Todos os posts em: Comida

Cinco restaurantes imperdíveis em Marrakech

A primeira vez que comi um prato marroquino foi em um restaurante de Paris (falei sobre ele nesse post). Aquela mistura de temperos era diferente de tudo que eu já tinha provado, e os pratos eram coloridos e perfumados. Fiquei completamente apaixonada na hora! Desde então, sempre tive vontade de conhecer o Marrocos e me esbaldar em tajine e cuscuz. A minha viagem à Marrakech surgiu meio que de surpresa pra gente. Compramos uma passagem para Portugal com uma escala em Casablanca de 24h. Como remarcaram meu voo, eu pude mexer na escala e transformar as 24h em 5 dias – gratuitamente. (Você sabia que isso é possível?) De Casablanca partimos para Marrakech para fazer um food tour na cidade. Fomos em diversos restaurantes, comemos muito na feira Jemaa el-Fna (principal e mais célebre praça da cidade, que concentra diversas bancas de comidinhas), conhecemos os pratos típicos e até desvendamos os segredos da culinária marroquina em um workshop. View this post on Instagram ✨Tesouro marroquino✨ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Uma das características mais marcantes da gastronomia marroquina é …

Comer bem e barato em Marrakech: Corner Cafe

Descobri o Corner Cafe no Tripadvisor – ele figura na primeira página dos melhores restaurantes da cidade. As fotos eram tão apetitosas e os elogios eram tão convincentes, que logo entrou para o roteiro. Mas jantar lá não foi fácil… O Corner Cafe é um dos restaurantes mais disputados de Marrakech. Só conseguimos uma mesa na terceira tentativa – nas duas primeiras vezes que fomos ele estava lotado. O local é simples e tem poucos lugares, mas foi lá que tivemos um dos melhores jantares da nossa viagem! 😋 Ah, mas aqui deixo um aviso: apesar de termos conseguido uma mesa, o atendimento foi bem demorado, pois a casa estava completamente lotada. Maaas o dono foi tão simpático e atencioso durante a nossa espera (e a curiosidade de experimentar as comidas era tão grande), que isso não foi um problema pra gente. Enfim, bora se deliciar com a culinária marroquina! 😋 Corner Cafe: jantar marroquino de primeira! No Marrocos é comum servirem pães na mesa logo que os clientes sentam. O jantar no Corner já …

Morro Reuter: o acolhedor restaurante El Paradiso

Já contei por aqui que eu adoro aproveitar domingos de sol pra fazer bate-voltas em busca de restaurantes deliciosos em meio à natureza. O El Paradiso é um lugar como esse, não muito longe de Porto Alegre, e perfeito para curtir o dia com a família. 🙂 Restaurante El Paradiso O restaurante El Paradiso fica situado numa área rodeada pela natureza, na subida da Serra Gaúcha, em Morro Reuter. A propriedade fica a cerca de 1h30 de Porto Alegre, e abre somente aos finais de semana e feriados. As refeições podem ser feitas tanto na área interna, quanto externa, em um jardim super gostosinho. O almoço do El Paradiso Os clientes são recebidos com petiscos, como salsicha bock com mostarda de ervas, croquete e polenta frita. Fica a dica: chegue cedo! Essas entradinhas já começam a ser servidas às 10h30 nas mesas externas. 😉 Entre 11h30 e 12h o buffet livre é aberto. A apresentação das saladas é super colorida e chama a atenção, mas confesso que eu tava mais interessada nas delícias quentes… O …

Portugal: onde comer bem em Sintra

Nosso tour gastronômico em Portugal já passou por Lisboa, por Aveiro e pelo Porto, e agora chegou a vez de falar da pequena vila de Sintra. 🙂 Sintra geralmente é visitada como um bate-volta saindo de Lisboa, pois ela fica a apenas 40 minutos da capital. A cidade é repleta de pontos turísticos de tirar o fôlego, como palácios coloridos, construções medievais e mansões luxuosas em meio à natureza. 😍 Como são tantas atrações que valem a visita, decidimos ficar uma noite por lá para aproveitar melhor a cidade. View this post on Instagram Pareço plena mas estou me recuperando de uma subida equivalente a 74 andares (foi o que o aplicativo do celular disse). 🙇🏻‍♀️ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Subir até o Palácio da Pena é bem cansativo, mas vale o esforço. Que lugar lindo! Parece castelo de filme da Disney, e ainda tem uma vista incrível! 😍 ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Tem muito mais de Sintra e do Palácio salvo nos destaques. Quem aí tá acompanhando nosso tour (majoritariamente) gastronômico em Portugal? 🤗 A post shared by Sem Pressa …

Portugal: as melhores sorveterias do Porto

Acho que não contei isso pra vocês ainda… mas eu sou apaixonada por sorvete! 😋😋😋 Acho até que sorvete é o único doce que eu posso comer infinitamente, sem enjoar. (Eu descobri isso quando tive que extrair um dente, a recomendação era a de tomar sorvete e eu devorei um pote de 2 litros em algumas horinhas). Se em Lisboa eu fiz um tour de Pastéis de Nata e em Aveiro o roteiro era de Ovos Moles, no Porto eu decidi me aventurar nos “gelados” portugueses. (Aliás, eu acho muito bonitinho que os portugueses chamam sorvete de gelado. ❤️) Fiquei apenas três dias no Porto e entre um restaurante e outro, aproveitei pra conhecer algumas das sorveterias mais famosas da cidade. Bora ver como foi esse tour gelado? 🙂 Gelataria Sincelo Aberta desde 1980, a Gelataria Sincelo é uma das sorveterias mais tradicionais do Porto. Há dois anos a casa foi totalmente renovada, mas continua no mesmo endereço desde a sua criação – o número 54 da Rua de Ceuta. A sorveteria oferece mais de 50 …

Donnadina, o novo empreendimento do “homem pizza” de Canela

Elaborada por meio da fermentação lenta, a pizza napoletana é uma receita que demanda tempo. São horas (ou dias) até que a massa se dilate até chegar no tamanho certo pra ser finalizada. A trajetória de alguns empreendedores se assemelha à esse processo. É preciso passar por diversas etapas de crescimento e maturação até ganhar um espaço no mercado. Nesse post vou mostrar pra vocês a nova pizzaria de Canela, a Donnadina. Mas, antes disso, vou contar a história do jovem empresário por trás do negócio, Peterson Secco, responsável por renovar o cenário gastronômico da cidade com as suas pizzas. O “homem pizza” de Canela Há oito anos, o então adolescente Peterson Secco ocupava os fundos de uma garagem em Canela e, sozinho, fazia e entregava pizzas pela cidade. Com a ajuda da família e de amigos foi conquistando o paladar dos moradores e logo abriu sua primeira pizzaria. Em 2011 nasceu a The Petit – um rodízio de pizzas que tinha um diferencial inédito na região: servir fatias durante a madrugada. (Apesar do movimento turístico …

Marrakech: aprendendo culinária marroquina em uma fazenda orgânica

Como contei nesse post, workshops de gastronomia são a minha mais nova paixão em viagens. É uma maneira de ter um contato mais íntimo com a culinária local e também uma oportunidade de aprender a reproduzir em casa os pratos que tanto amamos conhecer. Pesquisando sobre os workshops disponíveis em Marrakech (são muitos!), descobri o ateliê do Chef Tarik Harabida. O curso é realizado em uma fazenda orgânica, localizada em um pequeno vilarejo a cerca de 30 km do centro da cidade. O chef Tarik tem 27 anos de experiência em cozinha e é um dos embaixadores da Bio Kitchen, que preza pelos ingredientes orgânicos. Depois de alguns anos viajando pelo mundo, Tarik voltou à Marrakech para com o objetivo de explorar a gastronomia marroquina e de criar uma cozinha-escola em sua propriedade. Não foi o Tarik que ministrou o workshop (infelizmente não chegamos a conhecê-lo), foram os queridos cozinheiros Youssef e Siham que nos receberam e nos ensinaram muito sobre a cultura gastronômica do Marrocos. “Cerimônia de abertura” O workshop acontece em uma tenda no …

Cinco comidinhas que você precisa provar em Belém do Pará

Belém é um dos destinos gastronômicos mais especiais do Brasil e eu amei o tour que fiz por lá. A série de quatro posts que conta cronologicamente o que fizemos é uma das mais especiais desse blog. (Você pode ler o primeiro deles aqui!) Mas… são textos longos. Como eu sei que nem todo mundo curte ler aquele tipo de post, resolvi depurar o nosso roteiro e fazer alguns posts menores com recomendações de lugares e comidas. O primeiro deles lista cinco restaurantes que considero imperdíveis na cidade. Já conferiu? E hoje vou listar cinco comidinhas que são super tradicionais na cidade, que me foram indicadas pelo Marcos Médici, que administra o perfil do Instagram Restaurantes Belém. Nada como receber dicas de locais, né? Bora se deliciar! 🙂 Tacacá d’A Portinha Um dos pratos mais simbólicos da região Norte do país, o Tacacá me conquistou. A sopa preparada com tucupi (caldo amarelo extraído da mandioca), goma de tapioca, jambu e camarão seco é vendida em centenas de estabelecimentos de Belém. Experimentamos em alguns lugares, mas o que …

Os melhores Ovos Moles de Aveiro

Considerada a “Veneza Portuguesa”, Aveiro é uma cidade pequena e fácil de ser explorada. Infelizmente não chegamos a conhecer as Salinas, não experimentamos os famosos pratos de frutos do mar e nem passeamos nas gôndolas. O nosso tour na cidade foi mais específico… Aveiro entrou em nosso roteiro simplesmente porque a gente precisava provar os Ovos Moles de Aveiro “in loco”. O doce foi primeiro produto nacional de confeitaria a obter a distinção “Indicação Geográfica Protegida”. Os Ovos Moles de Aveiro Os Ovos Moles de Aveiro foram criados no século XVI, no Convento de Jesus de Aveiro. Essa iguaria compõe a grande tradição portuguesa de doces conventuais, receitas originadas em conventos e mosteiros do país. Os Ovos Moles são feitos com a mesma massa da hóstia, por influência conventual, que é moldada em formas que remetem ao mar e à tradição piscatória de Aveiro, como peixinhos e conchas. E, por dentro, um maravilhoso doce de ovos moles. Os Ovos Moles de Aveiro foram até citados no livro Os Maias, de 1888. O autor Eça de Queiroz escreveu: “São seis …

Olivas de Gramado: turismo rural, cultura e gastronomia

No último final de semana aprendi muito sobre a olivocultura no novo empreendimento turístico da Serra Gaúcha, o Olivas de Gramado. O local reúne cultivo de oliveiras, restaurante de comida afetiva e vivências junto à natureza. Vem ver como foi!⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Olivas de Gramado O Olivas de Gramado é o primeiro empreendimento do Rio Grande do Sul dedicado ao olivoturismo. Localizado a 14km do centro de Gramado, o complexo proporciona aos seus visitantes uma experiência completa em torno da olivocultura. São mais de 150 hectares, onde foram plantados 12 mil mudas de oliveiras de seis diferentes variedades. Além disso, mais de 90 hectares são de Área de Preservação Permanente, monitoradas para que o ecossistema se mantenha inalterado. O cenário do parque é arrebatador: a propriedade é cercada por mata nativa e pelo cânion da Pedra Branca. Alguns mirantes de contemplação foram instalados no complexo, proporcionando ao visitante vistas privilegiadas da paisagem. Quem está à frente do projeto é o empresário Daniel Bertolucci, e foi ele quem nos recebeu e explicou a verdadeira missão do Olivas. “Queremos resgatar …