Todos os posts em: Destinos no Brasil

Em Porto Alegre, um lugar chamado Notting Hill

Qual foi a viagem que você fez que mais sentiu aquela sensação de “ESTOU REALIZANDO UM SONHO!”? A minha aconteceu em 2012, quando eu tinha 25 anos e embarcava sozinha rumo à Londres. Era a minha primeira vez na Europa. ❤️ Confesso que não foi a minha melhor viagem, a Aline de 2012 ainda não sabia fazer bons roteiros e passava muito tempo em lojas (a Primark com a libra a R$ 3 era enlouquecedora!!!), mas foi muito muito especial. Londres ainda é uma das minhas cidades favoritas no mundo! Naquela época eu nem sonhava que viajaria tanto depois e que um dia me tornaria uma blogueirinha de viagem. Quando lembro dos 30 dias que passei por lá me dá um quentinho no coração de pensar em como eu tava feliz. Por outro lado, não posso revisitar “visualmente” essa experiência porque as fotos ficaram péssimas. kkk Um exemplo: passeei muuuuito pelo bairro Notting Hill, e a única foto decente é essa: Ok, é uma árvore linda, né? Mas esse é um bairro tão fofo que merecia …

A tainha na taquara da Ilha da Pintada

Na última Sexta-feira Santa fiz um dos meus programas favoritos em Porto Alegre – embarquei rumo à Ilha da Pintada para comer a tradicional tainha na taquara da Colônia de Pescadores Z5. Já é a terceira vez que faço esse passeio, e eu super recomendo porque acho uma excelente experiência gastronômica. Além disso, é uma oportunidade de entrar em contato com a cultura dos pescadores locais e com partes da cidade que não estamos acostumados a ver no dia a dia. (Ah, antes de mais nada, como falei que fui na sexta, isso pode gerar um engano. Na realidade, o almoço só acontece aos domingos. Eles abriram uma exceção para a Sexta-Santa por conta do costume de se comer peixe nesse dia.) Ainda não conhece esse passeio? Então olha esse post até o fim pra ver como é bacana! 🙂 Comprando os ingressos Você compra os ingressos nesse espaço da foto abaixo, que fica bem em frente ao prédio da Usina do Gasômetro. A experiência completa custa R$ 65 – R$30 (referente ao passeio de …

Geisse Experience: um tour de 4×4 pelos vinhedos

Hoje vou contar pra vocês sobre uma das experiências mais legais pra se viver na Serra Gaúcha: o tour Geisse Experience, um misto de aventura, paisagens incríveis e deliciosas surpresas. O tour acontece na Cave Geisse, vinícola localizada em Pinto Bandeira, a 17 km de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. Pelo seu tamanho, ela é considerada uma “vinícola boutique”, e é uma das minhas favoritas na região. Se você gosta de espumantes, precisa conhecer a Geisse! Estive lá em um domingo de sol e aproveitei tudo de legal que esse lugar oferece. Depois de fazer a visita e degustação na vinícola (como contei nesse post), embarcamos para o Geisse Experience. Vem ver como foi! 🙂 Geisse Experience O  Geisse Experience é uma experiência única, que leva os visitantes a conhecer os vinhedos da vinícola e seus arredores em um veículo 4×4. Quem nos guiou nessa aventura foi o simpático Dario, que trabalha na Geisse há dois anos. O passeio já começa deixando todo mundo surpreso. Achávamos que seria um trajeto tranquilo entre os vinhedos, …

Cave Geisse: visita, degustação e Open Lounge

Estive na Geisse pela primeira vez em uma viagem pra comemorar meu aniversário. Não é porque era um final de semana especial, mas essa vinícola se tornou uma das minhas favoritas da região. Por isso, fiquei muito feliz ao ser convidada a voltar lá para passar mais um dia incrível nesse lugar encantador. (Clica aqui pra ler tudo que rolou no Geisse Experience!) A Cave Geisse está localizada na região de Pinto Bandeira, a 17 km de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. A vinícola foi criada em 1979, pelo engenheiro agrônomo e enólogo Mário Geisse, um chileno que viu na região um bom potencial para a elaboração de espumantes: boa altitude, solo com excelente drenagem, boa amplitude térmica e posição solar ideal. Geisse foi pioneiro por aqui ao optar pelas espaldeiras altas (videiras em posição vertical) e, por isso, foi chamado de “chileno louco” pelos produtores vizinhos. Com o sucesso de sua produção, Geisse provou que não era louco e influenciou outros diversas vinícolas a adotarem o mesmo tipo de técnica. Tour pela …

O tradicional jantar de sábado da Vinícola Don Giovanni

Todos os sábados, a vinícola Don Giovanni transforma o parte de seu casarão em um restaurante intimista e charmoso, e serve um jantar já tradicional na região. Quando nos hospedamos lá, aproveitamos a oportunidade e fomos conferir. O restaurante fica localizado na parte de baixo do casarão, e tem uma decoração rústica, com muitos objetos antigos e fotos da família. Lembrando que a Don Giovanni ainda pertence à família fundadora, e já está em sua quarta geração de produtores de vinho. O jantar começa com uma salada de folhas, temperadas com aceto balsâmico e azeite de oliva. Logo depois, a fabulosa criação da Dona Bita, mãe dos proprietários da vinícola: o melhor risoto de alcachofra da vida. Sério, ponto do arroz perfeito, sabor incrível. Eu babo até hoje só de pensar nesse prato. Ah, as alcachofras são plantadas na propriedade. Em seguida: frango assado na cerveja com uva-passa e cebolas, acompanhado de batatinhas. Sabe aquelas batatinhas que você não consegue parar de comer? O garçom entende o drama e passa oferecendo mais pra todo mundo! A …

Hospede-se entre os vinhedos na Pousada Don Giovanni

Já pensou em se hospedar em uma vinícola? Pesquisando lugares para ficar na região dos Vinhedos, descobri que a vinícola Don Giovanni também tem sua própria pousada! Vem ver como ela é charmosa! 🙂 Don Giovanni Localizada em uma região alta de Pinto Bandeira, pertinho dos Caminhos de Pedra, a vinícola Don Giovanni é um empreendimento familiar – já está em sua quarta geração. Focados principalmente na produção de espumante (mas também de vinho), a Don Giovanni cultiva as uvas Chardonnay, Pinnot Noir, Merlot e Cabernet Franc em 17 hectares de vinhedos. Olha que bacana: a vinícola prima pela viticultura sustentável e agroecologicamente correta, então não utiliza fertilizantes químicos e produz seu próprio adubo na propriedade. A pousada São oito quartos na pousada, sendo sete deles localizado em um belo casarão de 1930, decorados com móveis antigos com características da colonização italiana. Os visitantes também podem se hospedar em uma cabana que fica mais perto dos vinhedos. Logo na entrada da casa, uma acolhedora sala de estar, com sofás, televisão e um piano. No local, está …

Meus restaurantes favoritos na Zona Sul de Porto Alegre

A Zona Sul de Porto Alegre cresceu e se desenvolveu muito nos últimos anos. É uma região completa, cheia de opções gastronômicas, de entretenimento e, principalmente, muito bonita! E é também o lugar onde eu vivi toda a minha infância, e onde eu moro atualmente. (Clica aqui pra ler toda a minha história com essa região! 😉 ) E o que nem todo mundo sabe, é que na Zona Sul se come bem demais! Tem pizza ótima, hambúrguer maravilhoso, e restaurantes com ambientes tão acolhedores que fazem você ir #sempressadevoltar. kkk Então, hoje trago aqui a minha lista de restaurantes favoritos dessa região, aqueles que mais frequento, que me fazem desviar o caminho na volta pra casa, e que recomendo pra todo mundo! Vem ver! 🙂 Iaiá Bistrô Que tal viajar pelo Brasil sem sair do bairro Assunção? O Iaiá Bistrô te leva pro Nordeste com suas moquecas, para o Norte, com seu pato ao tucupi, para o centro-oeste, com sua galinhada com pequi. Lá, os meus favoritos são o filé ao molho de rapadura, o pirarucu …

Dez vinícolas imperdíveis na Serra Gaúcha

De grandes vinícolas, com reconhecimento internacional, até vinícolas menores, onde o atendimento é feito pela própria família: a Serra Gaúcha proporciona uma viagem incrível pelo mundo dos vinhos. Separei aqui dez vinícolas que conheci nos últimos tempos e que são imperdíveis pra quem quer fazer um tour inesquecível pelo Vale dos Vinhedos e cidades vizinhas, como Garibaldi e Pinto Bandeira. 1 – Casa Valduga A Casa Valduga é uma das mais tradicionais vinícolas do país. Em 1992, a Família Valduga iniciou a construção de seu Complexo Enoturístico, que incluiu a criação de restaurantes e de pousadas, consolidando-se, assim, como pioneira na introdução do enoturismo no Vale dos Vinhedos. Atualmente, o complexo recebe cerca de 150 mil visitas por ano. A empresa coleciona mais de 300 prêmios em concursos nacionais e internacionais, e exporta seus produtos para mais de 20 países. A Valduga está, inclusive, no livro “1000 lugares para conhecer antes de morrer”, editado pelo New York Times. Recomento o tour Wine Experience, que possibilita a degustação de vinhos e espumantes em diferentes etapas do processo de elaboração. (Para ler …

Cantibello: almoço italiano em meio à natureza

No mesmo final de semana que fiquei hospedada em uma pipa de vinho, conheci o delicioso restaurante Cantibello, localizado na zona rural de Gramado. E quando digo “delicioso”, não estou falando somente da comida, mas de toda a experiência que é almoçar lá. Mas aqui vai uma dica: vá sem pressa de voltar! 🙂 O restaurante Cantibello fica dentro de um paiol desativado, em meio à uma natureza exuberante. O local funciona apenas no almoço, de quinta a domingo, e serve um buffet onde os principais destaques são as massas artesanais e polentas. Sim, polentaS, no plural! São três tipos de polenta mole: tradicional, aos quatro queijos e a inusitada polenta com menta e linguiça. Também são servidos saladas, antepastos, sopa de capeletti, rabada, frango assado e carne de panela e diversos molhos. Gente, a polenta aos quatro queijos é um espetáculo. Parece um aligot, sabe? Para acompanhar, super recomendo o molho de linguiça perfumado de alecrim. Bom demais! O restaurante também oferece um buffet de sobremesas daquele tipo bem sobremesa de casa gaúcha, sabe? …

Hospede-se em uma pipa de vinho em Canela

Quarto super confortável. Proprietários atenciosos. Chocolatinho de boas-vindas. Quer mais? Ótima localização (ao lado do parque Terra Mágica Florybal), situado em meio à natureza. Jardim lindo e cheio de detalhes. Café da manhã delicioso. Mais alguma coisa? SIM! Os chalés são pipas de vinho! <3 Descobri os chalés do Parada da Pipa zapeando o Booking, e foi por ter encontrado esse lugar tão simpático que decidi fazer a viagem. Acho muito gostoso quando a hospedagem é quem convida para o passeio. E, chegando lá, só me surpreendi mais ainda com esse lugar tão encantador. Detalhe: os chalés são feitos em pipas de verdade, que já foram utilizadas na elaboração de vinho. Elas vieram de uma vinícola desativada, localizada em Flores da Cunha. A pousada é composta por quatro chalés-pipa – dois “standard”, e dois “superiores”, com dois andares. Nos superiores (foto abaixo), o primeiro andar é uma sala com a pequena cozinha e o banheiro, e o quarto fica no segundo andar. Existe, ainda, um bangalô, que é um pouco mais amplo, mas não tem …