Todos os posts em: Gastronomia

Sete versões de bacalhau que você precisa experimentar em Portugal

O bacalhau é um dos símbolos da culinária portuguesa e, mais do que um ingrediente apreciado de norte a sul do país, é também um alimento que conta parte da história de Portugal. Os primeiros relatos que relacionam a atividade de pesca e a salga em território português remontam a meados do século XIV. No entanto, foi durante a era das grandes navegações (século XV), que os portugueses, motivados pela necessidade de encontrar produtos que resistissem às longas viagens marítimas, passaram a incorporar o peixe aos hábitos alimentares do país. “Fiel Amigo” Portugal é o maior consumidor de bacalhau no mundo. A tradição gastronômica envolvendo o peixe fez até os portugueses criarem um termo carinhoso para se referir ao peixe: “fiel amigo”. Dizem que em Portugal existem 365 formas diferentes de cozinhar bacalhau – uma para cada dia do ano. E eu provei (e me apaixonei) por algumas delas! 😋 Bacalhau à Gomes de Sá Alguns pratos tradicionais da culinária recebem o nome de seus criadores: esse é o caso do bacalhau à Gomes de Sá, de …

O novo Menu Sazonal do Koh Pee Pee

No início da semana estive no Koh Pee Pee, restaurante super tradicional de culinária tailandesa em Porto Alegre, para conhecer o seu novo Menu Sazonal. Vem ver como foi! 😉 Koh Pee Pee: excelência tailandesa em Porto Alegre O Koh Pee Pee é reconhecido pela qualidade e fidelidade de sua culinária, e já recebeu diversos prêmios e certificados de excelência, como “The Pride Of Thailand” do National Food Institute, principal entidade do setor gastronômico da Tailândia. A certificação reconhece o local como fiel representante da autêntica culinária tailandesa. O restaurante, que já é quase uma atração turística de Porto Alegre, tem capacidade para receber 120 pessoas. Seu nome vem de uma das mais belas ilhas da Tailândia – Phi Phi, localizada no Oceano Indico. O visual surpreende desde a entrada, que tem uma iluminação baixa, em tons de amarelo. A arquitetura e os elementos culturais originários da Tailândia presentes na decoração deixam o cenário ainda mais interessante. O Menu Sazonal A cozinha do Koh Pee Pee é comandada pela chef Zelda Dal’Molin, e é ela …

Lisboa: o workshop de Pastel de Nata da Pastelaria Batalha

Uma das experiências mais legais que vivemos em Lisboa foi participar do workshop de Pastel de Nata. Aprendemos a fazer todas as etapas do doce, que é um símbolo do país, na super conceituada Pastelaria Batalha. Vem ver como foi! 🙂 A Pastelaria Batalha Fundada em 1936 (inicialmente como padaria), a Pastelaria Batalha é um empreendimento familiar (Batalha é o sobrenome da família). No último ano, a pastelaria conquistou o 3º lugar no concurso que escolheu o melhor Pastel de Nata da cidade. Entrando na pastelaria, um encantador cenário recepciona os clientes. Diversos tipos de doces (e alguns salgados) à disposição para deixar todo mundo na dúvida do que escolher! Mas viemos aqui por outro motivo… Workshop de Pastel de Nata Antes de entrarmos para a cozinha, sentamos em mesinhas de uma salinha privada no piso inferior da pastelaria, onde a aula começa com uma introdução à história do Pastel de Nata. É João Batalha, filho do fundador da pastelaria, quem recebe os alunos e dá o curso. O chef pasteleiro, que iniciou na panificação quando tinha apenas …

Zé Manel dos Ossos: o restaurante que me fez mudar de rota

Saindo de Sintra, decidimos alterar o trajeto rumo ao Porto incluindo uma cidade no roteiro por causa de um único restaurante. E não era nem um restaurante chique, estrelado ou com um chefe reconhecido internacionalmente. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Era um restaurante do tipo RAIZ, um restaurante em uma ruazinha escondida, um restaurante com poucas mesas e proposta despretensiosa. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ O Zé Manel foi o responsável pela nossa parada em Coimbra. ❤️ A sorte A chegada em Coimbra foi tensa. O restaurante fechava às 22h e às 21h estávamos fazendo check-in no hotel! MEDO! Imagina ir até lá só por isso e não conseguir comer no Zé? Largamos nossas coisas rapidinho no Hotel Astória e seguimos correndo até chegar em uma… fila! 21h30… 30 minutos pra fechar… uma fila grande. Será que hoje não é o nosso dia de sorte? Mas era! ❤️ De repente, vimos uma carinha conhecida: a primeira da fila era a Bruna Scirea, amiga de Porto Alegre. Ganhou uma mesa grande só pra ela e nos chamou pra sentar junto. 😍 Caramba, nessas horas …

Portugal: as sobremesas que marcaram a minha viagem

Você é do tipo de pessoa que acredita que toda refeição merece terminar com uma sobremesa especial? Eu sou! 😋 Não tem nada melhor do que finalizar um almoço ou jantar incrível com um docinho pra fazer um carinho na alma, né? Portugal arrasa muito nos doces conventuais e nas suas pastelarias, e essa expertise se estende aos doces servidos nos restaurantes do país. A terra do pastel de nata e dos sensacionais doces de ovos não faz feio nos complementos açucarados das refeições. Confira, abaixo, uma lista das sobremesas que experimentei por lá, que adorei e que super recomendo! (Ah, todos os restaurantes citados foram excelentes nos pratos salgados também! – Mas isso vai ser assunto pra outro post… 😉) O arroz doce da Adega da Tia Matilde (Lisboa) O arroz doce é uma iguaria popular em diversos países, mas cada lugar tem o seu modo de preparo. Na Ásia ele pode vir acompanhado de frutas, nos Estados Unidos você encontra a sobremesa embalada junto com os iogurtes no supermercado e no Brasil o leite …

Quinze doces que você precisa comer em Portugal

Acabei de voltar de uma super viagem, onde conheci algumas cidades de Portugal e fiquei completamente apaixonada pelo país. O acolhimento dos portugueses, a arquitetura e, principalmente, a gastronomia local me encantaram! Eu comi muito bem em Portugal, gente. E, além de bacalhau, caldo verde e francesinha do Porto, fiz algo que já está virando uma tradição nas minhas viagens: um tour de  confeitarias! (Se você se interessa pelo assunto, clique aqui para ver o roteiro de Paris, e aqui para o guia açucarado de Orlando.) Os doces conventuais A confeitaria portuguesa tem uma larga tradição de doces conventuais, originados em conventos e mosteiros do país. Esses doces têm como ingredientes principais a gema de ovo, o açúcar e a amêndoa, em suas mais variadas combinações. É muito interessante passear pelas confeitarias e ver como três ingredientes se transformam em doces tão distintos. E sabe por que a gema é tão utilizada nessas iguarias? Antigamente as claras de ovos eram utilizadas para engomar as roupas dos homens mais ricos e os hábitos dos padres. Então, …

Em Porto Alegre, um lugar chamado Notting Hill

Qual foi a viagem que você fez que mais sentiu aquela sensação de “ESTOU REALIZANDO UM SONHO!”? A minha aconteceu em 2012, quando eu tinha 25 anos e embarcava sozinha rumo à Londres. Era a minha primeira vez na Europa. ❤️ Confesso que não foi a minha melhor viagem, a Aline de 2012 ainda não sabia fazer bons roteiros e passava muito tempo em lojas (a Primark com a libra a R$ 3 era enlouquecedora!!!), mas foi muito muito especial. Londres ainda é uma das minhas cidades favoritas no mundo! Naquela época eu nem sonhava que viajaria tanto depois e que um dia me tornaria uma blogueirinha de viagem. Quando lembro dos 30 dias que passei por lá me dá um quentinho no coração de pensar em como eu tava feliz. Por outro lado, não posso revisitar “visualmente” essa experiência porque as fotos ficaram péssimas. kkk Um exemplo: passeei muuuuito pelo bairro Notting Hill, e a única foto decente é essa: Ok, é uma árvore linda, né? Mas esse é um bairro tão fofo que merecia …

A tainha na taquara da Ilha da Pintada

Na última Sexta-feira Santa fiz um dos meus programas favoritos em Porto Alegre – embarquei rumo à Ilha da Pintada para comer a tradicional tainha na taquara da Colônia de Pescadores Z5. Já é a terceira vez que faço esse passeio, e eu super recomendo porque acho uma excelente experiência gastronômica. Além disso, é uma oportunidade de entrar em contato com a cultura dos pescadores locais e com partes da cidade que não estamos acostumados a ver no dia a dia. (Ah, antes de mais nada, como falei que fui na sexta, isso pode gerar um engano. Na realidade, o almoço só acontece aos domingos. Eles abriram uma exceção para a Sexta-Santa por conta do costume de se comer peixe nesse dia.) Ainda não conhece esse passeio? Então olha esse post até o fim pra ver como é bacana! 🙂 Comprando os ingressos Você compra os ingressos nesse espaço da foto abaixo, que fica bem em frente ao prédio da Usina do Gasômetro. A experiência completa custa R$ 65 – R$30 (referente ao passeio de …

O guia mais completo de doces e guloseimas de Orlando

Por mais que eu goste de viajar pra lugares não convencionais, descobrir cantinhos pouco conhecidos, de comidas e de ingredientes exóticos, eu não nego: eu amo um lugar beeeem turistão também! Eu amo Orlando! Orlando tem Disney! ❤️ Orlando tem Universal, tem Walmart, tem dias de divertimento infinito! Já fui pra lá três vezes e confesso que voltaria todo ano. Por lá os doces e guloseimas são uma atração à parte! Na Disney você se encanta com a beleza e “fotogenia”, na Universal você pode comer e beber coisinhas que você só via na tela do cinema ou da televisão. E quem aí também já se perdeu nos corredores do Walmart? Enfim, é MUITA COISA BOA! ❤️ Bem, pra ajudar as formiguinhas do meu Brasil a fazer uma checklist de coisas gostosas pra comer na próxima viagem à Orlando, preparei esse SUPER GUIA. É um dos posts que eu mais queria escrever aqui pro blog, então tô super feliz de compartilhar com vocês! 🙂 Parques da Disney Funnel Cake – Magic Kingdom, Epcot e Hollywood …

O tradicional jantar de sábado da Vinícola Don Giovanni

Todos os sábados, a vinícola Don Giovanni transforma o parte de seu casarão em um restaurante intimista e charmoso, e serve um jantar já tradicional na região. Quando nos hospedamos lá, aproveitamos a oportunidade e fomos conferir. O restaurante fica localizado na parte de baixo do casarão, e tem uma decoração rústica, com muitos objetos antigos e fotos da família. Lembrando que a Don Giovanni ainda pertence à família fundadora, e já está em sua quarta geração de produtores de vinho. O jantar começa com uma salada de folhas, temperadas com aceto balsâmico e azeite de oliva. Logo depois, a fabulosa criação da Dona Bita, mãe dos proprietários da vinícola: o melhor risoto de alcachofra da vida. Sério, ponto do arroz perfeito, sabor incrível. Eu babo até hoje só de pensar nesse prato. Ah, as alcachofras são plantadas na propriedade. Em seguida: frango assado na cerveja com uva-passa e cebolas, acompanhado de batatinhas. Sabe aquelas batatinhas que você não consegue parar de comer? O garçom entende o drama e passa oferecendo mais pra todo mundo! A …