Todos os posts em: Últimas

Vinhos Por Aí: uma experiência de motorhome pela região dos vinhedos

Um dia inspirador! ❤️ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Foi essa a sensação que tive ao participar do primeiro roteiro de motorhome pela região dos vinhedos com a Vinhos Por Aí. Vinhos Por Aí A Gisa Guerra é jornalista e sommelier, e sentia a inquietação de querer mudar de carreira. Saiu da zona de conforto e criou esse projeto lindo: a Vinhos Por Aí – roteiros de experiência a bordo de um motorhome. Eu nunca tinha nem entrado em um motorhome, e no fim do dia já era meu sonho de consumo ter um! Adorei! 🙂 Quem me acompanhou nesse super passeio, além da Gisa (ao centro, na foto abaixo), foi a Bárbara Pedroso, do blog Bárbara Pelo Mundo, a Sophia Catalogne, do blog Meu mapa-múndi, e a Clarissa Oliveira, do insta Oliveiras Por Aí. Esse é o Guerra, o pai da Gisa, um queridão de 73 anos de muita estrada – antes de se aposentar, ele era motorista de caminhão. Ele é o dono do motorhome e foi quem nos conduziu até a região dos vinhedos. Café da Manhã Tenho uma …

Conheça o atlas mundial das comidas típicas

Uma das coisas que eu mais gosto quando estou planejando um roteiro é de fazer uma listinha com os pratos típicos de cada lugar. Depois, a parte mais legal é ir dando um “check” nas comidas que eu experimentei durante a viagem. 😋 Esse meu costume já rendeu alguns posts para o SPDV… Você já sabe quais são os pratos típicos da Jamaica? Se não sabe, clica aqui agora! Sabia que no Marrocos é comum comer sopa de caracol? Essa é a Babouche! Clica aqui pra conhecer! 🙂 No blog também tem posts sobre a culinária portuguesa e sobre a gastronomia das Ilhas Seychelles. Ah, tem também posts sobre os doces de Orlando, de Paris e de Portugal. Enfim, esse é um tema que eu amo muito, e vocês vão ver cada vez mais esse tipo de compilado por aqui! Maaaas… esse post não é sobre a gastronomia de nenhum país específico, mas sobre um super atlas de comidas típicas que eu descobri graças a um post da revista Viagem e Turismo – compartilhado pela página …

Afeto e força feminina no Osteria della Colombina

A colombina é uma pombinha feita de massa de pão que remete à infância dos descendentes de imigrantes italianos. Antigamente, as nonnas que faziam o pão reservavam uma parte da massa para confeccionarem esses passarinhos para as crianças, usando as sementes de uvas pra fazer os olhinhos. Isso me lembra muito a minha infância. Quando a minha mãe fazia pão, ela sempre separava uma parte pra que eu modelasse em formato de bonequinhas. Mas os olhinhos delas eram feijões! ❤️ Há alguns anos, quando eu ouvi falar que existia um restaurante que distribuía pombinhas de pão para seus clientes, ele logo entrou no topo da minha lista de desejos na Serra Gaúcha. Mas eu nem sabia da história incrível que esse lugar guardava… A história da Osteria Della Colombina A Osteria Della Colombina é um um empreendimento de mulheres fortes, que se reinventaram para criar um novo futuro. Após perder o marido de forma repentina, aos 47 anos, a dona Odete Bettú Lazzari se viu sozinha com 13 hectares de terra, com algumas dívidas e …

A qualidade do Takêdo me deixou impactada

Os anos 2000 foram o palco de um grande boom na culinária japonesa em Porto Alegre. Muita gente que torcia o nariz para o peixe cru se tornou um apaixonado por sushis nessa época. Eu fui uma delas. Ainda lembro de um certo dia em que fui em um restaurante japonês com algumas amigas. Se no início do encontro eu ainda era uma convicta odiadora de sushis, terminei a noite como uma nova entusiasta dessa gastronomia. O tempo passou, eu fui ficando com o paladar cada vez mais exigente, e ainda buscava um ótimo restaurante pra chamar de meu favorito em Porto Alegre. E então conheci o Takêdo. ❤️ Restaurante Takêdo Apesar de existir há 14 anos, eu ainda não conhecia esse clássico da cidade até semana passada. O Takêdo alia produtos de excelente qualidade, ótima preparação de pratos clássicos e criações inovadoras em um belo espaço no bairro Bela Vista. O restaurante possui um confortável deck fechado, um ambiente sofisticado e com belos detalhes de paisagismo. O buffet do Takedo O Takedo oferece um …

O melhor da gastronomia italiana em São Paulo

Até 1920, São Paulo recebeu aproximadamente 70% dos imigrantes italianos que vieram para o Brasil – representando 9% da população total do Estado. Além de uma transformação social e econômica, os imigrantes trouxeram para a cidade sua bagagem cultural, sua gastronomia, suas receitas, seus temperos. A pasta e a pizza passaram a fazer parte do imaginário coletivo paulistano. Sabia que Sampa é a cidade que mais consome pizza no planeta? São centenas de restaurantes, cantinas e gelaterias que oferecem alimentos que fazem lembrar da Calábria e da Toscana, do Vêneto e da nonna. ❤️ Eu acho até injusto fazer uma lista de italianos recomendados na cidade, porque não conheço todos, mas esses aqui são bom demais, e são lugares que eu gostei muito. Lá vai: Tappo Trattoria O Tappo é o meu restaurante queridinho de São Paulo, o lugar que sempre volto e como maravilhosamente bem. É um restaurante pequeno e aconchegante, estilo bistrô, com receitas delicadas e cheias de personalidade. Se eu tivesse que recomendar apenas um prato de tudo que já comi em …

Mundo na Taça: uma viagem pelo terroir espanhol

Esse post é sobre encontros, sobre vinhos, sobre como experiências podem nos levar pra viajar e sobre sabores que nos remetem a diferentes lugares do mundo. É também a Espanha, com toques de Uruguai e de Brasil. Esse post é sobre uma jornalista que ama vinhos (sem o menor conhecimento técnico), que adora conversar e que aprendeu muito sobre o terroir espanhol nessa última semana. Esse post é sobre o Mundo na Taça, promovido pela Amo Vinho. 🙂 Amo Vinho A Amo Vinho nasceu por iniciativa da empresária uruguaia (de português impecável) Fabiana Aguinsky. A empresa é uma agência focada em experiências envolvendo a vinicultura. Eu já estava de olho nos eventos da Amo Vinho há alguns meses, como o Wine Share, um encontro que une networking e gastronomia. Eles também promovem viagens enoturísticas, e eu estou namorando o tour em Mendoza que vai acontecer em novembro. Mas o novo projeto da Amo Vinho, que eu tive o prazer de participar, e que tem tudo a ver com esse blog, é o Mundo na Taça. A …

Nessa Firma eu seria workaholic

Ligações telefônicas, e-mails disparados, atendimento ao público. Leitura, escrita, ou a literal mão na massa. Por mais que a gente (talvez) goste do nosso emprego, a rotina de trabalho cansa. Então nada melhor do que, depois de um dia estressante, buscar um lugar gostoso pra desopilar. Bora complementar a jornada na Firma! 🙂 A Firma Aberta há poucos meses no Centro Histórico de Porto Alegre (onde antes era localizado o restaurante Porkaria), a Firma é um bar que pode ser definido no seguinte gráfico: Abaixo, listo todos os processos pelos quais passei para chegar à esse balanço superavitário. Escritório de drinks Quem chefia esse setor da Firma é a talentosa mixologista Gabriela Madeira. São doze drinks no cardápio, alguns tradicionais (como o Mojito, o Spritz e a Gin Tônica), e outros de criação da casa. A primeira tarefa da noite foi experimentar o Férias da Firma, composto de rum branco, xarope de manjericão, xarope de alecrim, limão e água com gás. Super leve e refrescante, eu poderia procrastinar nele por horas. Ah, o drink veio …

Onde comer bem e barato em Tel Aviv

Tel Aviv é considerada uma das cidades mais caras do mundo, então comer em restaurantes mais tradicionais e requintados todos os dias pode afetar um pouco o orçamento da viagem. Por isso, uma deliciosa opção é se esbaldar na comida de rua, lanchonetes menos formais que oferecem comida (muito!) boa a um preço super justo. Seguem abaixo as minhas indicações baratex em Tel Aviv: Sabich Frishman/ Falafel Frishman Uma portinha ao lado da outra: o Sabich Frishman e o Falafel Frishman são do mesmo dono, porém cada uma das entradas faz um sanduíche diferente – ambos vegetarianos. À direita, é vendido o Sabich: pão pita com recheio de berinjela frita, ovos cozidos, saladinha, salsa e molho de tahine – o melhor sanduíche que comi em Israel! 🤤 À esquerda, o Falafel, que vem com salada, tahine e uma massinha frita que parece um rolinho primavera. O que dizer do falafel israelense? Cremoso por dentro, crocante por fora. Eu sempre dizia que era apaixonada por falafel, mas nunca tinha comido um tão bom como esse. LIFE-CHANGING! …

Além do bacalhau: conheça dez pratos típicos de Portugal

Esse é um dos meus modelos de posts favoritos! Além de experimentar, eu adoro escrever sobre os pratos típicos dos lugares que visito! (Já leu os posts da Jamaica, do Marrocos e das Seychelles?) Meus roteiros gastronômicos, com a checklist de tudo que eu tenho que degustar nos lugares, são imensos! Eu sempre pesquiso bastante sobre tudo que eu tenho que comer pra sentir o verdadeiro sabor dos meus destinos. Tem muita gente que viaja pra Portugal pensando que só vai encontrar diversas versões de bacalhau, mas a gastronomia do país é muito abrangente e diversificada. Veja abaixo quais são os dez pratos típicos que você precisa provar por lá: Arroz de Pato O Arroz de Pato tem a sua origem no seminário mais antigo de Portugal: o seminário de Braga, cidade que fica ao Norte de Portugal – ele também é conhecido como “Arroz de Braga”. Apesar de existirem algumas variações, a receita original é composta por principalmente três ingredientes: arroz, pato e chouriço. O pato é cozido em uma água temperada, que depois …

Onde comer muito bem em Roma

Dedico esse post à Aline de 2015, que fez um tour pela Europa e, mesmo sem saber que um dia se tornaria uma blogueirinha de viagem e gastronomia, registrou todas as comidinhas que degustou por lá. ❤️ Ahhh… comemos muito bem em Roma! E que bom que tenho essas fotos pra poder mostrar pra vocês três restaurantes que nos marcaram bastante na cidade. Anota aí! 😉 Trattoria Vecchia Roma Agora já ficou mais famosinho, mas na época que eu fui pra Itália a mise-en-scène de passar a massa por dentro de um queijo gigante era um super acontecimento. A primeira experiência que tive na vida com essa delícia foi na Trattoria Vecchia Roma. O ambiente é simples e despojado, e as mesas ficam em um sub-solo. O forte da casa é a comida, muitíssimo bem preparada. Existem duas massas que passam por dentro do queijo (ou Flambè, como eles chamam): o Bucatini Amatriciana e o Spaghetti Parmigiana. Pedimos ambas, que eram maravilhosas. Mas apesar do sabor delícia do bacon na Amatriciana, a grande favorita foi a vegetariana Parmigiana. …