos, centenas de pratos com bacalhau, queijos selecionados, azeites premiados, vinhos incríveis e doces que enchem os olhos e agradam ao paladar. A gastronomia portuguesa é um dos grandes atrativos turísticos do país, é um patrimônio intangível, um importante testemunho de identidade cultural. Eu me apaixonei pela culinária de Portugal! O país valoriza tanto a boa comida que até mesmo um concurso foi criado para escolher as 7 Maravillhas da Gastronomia Portuguesa, no ano de 2011. Foram quase 900 mil votos que elegeram as sete iguarias. Eu provei todas e agora vou falar pra vocês sobre cada uma delas! 😉 Alheira de Mirandela A Alheira de Mirandela (que tem esse nome por conta de sua origem – a cidade de Mirandela) é um embutido feito com carne e gordura de porco, carne de aves (galinha, peru), pão – ingrediente de grande importância, alho, azeite e condimentos. Esse é o enchido (como os embutidos são chamados por lá) mais consumido e conhecido no país. Ela pode ser servida frita (essa foi a versão …

Sete versões de bacalhau que você precisa experimentar em Portugal

O bacalhau é um dos símbolos da culinária portuguesa e, mais do que um ingrediente apreciado de norte a sul do país, é também um alimento que conta parte da história de Portugal. Os primeiros relatos que relacionam a atividade de pesca e a salga em território português remontam a meados do século XIV. No entanto, foi durante a era das grandes navegações (século XV), que os portugueses, motivados pela necessidade de encontrar produtos que resistissem às longas viagens marítimas, passaram a incorporar o peixe aos hábitos alimentares do país. “Fiel Amigo” Portugal é o maior consumidor de bacalhau no mundo. A tradição gastronômica envolvendo o peixe fez até os portugueses criarem um termo carinhoso para se referir ao peixe: “fiel amigo”. Dizem que em Portugal existem 365 formas diferentes de cozinhar bacalhau – uma para cada dia do ano. E eu provei (e me apaixonei) por algumas delas! 😋 Bacalhau à Gomes de Sá Alguns pratos tradicionais da culinária recebem o nome de seus criadores: esse é o caso do bacalhau à Gomes de Sá, de …

Inglês para viagens: frases essenciais pra não passar perrengue

Pela segunda vez a minha querida amiga Carla Venturini, que mora em Londres e é professora de inglês por lá, veio fazer uma participação especial aqui no blog. (Já leu o texto que ela fez dando várias dicas de onde comer bem e barato na terra da rainha?) Dessa vez, a Carla escreveu um post que pode ajudar muuuita gente que às vezes deixa de viajar por não saber falar inglês. Aqui tem dicas básicas de como responder na imigração, em lojas, em restaurantes e sobre questões de transporte. Enjoy! 🙂  … Hi there! Se você curte viajar, mas (infelizmente) não gosta muito de inglês ou não tem tempo/grana pra investir em aulas, esse post é pra você! É claro que não temos como prever EXATAMENTE o que vamos precisar falar numa viagem, mas todas têm algumas situações em comum. São elas que vou explorar aqui e quem sabe assim vou poder auxiliar vocês um pouquinho nas próximas aventuras mundo afora. Na imigração Em primeiro lugar, relaxe! Muita gente viaja sem falar inglês ou falando muito pouco. …

O novo Menu Sazonal do Koh Pee Pee

No início da semana estive no Koh Pee Pee, restaurante super tradicional de culinária tailandesa em Porto Alegre, para conhecer o seu novo Menu Sazonal. Vem ver como foi! 😉 Koh Pee Pee: excelência tailandesa em Porto Alegre O Koh Pee Pee é reconhecido pela qualidade e fidelidade de sua culinária, e já recebeu diversos prêmios e certificados de excelência, como “The Pride Of Thailand” do National Food Institute, principal entidade do setor gastronômico da Tailândia. A certificação reconhece o local como fiel representante da autêntica culinária tailandesa. O restaurante, que já é quase uma atração turística de Porto Alegre, tem capacidade para receber 120 pessoas. Seu nome vem de uma das mais belas ilhas da Tailândia – Phi Phi, localizada no Oceano Indico. O visual surpreende desde a entrada, que tem uma iluminação baixa, em tons de amarelo. A arquitetura e os elementos culturais originários da Tailândia presentes na decoração deixam o cenário ainda mais interessante. O Menu Sazonal A cozinha do Koh Pee Pee é comandada pela chef Zelda Dal’Molin, e é ela …

Lisboa: o workshop de Pastel de Nata da Pastelaria Batalha

Uma das experiências mais legais que vivemos em Lisboa foi participar do workshop de Pastel de Nata. Aprendemos a fazer todas as etapas do doce, que é um símbolo do país, na super conceituada Pastelaria Batalha. Vem ver como foi! 🙂 A Pastelaria Batalha Fundada em 1936 (inicialmente como padaria), a Pastelaria Batalha é um empreendimento familiar (Batalha é o sobrenome da família). No último ano, a pastelaria conquistou o 3º lugar no concurso que escolheu o melhor Pastel de Nata da cidade. Entrando na pastelaria, um encantador cenário recepciona os clientes. Diversos tipos de doces (e alguns salgados) à disposição para deixar todo mundo na dúvida do que escolher! Mas viemos aqui por outro motivo… Workshop de Pastel de Nata Antes de entrarmos para a cozinha, sentamos em mesinhas de uma salinha privada no piso inferior da pastelaria, onde a aula começa com uma introdução à história do Pastel de Nata. É João Batalha, filho do fundador da pastelaria, quem recebe os alunos e dá o curso. O chef pasteleiro, que iniciou na panificação quando tinha apenas …

Portugal: as sobremesas que marcaram a minha viagem

Você é do tipo de pessoa que acredita que toda refeição merece terminar com uma sobremesa especial? Eu sou! 😋 Não tem nada melhor do que finalizar um almoço ou jantar incrível com um docinho pra fazer um carinho na alma, né? Portugal arrasa muito nos doces conventuais e nas suas pastelarias, e essa expertise se estende aos doces servidos nos restaurantes do país. A terra do pastel de nata e dos sensacionais doces de ovos não faz feio nos complementos açucarados das refeições. Confira, abaixo, uma lista das sobremesas que experimentei por lá, que adorei e que super recomendo! (Ah, todos os restaurantes citados foram excelentes nos pratos salgados também! – Mas isso vai ser assunto pra outro post… 😉) O arroz doce da Adega da Tia Matilde (Lisboa) O arroz doce é uma iguaria popular em diversos países, mas cada lugar tem o seu modo de preparo. Na Ásia ele pode vir acompanhado de frutas, nos Estados Unidos você encontra a sobremesa embalada junto com os iogurtes no supermercado e no Brasil o leite …

SPDV faz 1 ano e somos 10k no Instagram!

Quando comecei a viajar eu nem sonhava que um dia conheceria tantos lugares no mundo e teria tanta gente me acompanhando! Ao comemorar 1 ano de blog, completo a marca de 10 mil seguidores no Instagram! 😍😍😍 Viajar pelo mundo era algo distante para a Aline adolescente e jovem adulta. Vejam bem, até os meus 20 anos eu sequer tinha andado de avião! Mas com persistência e planejamento, o sonho foi se tornando real. Passei a viajar cada vez mais, unindo esses passeios com outra grande paixão: a gastronomia. Em certo momento, compartilhar isso tudo se tornou um caminho natural. E, depois de um ano de “gestação” (e de luta contra a insegurança), nasceu o Sem Pressa de Voltar. 🙂 Junto com vocês, descubro pratos típicos, temperos e ingredientes (que podem até já ser conhecidos, mas variam de tamanho… kkk). Nesse primeiro ano teve muita comida boa por aqui, né? De restaurantes mais refinados… …até frango frito na beira da praia! (Eu não poderia deixar de mencionar os “bons drinks”, não é mesmo?) Que o Vinícius não …