Todos os posts em: Destinos no exterior

Dez dicas para quem quer visitar a Disneyland Paris

Muita gente tem dúvida se vale a pena deixar um ou dois dias de viagem em Paris pra ir até a Disneyland. Eu, que sou uma das maiores fãs da Disney desse mundo, afirmo com convicção: vale sim. É um bate-volta diferente, divertido e cheio de emoção! A Disney de Paris não é tão grande quanto a de Orlando, mas a organização e o cuidado com o detalhe também estão presentes por lá, adicionados ao charme francês. São apenas dois parques, o Disneyland Park (que é semelhante ao Magic Kingdom) e o Walt Disney Studios Park (inspirado no Hollywood Studios). Além disso, o complexo conta com hotéis e com um espaço de lojas e restaurantes chamado Disney Village. No post de hoje vou dar algumas informações básicas que vão te ajudar a organizar o seu passeio pra lá! 😉 1 – Como chegar A Disney Paris fica localizada na cidade de Marne-la-Vallée, localizada a 32 km de Paris. Você pode chegar lá de RER (um tipo de trem que vai para cidades próximas da capital francesa). …

Escale uma cachoeira na Jamaica

Sabe quando você vai a um lugar incrivelmente lindo, mas as fotos saem uma tremenda porcaria? kkk Foi o que aconteceu comigo na Dunn’s River Falls, na Jamaica. Eu levei apenas a minha Go-Pro antiga, e ela já não estava funcionando muito bem. Quando  fomos ver as fotos… foi uma tristeza, não deu pra aproveitar quase nada. (Você já passou por isso também?) Mas nem por isso foi um passeio perdido, muito pelo contrário: essa atração foi um dos pontos altos da nossa viagem. Apesar das fotos terem ficado ruins, nos divertimos muito e tivemos uma ótima experiência. A Dunn’s River Falls é, nada mais nada menos que: UMA CACHOEIRA ENORME. QUE VOCÊ PODE ESCALAR. E QUE DESÁGUA EM UM MAR AZUL TURQUESA. Preciso dizer mais alguma coisa? Vem ver! (Ah, pra esse post ficar um pouquinho melhor, catei algumas fotos no site oficial da Duns River Falls, como essa aqui em baixo). 😉 A entrada no parque A Dunns River Falls fica localizada em um parque nacional em Ocho Rios, super bem estruturado. Logo …

Jamaica: cinco lugares para tomar café da manhã em Negril

Nesse post contei como foi a nossa ótima estadia em Negril, onde passamos oito dias curtindo o belo mar da Seven Mile Beach e muitas Red Stripes geladinhas. Lá, ficamos hospedados em um pequeno e gostoso hotel, o Negril Palms. Esse hotel tem um preço ótimo, fica de frente para o mar (bem estilo pé na areia) tem wi-fi até dentro da água (se você é desses), e um quarto ótimo. Mas… não tinha café da manhã incluso. Então, aproveitamos para conhecer outros restaurantes e hotéis pela região que ofereciam deliciosas opções. Vem ver quais são os que eu mais gostei! 🙂 Kuyaba Como contei aqui, a Jamaica tem alguns pratos típicos deliciosos e um deles é servido principalmente no café da manhã: o ackee & saltfish – um preparado de ackee (fruta típica da região) e bacalhau. Bem, o melhor que comemos por lá foi no surpreendente restaurante do hotel Kuyaba. O cardápio de café da manhã do Kuyaba é imenso, e os pratos são muitíssimo bem servidos. Ah, e você também pode escolher sentar …

Onde comer bem e barato em Londres

Querido leitor, o post de hoje é um oferecimento da minha ex colega de faculdade, a Carla Venturini. A Carla atualmente mora em Londres (venceu na vida!) e é professora de inglês por lá (se você estiver precisando de uma ótima teacher na terra da Rainha, clica aqui!). Como a Libra está assustadoramente cara para nós mortais, e as pessoas estão até receosas de marcar uma viagem pra Londres, com medo de deixar um rim por lá, pedi pra Carla nos mostrar que existe sim um jeito de conhecer essa cidade incrível, comendo bem com economia. Vem ver! 🙂  … Olá! Meu nome é Carla e atualmente moro em Londres pela segunda vez. A história é longa, e eu quero contá-la em meu próprio blog – que por enquanto ainda está em fase de planejamento. Para dar um empurrão a mais nessa empreitada blogueira, a Nina me convidou para escrever um post por aqui. #agoravai Também sou comilona, com a diferença de que sou vegetariana há anos e estou fazendo a transição para o veganismo. …

Dez lugares para se apaixonar pela gastronomia jamaicana

Para compreender a cultura, ancestralidades e tradições de um lugar diferente, é preciso entregar-se aos sabores da gastronomia local. Concorda? Bem, com base nesse “mantra de vida”, percorri diversas cidades da Jamaica em busca do verdadeiro tempero do país, percebendo as nuances de cada estado, as influências e modos de cozinhar oriundos de diversas origens, e as semelhanças e diferenças entre a comida de rua mais popular para os restaurantes mais requintados. Vem ver quais foram os lugares mais gostosos desse food tour, restaurantes e comidas de rua que recomendo para quem está planejando uma viagem pra lá. (Se quiser saber mais sobre os pratos típicos da Jamaica, ou informações gerais sobre o país, clique aqui!) 1 – Kuyaba (Negril) Esse restaurante fica dentro do hotel de mesmo nome, e está localizado em frente à 7 Mile Beach. O menu é enxuto, mas a comida é saborosa e bem temperada. O local também oferece ótimas opções de pratos no café da manhã. Ah, o preço é super justo! 2 – Rockhouse (Negril) Esse restaurante está …

Quatro lugares para comer boas carnes em Buenos Aires

Um dos maiores prazeres de viajar está em buscar semelhanças e diferenças entre os destinos e o lugar em que vivemos. Perto do Rio Grande do Sul, onde moro, ficam a Argentina e o Uruguai. De semelhanças, o gosto pela carne. De diferenças, o modo de preparo. Aqui a carne vai no espeto para a churrasqueira. Nos países vizinhos, os cortes são assados nas parillas – uma base com tiras de ferro que vai em cima do fogo. Eu entro nessa generalização cultural e confesso: amo comer carne. E também confesso que prefiro o churrasco porteño (e urugayo) em relação aos nossos. Chego a salivar quando penso naqueles bifões saindo direto da parrilla para o meu prato. Buenos Ayres, mi amor Já fui algumas vezes à capital argentina, já caí em algumas roubadas (olá, Siga la Vaca!), mas também já tenho os meus favoritos, aqueles lugares que eu recomendo para todos que me pedem indicações. Não vou me atrever a dizer que esses são “os melhores lugares para comer carne em Buenos Aires”, até porque eu …

Onde comprar o visto cubano (tarjeta turística)

Para entrar em Cuba, além de um passaporte com no mínimo seis meses de validade e a vacina da febre amarela registrada no certificado internacional, você precisa adquirir a tarjeta turística, que é o visto de ingresso no país. Muita gente tem me perguntado ultimamente como adquirir a tarjeta, e essa também foi uma super dúvida que eu tinha antes de embarcar. Então vou explicar aqui onde você pode comprar o documento, e também como foi a minha experiência. 😉 Bem, existem três opções. Modo “tradicional” – solicitar nas representações oficiais Cuba tem quatro representações diplomáticas no Brasil, nas cidades de Brasília, São Paulo, Salvador e Manaus. Você pode ir até alguma dessas unidades e comprar a tarjeta pessoalmente ou, caso não more em nenhuma dessas cidades, pode solicitar via correio. A taxa para adquirir o visto é de R$ 57, mas quem o pede por correspondência também precisa pagar pelos trâmites e pelo Sedex, totalizando mais de R$ 200 por pessoa. Modo mais simples e mais barato – comprar nos aeroportos Você pode comprar o …

Conheça San Andrés, onde o Caribe é mais barato

O primeiro contato que eu tive com o Caribe foi em San Andrés. Quando eu olhei de perto o tal “mar das sete cores” eu fiquei muuuuito emocionada! Essa foto aí em baixo foi bem nesse momento: o amor à primeira vista! Desde então, eu fiquei apaixonada pelo Caribe, essa região que concentra países que podem ser tão diferentes entre si, mas que têm características bem especiais em comum: o mar deslumbrante, a energia incrível e aquele poder de fazer você se sentir em férias! Fui para San Andrés em 2014, quando eu ainda não era uma blogueirinha de viagens. Então, peço desculpas pelas fotos, são poucas e elas não contam com exatidão a beleza dessa ilha incrível. Para fazer esse texto, utilizei as minhas anotações da época (porque eu já amava fazer roteiros longos), fiz muita pesquisa sobre a situação atual da ilha e contei também com as informações de uma pessoa que foi lá mais recentemente, meu colega de trabalho Renato. Tentei colocar tudo que você precisa saber antes de ir pra lá, …

Passeios em Punta Cana: Juanillo VIP X Isla Saona

Que Punta Cana é um dos principais destinos para aproveitar a estrutura de hotéis all inclusive eu já te contei. (Já leu os outros posts sobre Punta Cana, né? Clique aqui para ter informações gerais sobre o destino, e aqui para saber como foi a nossa estadia no resort Meliã.) Mas se você estiver interessado em dar um “plus” na sua viagem e uma escapadinha do resort, existem diversas opções de passeios por lá. Nós fizemos os passeios Juanillo VIP e Isla Saona, mas também existem outros bem famosos, como Isla Catalina, nado com golfinhos, Manati Park e até passar o dia em Santo Domingo, capital da República Dominicana. Bem, antes de tudo, tenho três dicas para você: 1 – Não faça os passeios logo que chegar em Punta Cana. Aproveite pelo menos dois dias no resort. Além de descansar da viagem até lá e começar a se “ambientar”, você tem a oportunidade de conhecer pessoas que já fizeram uma ou outra excursão, e receber algumas dicas “quentinhas” sobre os lugares. 2 – Não se preocupe …

Punta Cana: como é se hospedar no The Level at Meliã Caribe Tropical

Como contei no último post, eu e a minha amiga Lane decidimos ir para Punta Cana para fazer o melhor que esse destino oferece: ficar de pernas pro ar, esquecer do trabalho, descansar a cabeça e viver o all inclusive! Muita gente tem preconceito com esse tipo de viagem, em ir para outro país e ficar só em um resort. Nesses lugares você não tem tanto contato com a cultura do país e com o dia-a-dia das cidades, é tudo mais produzido para o turista – quem viu um, viu todos. Mas eu adoro! Gosto da viagem cultural, e da viagem gastronômica, e da road trip e do all inn – são diferentes, e são todas legais! E Punta Cana é “O” lugar para ter esse tipo de experiência! Por mais que em todas as viagens que eu faço eu viva o meu próprio all inn – já que nunca deixo de comer nada que tenho vontade –  é boa a sensação de não ver a conta depois da sobremesa. Além disso, é muito gostoso …