Todos os posts em: Porto Alegre

Um tour gastronômico pelos clássicos do Centro Histórico de Porto Alegre

Esse é um dos posts que eu mais queria escrever desde que criei o blog! Primeiro, porque eu amo o Centro Histórico de Porto Alegre – bairro em que eu morei por sete anos. Segundo, porque eu curto muito ir nesses restaurantes e bares super antigos, que resistem ao tempo e passam de geração em geração. E terceiro porque nessa lista estão lugares que fizeram parte da minha infância, que me acompanharam no início da vida adulta e que sigo frequentando. Para organizar o post como um tour gastronômico possível de ser cumprido em um dia ou dois, escolhi uma comida-símbolo que representa cada um dos clássicos. Bora iniciar esse passeio! Farroupilha na Confeitaria Matheus (desde 1947) A Confeitaria Matheus é parada obrigatória para muitos trabalhadores e moradores do Centro de Porto Alegre – ela está localizada no “miolo” da avenida Borges de Medeiros. Fundada em 1947, o local atravessou décadas produzindo mais de 300 itens de confeitaria, padaria, lanches, cafés e biscoitos. A grande pedida das manhãs dos clientes da Matheus é o Farroupilha – …

Restaurantes de Porto Alegre que me fazem viajar

A gente nunca viaja tanto quanto gostaria, não é mesmo? Então, às vezes o que devemos fazer é procurar em nossa própria cidade lugares que nos fazem lembrar de algum destino que já visitamos, ou que nos apresentam um diferente. Aqui em Porto Alegre existem muitos restaurantes que, em um almoço ou jantar, me levam pra passear pelas ruas de Paris, a conhecer os templos da Tailândia ou a me divertir dançando K-POP. Veja quais são os locais que mais me fazem viajar pra fora do país sem precisar entrar em um avião: Sharin – Índia Eu ainda não conheço a Índia, mas esse destino está na minha lista de prioridades porque eu sou apaixonada pela gastronomia indiana! Então, quando eu quero me esbaldar nos temperos e aromas do país, e me imaginar em Bombaim, eu vou até o Sharin. Ao entrar, você já sente um leve cheiro de incenso, e a decoração impressiona. No cardápio, especialidades do forno Tandoor, do norte e sul da Índia. Frequentemente, o restaurante promove festivais, com dança típica indiana, …

Os sabores cosmopolitas do Wok Side Bar

Foi no antigo restaurante Wok que eu fui apresentada à um dos grandes amores da minha vida: o coentro. Se hoje eu tenho esse tempero tatuado no meu braço, é porque os pratos de curry de camarão do chef Rafael Jacobi me deram uma deliciosa introdução ao polêmico coentro. E, como na época a erva ainda não era tão popular por aqui, eu sempre tinha vontade de voltar lá pra comer mais e mais. (Valeu, Zaffari, que introduziu o ingrediente no seu repertório e agora abastece a minha geladeira! kkk) Wok Side Bar O Wok ficou um tempo fechado e depois reabriu como Side Bar, uma nova proposta, com referências e pratos de diversos países, inspirado nos bares de Nova York. Apesar de ter sua decoração modificada, para ficar com uma cara mais moderninha, ainda me sinto em casa por lá. Abrimos o jantar com um clássico Spritz (R$ 22) e com um Wok Gin-Tônica com cardamomo, pepino e capim santo, limão siciliano e zimbro (R$ 25). Cheers! A cozinha do Wok Side Bar é …

O novo Menu Sazonal do Koh Pee Pee

No início da semana estive no Koh Pee Pee, restaurante super tradicional de culinária tailandesa em Porto Alegre, para conhecer o seu novo Menu Sazonal. Vem ver como foi! 😉 Koh Pee Pee: excelência tailandesa em Porto Alegre O Koh Pee Pee é reconhecido pela qualidade e fidelidade de sua culinária, e já recebeu diversos prêmios e certificados de excelência, como “The Pride Of Thailand” do National Food Institute, principal entidade do setor gastronômico da Tailândia. A certificação reconhece o local como fiel representante da autêntica culinária tailandesa. O restaurante, que já é quase uma atração turística de Porto Alegre, tem capacidade para receber 120 pessoas. Seu nome vem de uma das mais belas ilhas da Tailândia – Phi Phi, localizada no Oceano Indico. O visual surpreende desde a entrada, que tem uma iluminação baixa, em tons de amarelo. A arquitetura e os elementos culturais originários da Tailândia presentes na decoração deixam o cenário ainda mais interessante. O Menu Sazonal A cozinha do Koh Pee Pee é comandada pela chef Zelda Dal’Molin, e é ela …

Em Porto Alegre, um lugar chamado Notting Hill

Qual foi a viagem que você fez que mais sentiu aquela sensação de “ESTOU REALIZANDO UM SONHO!”? A minha aconteceu em 2012, quando eu tinha 25 anos e embarcava sozinha rumo à Londres. Era a minha primeira vez na Europa. ❤️ Confesso que não foi a minha melhor viagem, a Aline de 2012 ainda não sabia fazer bons roteiros e passava muito tempo em lojas (a Primark com a libra a R$ 3 era enlouquecedora!!!), mas foi muito muito especial. Londres ainda é uma das minhas cidades favoritas no mundo! Naquela época eu nem sonhava que viajaria tanto depois e que um dia me tornaria uma blogueirinha de viagem. Quando lembro dos 30 dias que passei por lá me dá um quentinho no coração de pensar em como eu tava feliz. Por outro lado, não posso revisitar “visualmente” essa experiência porque as fotos ficaram péssimas. kkk Um exemplo: passeei muuuuito pelo bairro Notting Hill, e a única foto decente é essa: Ok, é uma árvore linda, né? Mas esse é um bairro tão fofo que merecia …

A tainha na taquara da Ilha da Pintada

Na última Sexta-feira Santa fiz um dos meus programas favoritos em Porto Alegre – embarquei rumo à Ilha da Pintada para comer a tradicional tainha na taquara da Colônia de Pescadores Z5. Já é a terceira vez que faço esse passeio, e eu super recomendo porque acho uma excelente experiência gastronômica. Além disso, é uma oportunidade de entrar em contato com a cultura dos pescadores locais e com partes da cidade que não estamos acostumados a ver no dia a dia. (Ah, antes de mais nada, como falei que fui na sexta, isso pode gerar um engano. Na realidade, o almoço só acontece aos domingos. Eles abriram uma exceção para a Sexta-Santa por conta do costume de se comer peixe nesse dia.) Ainda não conhece esse passeio? Então olha esse post até o fim pra ver como é bacana! 🙂 Comprando os ingressos Você compra os ingressos nesse espaço da foto abaixo, que fica bem em frente ao prédio da Usina do Gasômetro. A experiência completa custa R$ 65 – R$30 (referente ao passeio de …

Meus restaurantes favoritos na Zona Sul de Porto Alegre

A Zona Sul de Porto Alegre cresceu e se desenvolveu muito nos últimos anos. É uma região completa, cheia de opções gastronômicas, de entretenimento e, principalmente, muito bonita! E é também o lugar onde eu vivi toda a minha infância, e onde eu moro atualmente. (Clica aqui pra ler toda a minha história com essa região! 😉 ) E o que nem todo mundo sabe, é que na Zona Sul se come bem demais! Tem pizza ótima, hambúrguer maravilhoso, e restaurantes com ambientes tão acolhedores que fazem você ir #sempressadevoltar. kkk Então, hoje trago aqui a minha lista de restaurantes favoritos dessa região, aqueles que mais frequento, que me fazem desviar o caminho na volta pra casa, e que recomendo pra todo mundo! Vem ver! 🙂 Iaiá Bistrô Que tal viajar pelo Brasil sem sair do bairro Assunção? O Iaiá Bistrô te leva pro Nordeste com suas moquecas, para o Norte, com seu pato ao tucupi, para o centro-oeste, com sua galinhada com pequi. Lá, os meus favoritos são o filé ao molho de rapadura, o pirarucu …

Verão em POA? A Zona Sul é a nossa praia!

Eu morei na Zona Sul de Porto Alegre durante toda a minha infância e adolescência. No bairro Guarujá fiz grandes amigos, joguei vôlei no meio da rua, andei de bicicleta em Ipanema e colhi pitanga das árvores dos vizinhos. Enfim… foi um começo de vida bacana, eu adorava morar na ZS. Mas veio a faculdade e o trabalho, e eu comecei a me irritar com o tempo de deslocamento. A busca pela minha independência veio junto com um desejo de conhecer uma parte diferente da cidade. Então, quando eu tinha 21 anos, me mudei para o Centro. Sem olhar pra trás, com a convicção de que não queria mais saber de Zona Sul. Mas queridos… não se pode dizer nunca na vida. Conheci o meu marido alguns anos depois (outra cria da ZS) e, juntos, voltamos às raízes. Em 2017, passamos a morar em Ipanema. Uma coisa que aprendi com a vida é que quando tomamos distância de algo que nos incomoda, conseguimos ver isso com mais clareza, e até nos reconectar. Foi isso que …