Todos os posts em: Jamaica

Jamaica: 5 lugares para tomar café da manhã em Negril

Nesse post contei como foi a nossa ótima estadia em Negril, onde passamos oito dias curtindo o belo mar da Seven Mile Beach e muitas Red Stripes geladinhas. Lá, ficamos hospedados em um pequeno e gostoso hotel, o Negril Palms. Esse hotel tem um preço ótimo, fica de frente para o mar (bem estilo pé na areia) tem wi-fi até dentro da água (se você é desses), e um quarto ótimo. Mas… não tinha café da manhã incluso. Então, aproveitamos para conhecer outros restaurantes e hotéis pela região que ofereciam deliciosas opções. Vem ver quais são os que eu mais gostei! 🙂 Kuyaba Como contei aqui, a Jamaica tem alguns pratos típicos deliciosos e um deles é servido principalmente no café da manhã: o ackee & saltfish – um preparado de ackee (fruta típica da região) e bacalhau. Bem, o melhor que comemos por lá foi no surpreendente restaurante do hotel Kuyaba. O cardápio de café da manhã do Kuyaba é imenso, e os pratos são muitíssimo bem servidos. Ah, e você também pode escolher sentar …

Dez lugares para se apaixonar pela gastronomia jamaicana

Para compreender a cultura, ancestralidades e tradições de um lugar diferente, é preciso entregar-se aos sabores da gastronomia local. Concorda? Bem, com base nesse “mantra de vida”, percorri diversas cidades da Jamaica em busca do verdadeiro tempero do país, percebendo as nuances de cada estado, as influências e modos de cozinhar oriundos de diversas origens, e as semelhanças e diferenças entre a comida de rua mais popular para os restaurantes mais requintados. Vem ver quais foram os lugares mais gostosos desse food tour, restaurantes e comidas de rua que recomendo para quem está planejando uma viagem pra lá. (Se quiser saber mais sobre os pratos típicos da Jamaica, ou informações gerais sobre o país, clique aqui!) 1 – Kuyaba (Negril) Esse restaurante fica dentro do hotel de mesmo nome, e está localizado em frente à 7 Mile Beach. O menu é enxuto, mas a comida é saborosa e bem temperada. O local também oferece ótimas opções de pratos no café da manhã. Ah, o preço é super justo! 2 – Rockhouse (Negril) Esse restaurante está …

Vá para a Jamaica!

A viagem que eu mais amei fazer até hoje foi para a Jamaica, no início de 2017. Esse país junta tudo que eu mais gosto quando procuro um destino de férias: ótimas praias, cultura marcante e gastronomia incrível. E, além de todas essas coisas, a atmosfera “Rástafari” do país é muito apaixonante. A Jamaica me surpreendeu tão positivamente, que hoje em dia eu sou quase uma embaixadora do país entre os amigos. É o lugar que eu mais indico para quem me pede conselhos de viagem! Quando eu era mais “xóven”, tive uma fase hippie-reggae e o Bob Marley era meu super ídolo. Estar na terra do homem, depois de tantos anos, foi um agrado à Aline adolescente, que nem sonhava que um dia andaria pelas estradas jamaicanas ao som de Jamming e curtiria Port Antonio ouvindo Natural Mystic. Depois de compradas as passagens, percebi a dificuldade de organizar essa viagem. A Jamaica ainda é um lugar pouco visitado pelos brasileiros e é um dos menos procurados do Caribe pelos turistas, então são poucas as informações …

Jamaica: ONE LOVE chamado Negril

Saindo de Port Antônio, voltamos para a estrada. Mais seis horas de carro rumo ao nosso último destino da viagem: Negril. Hotel “pé na areia”, mar azul, quente e calmo, e muita comida boa nos esperavam nessa delicinha de cidade. Negril A pequena cidade de Negril é um dos destinos mais turísticos da Jamaica. Ela está localizada na ponta oeste da ilha, a 80km de Montego Bay (aeroporto mais próximo) e 220km da capital, Kingston. Praia ou cliffs? Negril conta com duas grandes atrações. De um lado, um mar bem estilo “Caribe”, com 11 km de extensão e um belo por-do-sol, a Seven Mile Beach. É a praia mais longa da Jamaica, também conhecida como uma das maiores do mundo. Do outro lado, West Wend: uma região cheia de penhascos (conhecidos lá como cliffs), de onde é possível pular no mar ou apenas observar o mar com uma cor inigualável. Caso você queira se hospedar nessa região dos cliffs, o Rockhouse Hotel é uma ótima opção. Onde ficamos Como a gente gosta bastante do clima de ficar deitado na …

Port Antonio: Bamboo Rafting e a melhor refeição da viagem

Um passeio que estava em nossa “TO DO list” de Port Antonio era o Bamboo Rafting, no Rio Grande. Como já contei em outro post, Port Antonio ainda não está muito preparada para o turismo, então é um pouco difícil encontrar as informações sobre as atrações da região. Na pousada que nos hospedamos, durante o café da manhã perguntamos ao cozinheiro sobre o passeio e ele ofereceu para nos levar até o local por U$ 15, dirigindo em nosso carro. Eu já havia lido que o trajeto até a saída do rafting deveria ser feita de táxi, pois é um caminho bem distante, então aceitamos a oferta. O percurso durou cerca de 30 minutos e passamos por vilarejos de imigração indiana e muitos lugares com uma vegetação nativa exuberante. Fomos bem longe e certamente indo de GPS ficaríamos assustados, o local era bem afastado. Chegando lá, o nosso motorista indicou seu primo para pilotar nossa jangada, e levou o nosso carro para nos esperar no final do passeio, em outro ponto do rio. No local …

Port Antonio, a região mais bonita da Jamaica

Capital do estado de Portland, Port Antonio é uma pequena cidade na ponta leste da Jamaica. A região parece bem mais “virgem” do que todos os outros que vimos por lá. Muito verde e pouca estrutura de turismo. … Fazendo o check out em Montego Bay, o recepcionista do hotel nos ofereceu para chamar um taxi. Quando contamos que estávamos de carro, indo para Port Antonio, eles se espantaram por pretendermos ir tão longe, e sozinhos. “Vocês estão indo pra lá, sério? E de carro?” Eles repetiam e riam e contavam uns para os outros da nossa jornada. Ficamos com um pouquinho mais de medo de toda a aventura que tínhamos nos proposto a fazer, mas né, VAMO QUE VAMO. E que bom que fomos! Depois de passarmos dois dias de pernas para o ar no all inclusive (uma experiência até então inédita pra gente), pegamos a estrada jamaicana. Pela primeira vez em nossas andanças por aí: a temida mão inglesa. Passado o nervosismo inicial e a ressignificação das direções, Vinícius se deu muito bem. E estamos falando …