Todos os posts em: Gastronomia

Quatro lugares para comer boas carnes em Buenos Aires

Um dos maiores prazeres de viajar está em buscar semelhanças e diferenças entre os destinos e o lugar em que vivemos. Perto do Rio Grande do Sul, onde moro, ficam a Argentina e o Uruguai. De semelhanças, o gosto pela carne. De diferenças, o modo de preparo. Aqui a carne vai no espeto para a churrasqueira. Nos países vizinhos, os cortes são assados nas parillas – uma base com tiras de ferro que vai em cima do fogo. Eu entro nessa generalização cultural e confesso: amo comer carne. E também confesso que prefiro o churrasco porteño (e urugayo) em relação aos nossos. Chego a salivar quando penso naqueles bifões saindo direto da parrilla para o meu prato. Buenos Ayres, mi amor Já fui algumas vezes à capital argentina, já caí em algumas roubadas (olá, Siga la Vaca!), mas também já tenho os meus favoritos, aqueles lugares que eu recomendo para todos que me pedem indicações. Não vou me atrever a dizer que esses são “os melhores lugares para comer carne em Buenos Aires”, até porque eu …

São Paulo: onde comer bem no bairro Pinheiros

Já tem algum tempo que os meus tours por São Paulo se tornaram prioritariamente gastronômicos. Em Sampa se come bem demais! Nas minhas últimas visitas à capital paulista, fiquei hospedada em Pinheiros, porque uma grande amiga minha se mudou para esse bairro. Desde então, cada vez que vou à cidade, a minha vontade é de ficar por lá de vez. Pinheiros é um misto de Nova York, Buenos Aires e Bom Fim. É uma região moderninha, super segura e cheia de personalidade. E a quantidade de restaurantes, cafés, bares e mercadinhos deliciosos por metro quadrado é imensa! Então, pra convencer todos que São Paulo não é só selva de pedra, é também um ótimo destino gastronômico, vou listar abaixo alguns dos meus lugares favoritos desse bairro. No café da manhã… King Of The Fork Começar o dia em Pinheiros é delicioso demais no King of the Fork, um café super bonitinho, inspirado na cultura ciclista e localizado no coração do bairro. É daqueles lugares super “instagramáveis“, sabe? O chocolate quente da casa é uma ótima pedida. …

Gastronomia orgânica em Canela: Viva Monã!

Adoro lugares que unem gastronomia e natureza, então, desde que descobri a Monã, estava louca pra conhecer. Chegando lá, me apaixonei pelo clima bucólico, excelente comida e acolhimento atencioso. Vem ver que lugar legal! O sítio fica localizado no interior de Canela, em meio a uma natureza exuberante. Sede de convívio do movimento Slow Food Serra Gaúcha, a Monã promove vivências gastronômicas nos sábados, domingos e feriados. As refeições servidas na propriedade são produzidas de forma ecológica e artesanal, com destaque para produtos locais e da estação. Pomar Monã: de onde, anualmente, saem toneladas de frutas orgânicas como laranja, limão, pomelo, bergamota e maçã. Monã – Brasa e Blues O Monã – Brasa e Blues é um evento geralmente realizado aos domingos e feriados, em que além de um belo churrasco na brasa, acontece a apresentação da Banda da Casa, que toca um blues super gostoso de ouvir. Fomos recebidos pela simpática Aline Manea, que junto com o Daniel Castelli, comanda a propriedade. O ambiente é super agradável, as mesas ficam em baixo das árvores (e …

Um fim de semana no Vale dos Vinhedos

Que tal passar um delicioso fim de semana enogastronômico no Vale dos Vinhedos? Nesse post dou dicas de hospedagem, restaurantes e passeios na região de Pinto Bandeira, Bento Gonçalves e Garibaldi – um roteirinho perfeito pra fazer de sexta a domingo. Vem ver! 🙂 Sexta Saímos de Porto Alegre, às 17h30, rumo à Pinto Bandeira. Em cerca de 2h chegamos na nossa primeira parada. A hospedagem – Vinícola Don Giovanni  Já pensou em se hospedar em uma vinícola? Buscando lugares para ficar na região, descobri que a Don Giovanni também é uma pousada. São oito quartos super aconchegantes, decorados com móveis antigos, em um belo casarão de 1930. Logo na entrada da casa, uma acolhedora sala de estar, com sofás, televisão e um piano. No local, está disponível aos hóspedes uma geladeira com vinhos e espumantes, que você pode consumir e anotar o número do seu quarto, para ser cobrado no final da estadia. Esse foi o quarto que ficamos. Cama confortável, banheiro bem grande e ar condicionado. O melhor de tudo: uma bela vista para …

Cinco motivos para visitar Três Coroas

Conhecida como cidade verde, Três Coroas é também uma cidade de espiritualidade, aventura, gastronomia e integração com a natureza. Ela está localizada na encosta da Serra Gaúcha, a 92 km de Porto Alegre e a 20 km de Gramado. Já tinha ido outras vezes pra Três Coroas, mas só para visitar o Templo Budista ou pra fazer rafting com os amigos, voltando pra Porto Alegre no mesmo dia. Dessa vez, aproveitei o feriado do dia 7 de setembro que colou no final de semana, e decidi comemorar antecipadamente meu aniversário (que foi no dia 10) na pousadinha fofa recém-inaugurada por lá (vou falar sobre ela mais adiante). Abaixo, listo algumas das principais atrações da cidade, um roteirinho perfeito para cumprir em um final de semana. ou Prefere passar apenas um dia por lá? Que tal um domingo em Três Coroas? Escolha duas opções dessas abaixo e você já vai ser muito feliz! … 1 – Uma experiência zen no Templo Budista O Templo Budista Chagdug Gonpa Khadro Ling é a principal atração de Três Coroas. É um …

Cambará do Sul, a terra da hospitalidade

No último post contei tudo sobre o nosso passeio em Cambará do Sul, onde visitamos os cânions Fortaleza e Itaimbezinho e as belas quedas d’água da Cachoeira do Tio França e da Fazenda Catarata dos Venâncios – com várias informações interessantes para quem deseja conhecer esses lugares. Hoje, vou contar o que a gente fez entre um passeio e outro. Nos hospedamos em um lugar super aconchegante, comemos em diversos restaurantes gostosos, e o principal de tudo: conhecemos muitas pessoas dispostas a dar um belo atendimento e a fazer com que nos sentíssemos em casa. Sério, eu acho que nunca estive em um lugar tão acolhedor e hospitaleiro como Cambará! Além dos lugares que visitamos, também dou outras sugestões de hospedagens e de restaurantes. Só dica boa, viu! 😉 Hospedagem Pousada Recanto do Lago Como eu sabia que julho é uma época de alta temporada nos Campos de Cima da Serra, reservei há alguns meses a pousada. Mal sabia eu que ela tinha acabado de ser inaugurada. A Pousada Recanto do Lago tem apenas 4 meses …

Você só vai encontrar no Pará! #Parte4

Não para não, vem cá me dá a sua mão Quero que sinta toda essa emoção. Cavalo manco agora eu vou te ensinar Isso e muito mais você só vai encontrar no Pará. Trecho da música “Dançando Calypso”, da banda Calypso.  … Éeeeeeegua, essa música não é exagero! O Pará é um mundo à parte dentro do Brasil e tem uma infinidade de coisas que você realmente só encontra lá. Visitar Belém é um convite a conhecer, se apaixonar e se deixar levar por essa experiência gastronômica e cultural incrível. Chegamos ao nosso último dia na cidade! Ahhhhhh =( (Você já leu o que fizemos no primeiro, segundo e terceiro dias por lá?) Nesse post você vai ler sobre: um doce passeio na Ilha do Combu, o Centro de Cultura Alimentar Iacitatá, o tradicional biscoito Monteiro Lopes, a deliciosa unha de caranguejo da Casa Camilo e o famoso tacacá da Dona Maria. Bora! … Ilha do Combu Lembra do Médici, o meu amigo que foi nosso guia gastronômico em Belém (falei mais sobre ele no primeiro …

Pelas ruas de Belém #Parte3

“Chamou Pavulagem, vaqueiro! Terra vai tremer!” Lá vem meu boi, lá vem Pelas ruas de Belém! Trecho da música “Reunida”, da banda Arraial do Pavulagem.  … Tanta coisa pra ver em Belém… em tão poucos dias! O jeito é aproveitar cada minuto! Nesse post você vai saber tudo que fizemos em nosso terceiro dia na animada Belém! Vai ter a feira de artesanato na Praça da República, o Arraial do Pavulagem, a Basílica Nossa Senhora de Nazaré, o restaurante Remanso do Peixe, o Bosque Rodrigues Alves, o Parque Estadual do Utinga e o restaurante Lá em Casa! (Se você não leu os outros posts de Belém, clique aqui para o primeiro dia e aqui para o segundo) 😉 … Praça da República Manhã de domingo: é dia de feira na Praça da República! É aquela típica feira que tem na maioria das cidades, com artesanatos regionais, roupas, antiguidades e comidinhas. Nesse tipo de lugar, pra mim, as bancas de comida sempre são o destaque, e em Belém é ainda melhor: sucos de diversos sabores e muitas …

A Belém dos meus encantos #Parte2

“Lá vem Belém, a Belém dos meus encantos, dos terreiros, Mães de Santo, das crendices, do pajé. E vem que vem, com sobrados de azulejo, vigilengas, Ver-o-Peso, na enchente da maré.” Trecho do poema “A Belém dos meus encantos”, de Sylvia Helena Tocantins. … Hoje vou contar tudo que fizemos em nosso segundo dia na capital paraense (para ler a primeira parte do tour, clique aqui). Nesse post você vai ler sobre: Mercado Ver-O-Peso, Praça Dom Frei Caetano Brandão, Tacacá A Portinha, Mangal das Garças e Remanso do Bosque. Vem! Mercado Ver-o-Peso Começamos o segundo dia visitando o lugar que eu mais queria conhecer em Belém: o mercado Ver-o-Peso. A história do Ver-o-Peso iniciou em 1925, no antigo Porto do Pirí. Inicialmente era apenas um posto de aferição de mercadorias, a Casa de “Haver o Peso”, já que Belém era o maior depósito comercial da região. Em 1899, iniciou a construção do Mercado de Ferro (atualmente o Mercado de Peixe), e em 1901 ele foi inaugurado, tornando-se um dos mercados públicos mais antigos do Brasil. O conjunto arquitetônico e …

Só Belém me conquistou assim! #Parte1

Manu, Estamos numa paradinha pra cortar canarana da margem pros bois de nossos jantares. Amanhã se chega em Manaus e não sei que mais coisas bonitas enxergarei por este mundo de águas. Porém me conquistar mesmo a ponto de ficar doendo no desejo, só Belém me conquistou assim. Meu único ideal de agora em diante é passar uns meses morando no Grande Hotel de Belém. O direito de sentar naquela terrace em frente das mangueiras tapando o teatro da Paz, sentar sem mais nada, chupitando um sorvete de cupuaçu, de açaí. Você que conhece mundo, conhece coisa melhor do que isso, Manu? (…) Belém eu desejo com dor, desejo como se deseja sexualmente, palavra. Não tenho medo de parecer anormal pra você, por isso que conto esta confissão esquisita mas verdadeira que faço de vida sexual e vida em Belém. Quero Belém como se quer um amor. É inconcebível o amor que Belém despertou em mim… Um abraço do Mário. Mário de Andrade (Carta escrita ao poeta Manuel Bandeira durante viagem à Amazônia, em 1927) …