Posts recentes

Mojitos en La Bodeguita, daiquiris en El Floridita

Depois de comer muito bem pelos paladares de La Habana, é chegada a hora de aproveitar a noite cubana! Pelas ruas da Ciudad Vieja você vê uma atmosfera vibrande, com muita música e turistas animados, dançando embalados pelo rum.

Ah… os drinks cubanos! Gosta de mojito? Os de lá são os melhores! Já provou um daiquiri? Comece pelos de Havana! 😉

13

Bem, se você é desses (como eu) que não dispensa uns “bons drinks”, precisa fazer o roteiro das bebidas favoritas de Hemingway!

Vou explicar.

O intelectual e escritor norte-americano morou em Cuba nas décadas de 40 e 50, e era um assíduo frequentador dos bares La Bodeguita e El Floridita.

Robinson-Hemingway-House-Cuba

Tore Johnson / The LIFE Images Collection / Getty

Existe, ainda, uma célebre frase atribuída ao autor:

“My mojito in La Bodeguita, My daiquiri in El Floridita.”

Segundo esse artigo, a história é só uma lenda e o quadro pendurado no La Bodeguita del Medio com a expressão escrita à mão por Hemingway teria sido forjada.

Se é verdade ou mentira eu não tenho certeza. O que sei é que esse roteiro de drinks é uma delícia e já faz parte da rota turística de Havana. 🙂

La Bodeguita del Medio

O La Bodeguita del Medio é um restaurante de gastronomia típica cubana. Dizem que a comida é ótima, mas estava tão lotado quando fui que (infelizmente) acabei não jantando por lá.

Mas os mojitos eu provei. Sim, mojitoS no plural. É impossível beber um só naquela rua tão animada, com a excelente música de fundo (sempre tem uma banda tocando), sabendo de toda a tradição do local.

1

O ambiente é rústico, cheio de fotos de pessoas famosas e assinaturas pelas paredes. Existe, ainda, um segundo andar, destinado principalmente a quem vai comer por lá.

O famoso mojito é vendido por 5 CUCs (aproximadamente USD 5).

2

O La Bodeguita del Medio está localizado na calle Empedrado, nº 307.

El Floridita

Se no La Bodeguita del Medio o ambiente é mais informal, no El Floridita destaca-se pelo cenário mais elegante.

4

A casa explora bastante a imagem de Hemingway, com diversas fotografias e até uma estátua em tamanho real do escritor no local que ele costumava sentar, de autoria do escultor cubano José Villa Soberón..

3

O excelente daquiri da casa custa 6 CUCs (aproximadamente USD 6).

Fun fact: em vez de dar uma nota de 10 CUCs, dei uma de 100 e saí andando. O garçom me chamou pra dizer que eu tinha me confundido. Achei bem simpático! 🙂

O El Floridita fica na calle Obispo, nº 557 (bem na esquina).

IMG_5229

Vai pra Cuba? Clica aqui pra ver onde você pode comprar o visto pra entrar no país! 😉

 

E pra terminar esse post, deixo aqui uma frase do Hemingway que tem tudo a ver com esse blog:

“Nunca viaje com alguém que você não ame.” ❤️

 

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Como tirar ótimas fotos na Disney

Oi, pessoal! Hoje escrevo um post que gostaria que a “Aline do passado” tivesse lido nas minhas duas primeiras viagens à Orlando. Isso porque só dessa última visita à cidade (em fevereiro de 2019) é que tenho fotos que me agradam mesmo. Das duas outras vezes… os registros ficaram sofríveis! kkk

Tipo isso:

649

Dessa vez fui preparada pra trazer boas lembranças, e as fotos ficaram maravilhosas! Então vou dar cinco dicas pra quem também quer fazer lindas imagens nos parques! 😉

1 – Tire fotos com os símbolos clássicos dos parques

Pode até ser um clichê, mas você precisa ter uma foto na frente do castelo do Magic Kingdom, né? Pois é, acreditam que eu não tinha nenhuma até essa última viagem?

Por mais que a gente chegue nos parques e já queira correr pras atrações antes que formem fila, é preciso lembrar de tirar algumas fotos mais clássicas: no castelo do Magic, na árvore do Animal Kingdom, no globo do Epcot, na avenida em frente à Tower of Terror do Hollywood Studios, e no planeta da Universal Studios, (se você visitar esse parque também).

Animal Kingdom

2 – Pense na foto antes de clicar

Em vez de tirar mil fotos que só vão encher a memória de seu celular, pense alguns minutos em como o objeto ou pessoa ficarão melhores na foto. Analise o que tem ao fundo, veja se com um movimento da câmera você não consegue um foco mais claro e um fundo mais bonito.

Butterbeer

Ah, não precisa ser mil fotos, mas também não precisa ser uma só. Sempre faça mais de um click da mesma pose. Isso às vezes salva você de só ter uma foto da família em que alguém sai com a cara estranha ou com o olho fechado. kkk

Família

2- Tire fotos com os personagens

Tirar fotos com os personagens é uma atração à parte, e eles fazem de tudo para que o momento seja especial!

Tio Patinhas

Eu sou apaixonada pelo Mickey, mas nunca tinha entrado na fila pra tirar uma foto com ele. Que baita erro! Gente, o Mickey tem um cheirinho muito característico, e ele é um gentleman.

Mickey

Se não quiser colocar fastpass (expliquei o que é o fastpass nesse post!), cuide no aplicativo da Disney o momento em que a fila está menor e garanta a sua lembrança! (Ah, o Mickey do Epcot é bem menos concorrido do que o do Magic Kingdom!)

Pateta

3 – Memory Maker

O Memory Maker é um pacote que inclui todas as fotos tiradas pelos fotógrafos oficiais da Disney, que estão em diversos pontos dos parques. Além disso, você também tem acesso às fotos tiradas nas atrações, como as engraçadíssimas fotos de quedas de montanha-russa.

Montanha-russa

Após tirar a foto, o fotógrafo vai escanear a sua Magic Band ou seu ingresso. Assim, a foto fica vinculada à sua conta e você já pode ver na hora no aplicativo da Disney.

Além disso, existem alguns fotógrafos que colocam “efeitos especiais” nas fotos, como ilustrações ou até desenhos que se movem!

Avatar

Depois de tirar a primeira foto, elas ficam disponíveis na internet por até 45 dias pra download. Não esqueça de baixar, depois desse prazo elas somem!

lion King

Se você comprar o Memory Maker com até três dias de antecedência, pelo site, ele custa $169 + taxas. Comprando na hora, o preço é de $199 + taxas.

É caro? Sim! Mas olha que legal: você pode dividir o pacote com até 25 pessoas. Quando fui pra lá, tinha outros dois grupos de amigos indo na mesma época, então conseguimos dividir esse valor. Deu cerca de R$ 30 pra cada um. Valeu a pena, hein?

Balões Epcot

Ah, pra mim, a foto mais legal de tirar com fotógrafos oficiais é essa: todas as noites, no espaço onde fica a torre da Rapunzel, as luzes se acendem e um fotógrafo profissional fica disponível para tirar fotos dos visitantes segurando uma lanterna brilhante.

Lanterna

Se você não tiver o Memory Maker e quiser aproveitar o cenário, pode tirar a foto oficial e pedir depois para o fotógrafo bater com a sua câmera ou celular também (isso vale para todos os fotógrafos espalhados pelos parques). 😉

5 – Fotógrafo Brasileiro na Disney

Essa opção é pra quem não quer se preocupar com ângulo, resolução de câmera, lugares pra fotografar, e ainda assim ter as melhores lembranças: o Fotógrafo Brasileiro na Disney! Vem ver que trabalho incrível!

Quem aí não quer uma foto como essa, com o castelo sem ninguém em volta?

Castelo

@fotografobrasileironadisney

Esse é um serviço completamente diferente do que os fotógrafos oficiais oferecem, muito mais personalizado. Além disso, o Alê (que é o fotógrafo), é um querido! ❤️

31

@fotografobrasileironadisney

Você pode dizer onde quer tirar suas fotos, ou aceitar as ideias do Alê, que são ótimas! Sério, ele sabe os melhores lugares pra fotografar nos parques!

Olha essa vista da Main Street, no Magic Kingdom! 😍

30

@fotografobrasileironadisney

Além dos parques da Disney, o Alê fotografa também nos parques da Universal, Disney Springs, Boardwalk, hotéis, e até em Miami.

Slinky

@fotografobrasileironadisney

Vocês notaram que nessas fotos parece que o parque está fechado pra mim? Pois é, esse é um dos cuidados do Alê, fazer com que não fiquem aparecendo pessoas estranhas no fundo das fotos. Registros mega exclusivos e especiais!

Hollywood

@fotografobrasileironadisney

Os preços começam em R$ 750, para ensaios de 1h, com 100 fotos. Existem, ainda, pacotes de até 4h, e nesses você ganha um fotolivro pra guardar de lembrança! As imagens são entregues com tratamento, então ficam ainda mais bonitas!

Você pode entrar em contato com o Fotógrafo Brasileiro na Disney nesse link ou pelo telefone (51) 2111-7022 (a irmã dele, Susi, é quem agenda os ensaios, e ela atende de Porto Alegre).

Ah, se quiser dar uma olhada nas outras fotos do Alê, segue ele no Insta. 😉

Dicas extras:

  • Os vendedores de balões deixam você tirar fotos segurando eles – peça pra tirar a sua!
  • Nos parques da Disney é proibido entrar com o conhecido “pau de selfie”.
  • Não deixe de aproveitar a viagem pra tirar fotos, e principalmente não perca os shows de encerramento assistindo pela tela do celular! Mesmo que você faça fotos e vídeos incríveis, eles não ficarão tão lindos quanto o espetáculo que acontece à sua frente! 😉
Dumbo Disney

@fotografobrasileironadisney

E aí, curtiu as dicas? Quando for pra lá use a hashtag #sempressadevoltar pra eu acompanhar a sua viagem! 🙂

 

Ahhh, antes de ir pra Orlando, não deixe de ler esse post.

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

O guia mais completo de doces e guloseimas de Orlando

Por mais que eu goste de viajar pra lugares não convencionais, descobrir cantinhos pouco conhecidos, de comidas e de ingredientes exóticos, eu não nego: eu amo um lugar beeeem turistão também! Eu amo Orlando!

Orlando tem Disney! ❤️ Orlando tem Universal, tem Walmart, tem dias de divertimento infinito! Já fui pra lá três vezes e confesso que voltaria todo ano.

Dumbo Disney

Foto: @fotografobrasileironadisney

Por lá os doces e guloseimas são uma atração à parte! Na Disney você se encanta com a beleza e “fotogenia”, na Universal você pode comer e beber coisinhas que você só via na tela do cinema ou da televisão. E quem aí também já se perdeu nos corredores do Walmart?

Enfim, é MUITA COISA BOA! ❤️

Bem, pra ajudar as formiguinhas do meu Brasil a fazer uma checklist de coisas gostosas pra comer na próxima viagem à Orlando, preparei esse SUPER GUIA. É um dos posts que eu mais queria escrever aqui pro blog, então tô super feliz de compartilhar com vocês! 🙂

Parques da Disney

Funnel Cake – Magic Kingdom, Epcot e Hollywood Studios

O mais famoso, o mais procurado, o doce que todo mundo que prova morre de saudades… o espetacular FUNNEL CAKE! 😋

332

Esse é o doce da Disney mais imperdível, o que eu mais recomendo, o meu favorito. ❤️

O Funnel Cake parece um ninho de massa de bolinho de chuva e que, na sua melhor versão, é acompanhado de calda de morango e chantilly. Isso porque existem variações do doce, com coberturas diferentes – mas nenhuma é tão boa quanto essa!

A calda de morango do Funnel Cake é viciante, apaixonante, indiscutivelmente perfeita! 🍓🍓🍓

O Funnel Cake está disponível em diversos pontos de vários parques da Disney, mas o que eu recomendo é o do Sleepy Hollow, no Magic Kingdom.

A opção com calda de morango + chantilly custa USD 7,99.

Sério, provem!!! Já tô babando aqui só de lembrar… 🤤🤤🤤

Pia do Mickey – Magic Kingdom

A Mickey’s Kitchen Sink é uma das sobremesas mais clássicas da Disney. O sundae vem com duas bolas de sorvete enormes (você pode escolher o sabor), calda quente (de chocolate ou caramelo), chantilly e cerejinhas.

Pia do Mickey_castelo

Além da bermudinha do Mickey, ainda existe a opção de saia da Minnie – que também é super fofinha!

Você encontra a Mickey’s Kitchen Sink na Ice Cream Parlour, na Main Street do Magic Kingdom (em frente à lanchonete Casey’s Corner)

O preço é um pouco salgado (custa USD 16,99), mas ela é tão grande que pode (e deve) ser dividida. Comemos em quatro pessoas e ficamos beeem satisfeitos. É uma delíííícia! (Ah, e a pia você pode levar pra casa como souvenir)

Picolés – todos os parques da Disney

10

Este é outro clássico, é o que você mais vai ver por lá. A cada esquina de todos os parques você encontra um ponto de venda de picolés. O picolé do Mickey não tem nada de mais em termos de sabor (é idêntico ao Eskibon – que eu adoro), mas ele tem seu charme, né?

Nesses locais você também encontra a versão de sanduíche de sorvete (dois biscoitos de chocolate em formato de Mickey recheados com sorvete); um picolé de frutas super gostoso (limão com morango) e a banana frozen (uma banana congelada coberta de chocolate e castanhas).

26

Os picolés custam em torno de USD 4.

Pinneaple Float – Magic Kingdom

Esse suco de abacaxi com sorvete é suuuper refrescante, perfeito pra experimentar em um dia mais quente.

O sorvete pode ser de baunilha, abacaxi ou misto. Eu escolhi de abacaxi. E você, qual escolheria? 😋

pineapple float

O Pineapple Float é encontrado no Aloha Isle, no Magic Kingdom, e custa USD 5,99.

Pipoca de caramelo – Epcot

No World Showcase do Epcot, cada pavilhão representa uma nação. Você pode dar uma “volta ao mundo” em algumas horas. É o melhor lugar da Disney pra fazer um food tour e ir beliscando uma coisinha de cada país.

No pavilhão da Alemanha, você encontra a loja Karamell-Küche, que significa ‘cozinha de caramelo’ em alemão. Você nem precisa procurar muito pela loja… o cheirinho de caramelo vai chamar a sua atenção!

Na Karamell-Küche eles vendem doces feitos com os caramelos da mundialmente famosa marca Werther’s. São diversas opções, como maçã com caramelo, cheesecake de caramelo, fudge com caramelo, cookies de caramelo, e por aí vai.

Mas a guloseima mais famosa da loja é a pipoca de caramelo. Você vê ela sendo feita ali na hora, e ela está sempre bem quentinha. É muuuuito boa, sério! Melhor pipoca caramelada da vida! 🤤

25

A pipoca de caramelo pequena custa USD 3,99, e a grande custa USD 5,99. Não deixe de provar!

8- Mousse Elza – Epcot

Mais uma maravilha do World Showcase do Epcot! Na confeitaria Kringla Bakeri Og Kafe, localizada no pavilhão da Noruega, você encontra doces inspirados no desenho Frozen.

Eu experimentei o Viking Chocolate Mousse, que custou USD 5,39. Eu amo mousse de chocolate, e esse estava uma delícia, açúcar na medida certa!

E olha esse visual!

9

Por lá você ainda encontra o cupcake “bolo de aniversário da Anna” (USD 5,99) e o Troll Horn (USD 3,99), um cone recheado que é bem famosinho, entre outras delícias.

15

Malva Cake – Animal Kingdom

Esse é bem pouco conhecido, mas muito delicioso: o Malva Cake.

O Malva Cake é um bolinho esponjoso típico da África do Sul. Ele tem um sabor bem marcante, que lembra o mel e o maple syrup, e é servido quente, geralmente acompanhado de sorvete. Bom, hein?!

Eu me apaixonei por esse doce quando fui à África do Sul e morria de vontade de comer de novo. Então quando vi que ele era vendido na área da África do Animal Kingdom, eu vibrei! 😍

8

Confesso que o Malva Cake da Disney não é tão gostoso quanto o africano, mas vale provar. Ele é bem carregado nas especiarias e tem uma casquinha crocante. 🤤

Curtiu? Você encontra o Malva Cake no Tamu Tamu Refreshments por USD 5,99.

Qualquer doce na Les Halles Boulangerie Patisserie – Pavilhão da França, no Epcot

A Les Halles Boulangerie Patisserie é uma confeitaria localizada no pavilhão da França. Por lá, você tem o mesmo deslumbre de visitar confeitarias de Paris (já leu esse post aqui?). A vitrine é um espetáculo!

16

Depois de almoçar em algum dos restaurantes deliciosos do World Showcase, é uma deliciosa opção para a sobremesa. Já contei ali em cima que adoro mousse de chocolate, né? Bem, quando fui lá escolhi o Duo (à direita na foto abaixo), um mousse de chocolate preto e branco (USD 5,75).

Provei também as escolhas das minhas sobrinhas que estavam comigo, e eram todos MARAVILHOSOS! Por isso a dica é: escolha o que mais encantar você!

1190

As doze badaladas do relógio

Além das lanchonetes, a Disney tem restaurantes no estilo “Table Service”, aqueles em que você precisa fazer uma reserva com antecedência para conseguir. Esse é o caso do Cinderella’s Royal Table, que fica dentro do castelo do Magic Kingdom.

Disponível no menu do jantar, entre quatro opções escolhi a sobremesa “The Clock Strikes Twelve” ou “as doze badaladas do relógio” no menu em português). Além de muito gostosa, é um espetáculo visual. Vejam só que coisa mais linda!

7

A sobremesa é um mousse de chocolate meio amargo, com ganache de chocolate meio amargo e coulis de framboesa.

Bem, nesse restaurante a refeição custa bem caro (entre USD 65 e USD 80 dólares por adulto, dependendo da refeição), mas a experiência vale super a pena! Imagina só comer uma delícia dessas com as princesas passando pela sua mesa, hein?

Parques da Universal

Cerveja amanteigada – Universal Studios e Islands of Adventure

A bebida mais famosa do mundo dos bruxos – e também dos parques da Universal é a Butterbeer, a cerveja amanteigada, do clássico filme Harry Potter.

É ruim? Não! É bom? Nhé…

Ela parece um sorvete de caramelo misturado com água com gás! Achei o primeiro gole gostoso, mas a partir do segundo fica bem enjoativo.

2

Existem outras cinco variações da cerveja amanteigada: frozen, sorvete, café, fudge e mousse. Pra todos os gostos!

Você encontra a Butterbeer nos parques Universal Studios e Islands of Adventure, nas áreas temáticas Harry Potter.

Quem aí também é fã de Harry Potter e já provou ou tem vontade de provar a bebida dos bruxos?

Rosquinha dos Simpsons – Universal Studios

A famosa rosquinha de Hommer Simpsons saiu do desenho animado e está à venda na Lard Lad Donuts, lanchonete da Universal Studios (USD 3,49).

O donut tem uma massa super leve e a cobertura é bem suave, não é tão doce quanto parece.

3

Existe, ainda, a opção de rosquinha gigante, perfeita pra dividir… ou pra tirar uma foto maravilhosa! 🙂

19

Vale experimentar mesmo, ela não é só fotogênica, é realmente gostosa!

Fora dos parques

IHOP

Comer panqueca americana de café da manhã faz parte da experiência de ir aos Estados Unidos. E não tem lugar melhor pra isso em Orlando do que o IHOP, são diversas unidades espalhadas pela cidade.

O cardápio é imenso e cheio de opções. Panquecas com caldas de frutas, nutella, recheadas de chocolate… e até mesmo a clássica apenas com o syrup (nas mesas você encontra quatro opções). Hummmm deu água da boca! 🙂

400

Outra coisa legal do IHOP é que lá você vai encontrar um ambiente muito típico de lanchonetes americanas, daqueles que você só vê em filmes.

(Ah, além das panquecas não deixe de experimentar os pratos com ovos e bacon. Tudo é delicioso por lá!)

As panquecas mais elaboradas custam em torno de USD 8, mas agora vou te dar uma SUPER DICA: se você se inscrever no My IHOP, ganha uma porção gratuita. Eu fiz isso e super funcionou!

Mickey Waffle – Walmart

Que tal começar o dia comendo um waffle do Mickey? ❤️

Bem, você encontra essa opção em alguns hotéis da Disney, mas o preço desses cafés da manhã geralmente são bem altos. Por isso, trago aqui uma super opção: compre no Walmart!

Isso mesmo, no Walmart você encontra os waffles com a carinha do Mickey, da marca Eggo (que ficou famosa na série Stranger Things), por cerca de USD 4. Se você estiver hospedado em uma casa ou hotel com cozinha vale a pena, hein?

27

Ah, não esqueça de comprar também uma embalagem de mapple syrup! 😉

Peperridge Farm – Walmart

Outra guloseima que você encontra no Walmart são os biscoitos da marca Peperridge Farm. Os cookies são maravilhosos, cheios de chocolate. O biscoito do tipo Milano é uma delíiicia! Ele é fininho, amanteigado, com um recheio delicado.

É tipo um Passatempo melhorado! (E olha que Passatempo é bem gostoso, hein?)

14

Você encontra os biscoitos da marca em diferentes versões e sabores. Difícil não encher o carrinho! 🙂

13

Os biscoitos custam de USD 3 a USD 5.

Cinnabon

Uma massinha quentinha, com um deliciosa cobertura à base de cream cheese, polvilhado de canela: não tem como não se apaixonar pelo cinnamon roll da especialista no doce, a loja Cinnabon. São diversos tamanhos do doce e existem, ainda, opções com nozes e caramelo.

Impossível passar pela frente de uma loja sem ser fisgado pelo cheiro desses bolinhos!

28

Um lugar perfeito para experimentar o Cinnabon é na Universal Citywalk – um ótimo docinho pra finalizar um dia de parque. Você também encontra unidades da loja dentro do Islands of Adventure, em alguns shoppings e no aeroporto.

Dunkin Donnuts (ou Krispy Kreme)

Alguém aí lembra quando tinha Dunkin Donnuts no Brasil? Eu lembro, e amaaava! Bem, nos Estados Unidos a marca continua em alta e essa é uma mais uma gostosura que você encontra em Orlando.

20

Outra loja famosa pelos seus donnuts é a Krispy Kreme (há quem diga que são ainda mais gostosos!). Eles tavam na minha lista, mas infelizmente não deu tempo de experimentar, ficou pra próxima! (Ah, tem Krispy Kreme pra vender no Walmart também, e dizem que eles são tão fresquinhos quanto os da loja!)

São diversas opções de massa, cobertura e sabor – difícil escolher uma só!

Nessas lojas existem promoções caso você compre em dúzias ou caixas com 30. Aquela caixinha ali em cima com 12 custou USD 9,99 (cada unidade individual custava USD 0,99)

Outros doces que não comi, mas fiquei sabendo que são ótimos!

Sanduiche Waffle do Sleepy Hollow (Magic Kingdom): Um sanduíche de Waffle + Nutella+ frutas. Tem como dar errado?

“Pirulito” de abacaxi com chocolate da Confectionary (Magic Kingdom): Essa combinação é uma delícia, hein?

Mickey Shaped Cinnamon da Main Street Bakery (Magic Kingdom): Se cinnamon roll é gostoso, imagina experimentar um com a carinha do Mickey? <3

LeFou’s Brew do Gaston’s Tavern (Magic Kingdom): Um suco de maçã congelado, com marshmallow assado e espuma de manga e maracujá, servido em uma taça ou caneco que você pode levar pra casa! Gente, preciso provar isso!

O sorvete da Tinker Bell e o Peter Pan Float da Storybrook Treats (Magic Kingdom): Um sorvete de limão com algodão doce e um float de limão. Coloquem no google pra ver como eles são lindoooos!

Blueberry Cream Cheese Mousse no Satu’li Canteen (Animal Kingdom): Mousse de blueberry e maracujá com um visual que lembra o mundo de Avatar.

Croque Glace da L’Artisan des Glaces (Epcot): Um brioche enorme recheado com sorvete. Por lá você também encontra um macaron gigante recheado de sorvete. Essa sorveteria é um charme!

Carrot Cake Cookie do The Trolley Car Café (Hollywood Studios): O bolo de cenoura americano é bem diferente do brasileiro, carregado nas especiarias. Nessa versão, ele vem em formato de cookie. Dizem que é MARA! 🙂

Caramel Apple: Você encontra a maçã coberta de caramelo na Karamell-Küche ou em quiosques espalhados pelos parques da Universal. É um clássico!

Amorette Patisserie (Disney Springs): Uma loja de bolos e doces sofiticados daqueles que você baba na vitrine! As sobremesas com decoração de Mickey e Minnie são irresistíveis!

Tá, ainda tem o morango com chocolate da Ghirardelli, os sorvetes da Cold Stone, o cheesecake da Cheesecake factory, e outras delícias que você encontra no Walmart, tipo chocolate Lindt e picolé de Reeses e M&M’s.

É que essa lista é meio que interminável, e se eu não encerrar por aqui, esse post nunca vai ao ar – e eu preciso ajudar as minhas formiguinhas de plantão, né?

Enfim, saudades de Orlando! Que vontade que deu de voltar lá e comer tudo que não comi – e repetir os favoritos! ❤️

Me conta aí! Tá indo pra lá e anotou tudo? Já foi e morreu de saudades lendo o post? Comenta aqui em baixo! 😉

 

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Geisse Experience: um tour de 4×4 pelos vinhedos

Hoje vou contar pra vocês sobre uma das experiências mais legais pra se viver na Serra Gaúcha: o tour Geisse Experience, um misto de aventura, paisagens incríveis e deliciosas surpresas.

O tour acontece na Cave Geisse, vinícola localizada em Pinto Bandeira, a 17 km de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. Pelo seu tamanho, ela é considerada uma “vinícola boutique”, e é uma das minhas favoritas na região. Se você gosta de espumantes, precisa conhecer a Geisse!

Estive lá em um domingo de sol e aproveitei tudo de legal que esse lugar oferece. Depois de fazer a visita e degustação na vinícola (como contei nesse post), embarcamos para o Geisse Experience. Vem ver como foi! 🙂

Geisse Experience

O  Geisse Experience é uma experiência única, que leva os visitantes a conhecer os vinhedos da vinícola e seus arredores em um veículo 4×4.

5

Quem nos guiou nessa aventura foi o simpático Dario, que trabalha na Geisse há dois anos.

1

O passeio já começa deixando todo mundo surpreso. Achávamos que seria um trajeto tranquilo entre os vinhedos, mas que nada…

Entramos mata adentro com o veículo super rápido! Foi muito divertido! 🙂

35

36

Primeira parada: cachoeira

Logo em seguida, a primeira parada: uma linda cachoeira! É surpresa atrás de surpresa!

17

Meus companheiros de aventura: Bárbara, do blog Barbara pelo Mundo, Pri, do blog Barbadas pelo Mundo, Sophia, do blog Meu mapa-múndi, e Léo do Barbadas também. Queridos! <3

28

Bárbara, eu, Pri, Sophia e Léo

Segunda parada: degustação em meio à natureza

Na segunda parada, formos recepcionados por um espumante geladinho (Cave Geisse Brut), em um deck de frente para um riacho, a parte de cima da cachoeira que vimos antes.

20

Uma delícia brindar em meio à natureza!

2

29

Depois saímos da “mata” e seguimos para a área dos vinhedos. São muitas paisagens lindas!

3

6

Terceira parada: mirante

A terceira e última parada do passeio é um dos pontos mais altos da propriedade, um mirante com vista para as videiras. Lá fomos recepcionados com mais um espumante Cave Geisse Brut.

7

Hora de voltar…

4

Depois do Geisse Experience, aproveitamos o final de tarde no Open Lounge da vinícola. Clica aqui pra ver como foi o final desse dia incrível!

Serviço – Geisse Experience

Valores:
Para 1 e 2 pessoas: R$ 250
Para 3 pessoas: R$ 300
Para 4 pessoas: R$ 350
Para 5 pessoas (capacidade máxima): R$ 400

O passeio é feito apenas com agendamento aos sábados, domingos e feriados. É necessário verificar a disponibilidade de horário.
O tour não acontece em caso de chuva.
Não é permitida a participação de grávidas e de crianças menores de 3 anos.

 

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Cave Geisse: visita, degustação e Open Lounge

Estive na Geisse pela primeira vez em uma viagem pra comemorar meu aniversário. Não é porque era um final de semana especial, mas essa vinícola se tornou uma das minhas favoritas da região.

Por isso, fiquei muito feliz ao ser convidada a voltar lá para passar mais um dia incrível nesse lugar encantador. (Clica aqui pra ler tudo que rolou no Geisse Experience!)

9

A Cave Geisse está localizada na região de Pinto Bandeira, a 17 km de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul.

A vinícola foi criada em 1979, pelo engenheiro agrônomo e enólogo Mário Geisse, um chileno que viu na região um bom potencial para a elaboração de espumantes: boa altitude, solo com excelente drenagem, boa amplitude térmica e posição solar ideal.

Geisse foi pioneiro por aqui ao optar pelas espaldeiras altas (videiras em posição vertical) e, por isso, foi chamado de “chileno louco” pelos produtores vizinhos. Com o sucesso de sua produção, Geisse provou que não era louco e influenciou outros diversas vinícolas a adotarem o mesmo tipo de técnica.

10

Tour pela Vinícola

Fizemos a visita interna, onde um guia nos explicou todo o processo de elaboração de espumantes da casa, em um tour de aproximadamente 40 minutos.

5311

Fomos recebidos pela simpática Aline, que contou pra gente a história da empresa, os detalhes do terroir e todo o caminho que a uva faz da videira à garrafa.

31

Os espumantes da Geisse são elaborados no Método Tradicional, onde a segunda fermentação é feita na garrafa (o mesmo usado na região de Champagne, na França).

23

Depois de aprendermos alguns detalhes da produção dos produtos da Geisse, era a hora de experimentar! 🙂

Degustação

A degustação começou com um vinho base Chardonnay da safra 2019 (bebida ainda não finalizada, mas já bem saborosa), e depois seguiu com outros quatro rótulos.

12

Começamos degustando o espumante Nature, bastante seco mas muito saboroso.

Depois, ainda mais seco, fomos de Extra Brut. Pra mim, quanto mais seco melhor, então esse foi o meu favorito.

14

Degustamos, ainda, mais um espumante, o Cave Amadeu Rosé Brut, um espumante super aromático e fácil de beber. A Cave Amadeu é a linha mais acessível da Geisse, e ainda assim são muito bons. Esse rosé faz parte dos meus finais de semana há alguns anos já! Adoro!

A degustação termina no Mario Geisse Cabernet Sauvignon, vinho produzido na vinícola do patriarca no Chile. O sabor defumado desse vinho é muito especial. Trouxe um pra casa de tanto que gostei!

15

A visita na vinícola + degustação custa R$ 80 por pessoa. 50% desse valor pode ser revertido em compras na loja da vinícola, que fica logo ao lado da salinha das degustações.

25

Loja da vinícola Geisse

Os espumantes da Geisse são super premiados mundialmente, é uma parada imperdível pra quem está percorrendo a região dos vinhedos. Além de beber muito bem, você vai encontrar uma vinícola linda e um atendimento super querido.

Ah, e a visita não precisa acabar na degustação…

Open Lounge

Aberto nos finais de semana de sol, o open lounge da Geisse é um lugar perfeito pra curtir a tarde bebendo o espumante delicioso da casa.

Além de algumas mesinhas, são espalhadas almofadas e cobertores para as pessoas se acomodarem pelo pátio.

18

No cardápio, diversos sabores de empanadas argentinas, drinks e, claro, os ótimos espumantes da Geisse.

33

Terminamos esse dia incrível brindando pelas boas experiências que a Serra Gaúcha sempre nos proporciona. <3

32

O Open Lounge da Geisse funciona nos finais de semana e feriados, das 11h até as 17h. (Não abre em caso de chuva.)

Mais informações nos telefones (54) 3455.7461 / 3455.7462, ou pelo e-mail turismo@vinicolageisse.com.br .

 

Ainda rolou mais uma super experiência por lá nesse dia, o tour Geisse Experience. Clica aqui pra ver como foi! 😉

 

A visita à Cave Geisse foi feita à convite da vinícola. Fui acompanhada dos blogs Meu mapa-múndi, Barbadas pelo Mundo e Barbara pelo Mundo. <3 

 

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

O tradicional jantar de sábado da Vinícola Don Giovanni

Todos os sábados, a vinícola Don Giovanni transforma o parte de seu casarão em um restaurante intimista e charmoso, e serve um jantar já tradicional na região. Quando nos hospedamos lá, aproveitamos a oportunidade e fomos conferir.

O restaurante fica localizado na parte de baixo do casarão, e tem uma decoração rústica, com muitos objetos antigos e fotos da família. Lembrando que a Don Giovanni ainda pertence à família fundadora, e já está em sua quarta geração de produtores de vinho.

5563

O jantar começa com uma salada de folhas, temperadas com aceto balsâmico e azeite de oliva.

5551

Logo depois, a fabulosa criação da Dona Bita, mãe dos proprietários da vinícola: o melhor risoto de alcachofra da vida. Sério, ponto do arroz perfeito, sabor incrível. Eu babo até hoje só de pensar nesse prato.

Ah, as alcachofras são plantadas na propriedade.

5553

Em seguida: frango assado na cerveja com uva-passa e cebolas, acompanhado de batatinhas. Sabe aquelas batatinhas que você não consegue parar de comer? O garçom entende o drama e passa oferecendo mais pra todo mundo!

5577

A sobremesa é um sorvete artesanal com figo em calda. Delicinha também!

5582

Todos os pratos são (abundantemente) harmonizados com vinhos da casa.

O jantar na Don Giovanni custa R$ 150 por pessoa. É necessário reservar pelo número (54) 99691-7392 (pode ser pelo whatsapp mesmo).

 

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

 

Hospede-se entre os vinhedos na Pousada Don Giovanni

Já pensou em se hospedar em uma vinícola?

Pesquisando lugares para ficar na região dos Vinhedos, descobri que a vinícola Don Giovanni também tem sua própria pousada! Vem ver como ela é charmosa! 🙂

Don Giovanni

Localizada em uma região alta de Pinto Bandeira, pertinho dos Caminhos de Pedra, a vinícola Don Giovanni é um empreendimento familiar – já está em sua quarta geração.

Focados principalmente na produção de espumante (mas também de vinho), a Don Giovanni cultiva as uvas Chardonnay, Pinnot Noir, Merlot e Cabernet Franc em 17 hectares de vinhedos. Olha que bacana: a vinícola prima pela viticultura sustentável e agroecologicamente correta, então não utiliza fertilizantes químicos e produz seu próprio adubo na propriedade.

5624

A pousada

São oito quartos na pousada, sendo sete deles localizado em um belo casarão de 1930, decorados com móveis antigos com características da colonização italiana. Os visitantes também podem se hospedar em uma cabana que fica mais perto dos vinhedos.

Logo na entrada da casa, uma acolhedora sala de estar, com sofás, televisão e um piano. No local, está disponível aos hóspedes uma geladeira com vinhos e espumantes, que você pode consumir e anotar o número do seu quarto, para ser cobrado no final da estadia.

5261

Nós ficamos hospedados em um dos quartos do casarão. Cama confortável, banheiro beeem grande e ar condicionado.

5258

E o melhor de tudo: uma bela vista para os vinhedos! Uma pena que estavam sequinhos… (precisamos voltar na época da vindima, que acontece de dezembro a março. Nessa época, as videiras ficam verdinhas e cheias de uva!)

5589

Café da manhã

O café da manhã da pousada está incluído na hospedagem. O buffet é simples, mas muito gostoso. Bolos e pães novinhos, frutas, geleias e frios.

Tem até espumante no café da manhã! Quer maneira melhor de começar o dia? 🙂

5296

Ah, além dos espumantes do café da manhã, os hóspedes da Don Giovanni ganham a degustação dos vinhos produzidos na vinícola como cortesia.

Não deixe de conhecer a propriedade, brincar no jogo de xadrez gigante do jardim e de participar de do tradicional jantar harmonizado servido aos sábados (o risoto de alcachofra é imperdível! Falei do jantar nesse post!). No verão, uma piscina está disponível aos hóspedes.

Esse é um lugar que eu recomendo pra todo mundo! O atendimento foi tão familiar e acolhedor, que nos sentimos em casa. Já quero voltar! 🙂

Para informações sobre reservas e tarifas, entre em contato através do e-mail pousada@dongiovanni.com.br .

 

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Joanesburgo: onde ficar, o que fazer, onde comer

O blog Barbadas pelo Mundo tem um lema: “não sou eu quem escolho os meus destinos, são eles que me escolhem”. Com Joanesburgo foi assim: essa cidade me escolheu!

A África do Sul não estava na minha lista de prioridades, mas certo dia apareceu uma passagem em promoção pra lá, e na hora eu só sabia que tinha que comprar. Que bom!

Me surpreendi tanto com esse país, que tenho mais vontade de voltar pra lá do que pra Nova York. (E olha que NY é beeem legal, hein?)

Vem ver todas as dicas pra conhecer essa país incrível e também saber quais foram os nossos “highlights“!

064

Museu do Apartheid

Informações sobre a África do Sul

  • Brasileiros não precisam de visto para visitar a África do Sul por até 90 dias, mas devem ter o passaporte válido, com duas páginas livres para o carimbo e validade de 30 dias a contar da data de retorno.
  • É obrigatória a vacina de Febre Amarela, registrada no certificado internacional de vacinação (se você ainda não tem esse certificado, faça a vacina em um posto de saúde e leve sua carteirinha de vacinação até a unidade da Anvisa mais próxima. Fazendo um pré-registro no site, o documento é entregue em poucos minutos.).
  • A moeda oficial do país é o Rand.
  • A África do Sul tem 11 línguas oficiais, entre elas o inglês (idioma amplamente aceito nos lugares mais turísticos).
  • O fuso horário é de cinco horas à frente do horário de Brasília.
  • A voltagem é de 220v/230v.
  • As tomadas são do tipo D – com três pinos, mais grossos que os utilizados no Brasil, e dispostos de forma triangular (o adaptador é facilmente encontrado para vender por lá).
  • Na África do Sul dirige-se na esquerda (a temida mão inglesa).
  • É comum pagar gorgetas em restaurantes, entre 10% e 15%.
  • Uber está disponível e funciona super bem.

Joanesburgo

Joanesburgo é a maior cidade da África do Sul, principal núcleo urbano, industrial, comercial e cultural do país. A cidade não é conhecida como um destino muito turístico, a maioria das pessoas que passam por lá provavelmente seguirão para Cidade do Cabo ou para o Parque Nacional Kruger (famoso ponto de safáris).

Foi mais ou menos o que aconteceu com a gente. Em Joburg ou Jozi, como os locais chamam Joanesburgo, ficamos pouco. Foram apenas três noites (depois seguimos pra Pillansberg e para Cape Town – em breve aqui no blog!).

Mas nesse tempo deu pra conhecer um pouquinho da cidade, pra me apaixonar por um restaurante e pra me emocionar em um museu. Vem ver! 🙂

Hospedagem

Sandton: é onde fica a maioria dos hoteis, e onde decidimos nos hospedar. Nessa região você encontrará shoppings e bons restaurantes. Pra quem vai ficar pouco tempo na cidade, é uma ótima opção.

Escolhemos o hotel Park Inn Sandton, um ótimo custo-benefício no bairro. Quarto novinho com banheiro privativo, televisão e ar condicionado. Ah, o café da manhã do hotel também era muito gostoso!

079

Essas são as outras opções de bairros em que os turistas costumam ficar se hospedar:

Rosebank: bairro mais residencial, mas que também conta com atividade comercial, é onde está localizado o Shopping Rosebank Mall. Lá os hotéis costumam ser mais novos, pois é uma região que vem crescendo.

Melrose: Bairro organizado, com ruas padronizadas e charmosas. Lá você encontra o Melrose Arch, complexo de lazer com shopping, restaurantes, lojas, hotéis e salas comerciais.

Randburg: Bairro residencial próximo ao Lion Park. Mais afastado da área turística e comercial, mas mais barato.

Atrações

Museu do Apartheid

Conhecer o Museu do Apartheid foi o grande destaque da nossa passagem por Joanesburgo. O local conta a história do regime de segregação racial no país, com diversos materiais e objetos da época. É realmente muito emocionante, impossível sair indiferente desse lugar.

Se eu tivesse que indicar apenas um lugar em Joanesburgo, seria esse.

088

O museu abre todos os dias da semana, das 9h às 17h, e custa R95.00 para adultos e R80.00 para crianças.

Nelson Mandela Square

Nelson Mandela Square é um shopping meio aberto/ meio fechado, com diversas lojas e restaurantes. O local fica em Sandton City, um complexo seguro e enorme, onde há várias opções de entretenimento e hotéis.

Lá você pode tirar aquela foto famosa ao lado do Mandela gigante.

128

Dentro da parte fechada, você encontra o supermercado Checkers Hyper, que é bem grande. Eu adoro visitar mercados quando viajo, pra ver os produtos diferentes nas prateleiras. Vale a pena conferir!

216

O Mandela Square fica aberto de segunda a sábado, das 9h às 20h, e em domingos e feriados das 9h às 18h.

Montecasino

O Montecasino é um complexo de compras e de entretenimento, com lojas, cassino, hotéis, teatro e muitos restaurantes. O grande diferencial desse lugar é que seu interior foi construído tendo como inspiração uma cidade antiga italiana e o mais legal (ou bizarro) de tudo: tem um CÉU ARTIFICIAL!

Confesso que, à primeira vista, eu estranhei bastante chegar à noite lá e ver um céu azul. kkk

244

O cassino fica no centro do complexo e é enorme.

262

O Montecasino fica a 30 minutos de carro do centro de Joanesburgo. Ele está aberto 24 horas por dia, todos os dias da semana (os restaurantes não são 24h).

Outras atrações

Vou deixar aqui outras dicas de lugares que não cheguei a conhecer porque faltou tempo, mas que podem fazer a sua viagem por Jo-Burg ainda mais interessante.

Soweto | O Soweto foi o refúgio dos negros na época do Apartheid, onde surgiram líderes importantes. Lá você pode visitar a Vilakasi Street, a única rua do mundo onde dois ganhadores do prêmio Nobel moraram: Nelson Mandela e Desmond Tutu. Uma das formas mais legais de visitar o bairro é fazendo um tour de bicicleta.

Market on Main | É um mercado semanal de gastronomia e arte, com mais de 100 comerciantes independentes. O mercado acontece na galeria Arts on Main, todos os domingos, das 10:00 às 15:00. Na primeira quinta-feira de cada mês, acontece o mercado noturno.

Museum of African Design | Ele fica em uma construção art-déco dos anos 30 transformada em um espaço criativo que visa fomentar o design e unificar as várias regiões da África. (Endereço:  Commissioner St, nº 281)

Gold Reef City | Complexo que reúne cassino, um parque de diversões, e um tour ao interior de uma antiga mina, chamado “Jozi’s Story of Gold”, onde o visitante visita uma escavação a mais de 220 metros de profundidade.

Constitution Hill | Sede da corte constitucional sul-africana e onde se encontra a Old Fort Prison Complex, uma prisão onde milhares de pessoas foram brutalmente punidas antes da democracia voltar ao país, em 1994. (Endereço: Kotze St, nº 11)

Lion Park | Considerado um dos principais pontos turísticos de Joanesburgo, o Lion Park oferece a possibilidade de ver de perto e interagir com leões. Fica a cerca de 40 min de Sandton.

Gastronomia

Em Joanesburgo (e na África do Sul, em geral) come-se muito bem! Eu voltei apaixonada pela gastronomia sul-africana e principalmente pelos preços praticados por lá. Em relação ao Brasil, é bem mais barato.

Para os não vegetarianos, vale a pena experimentar os diferentes tipos de carnes exóticas. Todas as que experimentei eram excelentes, com destaque ao avestruz e ao kudu.

Restaurante Trumps

Esse restaurante localizado no Nelson Mandela Square foi um dos melhores da viagem inteira. Ele tem um ambiente sofisticado, uma ótima carta de vinhos (a preços acessíveis) e excelentes cortes de carne.

Desde as entradas até a sobremesa, amamos todos os pratos que pedimos. Vou colocar as fotinhos de alguns deles aqui.

138

Trio de lagostins

146

Olha essa barriga de porco!

Lá, descobri a carne de avestruz é MARAVILHOSA. A carne é super magra e macia, se parece muito com o filé mignon – mas é melhor! Sério, se você for lá, coma um filé de avestruz por mim.

147

Melhor carne da vida!

Outro destaque desse restaurante foi o Malva Cake, um bolinho esponjoso com sabor bem marcante, que lembra o mel e o maple syrup. Ele é servido quente, geralmente acompanhado de sorvete.

Essa é uma sobremesa típica da África do Sul, e no Trumps foi a mais gostosa que comemos. Não deixe de experimentar!

151

Malva Cake

O restaurante Trumps está localizado no Mandela Square e fica aberto diariamente, das 11h30 às 22h30.

Restaurante Moyo

Quem vai a Joburg não deve deixar de conhecer o Moyo, um restaurante incrível localizado na Melrose Arch – um complexo privado com hotéis, shopping, bares, lojas e vários restaurantes (mais um lugarzinho pra você passear sem pressa!).

Especializado em cozinha africana, o restaurante oferece um cardápio contemporâneo bem diversificado. Comemos muito bem lá!

176

Bolinhos de jacaré. Você encararia?

Além disso, o Moyo oferece uma experiência que vai além da comida, com música local, um ambiente super bonito e uma divertida brincadeira: você pode ter seu rosto pintado enquanto espera sua comida. Adorei! 🙂

189

O Moyo abre todos os dias, das 11h às 23h. Você pode consultar o menu do Moyo aqui.

Você conhece Joanesburgo? Gostou da cidade? Tem alguma dica pra passar pra mim e pra outros viajantes? Comenta aqui em baixo! 🙂

 

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Conheça os pratos típicos da Jamaica

Nos últimos anos, ganhou força a tendência de “food travel” ou “food tours”, na qual destinos são escolhidos e roteiros são formados de acordo com a culinária que se encontra nesses lugares. Viajei para a Jamaica com esse objetivo em mente: eu queria conhecer o país “pelo estômago”.

Entre temperos surpreendentes, ingredientes exóticos e referências de ancestralidades, me entreguei à gastronomia jamaicana e voltei de lá apaixonada. Jerk Chicken virou um cardápio rotineiro na minha casa e a minha memória ainda guarda a agridoce lembrança dos cafés da manhã com Ackee & Saltfish.

Veja, abaixo, alguns dos principais pratos típicos que tive o prazer de conhecer e degustar, e que você precisa experimentar em uma viagem pra lá.

Jerk Chicken

Em cada esquina do país você vê um Jerk Point – churrasqueiras que se espalham democraticamente pelo país, vendendo o famoso Jerk Chicken. Jerk é um estilo de cozimento na qual a carne é marinada em uma mistura de especiarias e posteriormente assada e defumada em uma churrasqueira. Esse molho super condimentado pode ser aplicado em porco, frutos do mar, e outros tipos de carnes, mas é o frango a grande estrela dos braseiros.

1453

Nós gostamos muito! Nos mercadinhos existem algumas marcas que vendem diversos tipos de molho Jerk que você pode levar pra casa.

Ackee & Saltfish

O exótico ackee é um dos símbolos do país. Pelas ruas, você vê várias árvores da fruta.

2091

Dela, foi criado um prato famoso no país: o Ackee & Saltfish (bacalhau), típico do café da manhã jamaicano. No preparo, a fruta é salteada junto ao peixe e outros temperos. Uma delícia!

café manhã pequeno

Curry Goat

Existem cabras (goats) por todos os lados na Jamaica (você literalmente precisa parar o carro para elas passarem de vez em quando), então delas também é feito um prato típico.

A carne é preparada em um molho denso e repleto de especiarias, geralmente é servida com arroz (cozido com feijão, o típico acompanhamento do Caribe), e legumes. A influência da colonização indiana é fortíssima nesse prato.

1782

Patty

É como se fosse uma empanada ou pastel assado, que pode ser folheada ou não. Existem opções de recheios com carnes, frutos do mar, vegetais, queijos, entre outros sabores.

876

Elas são vendidas em estabelecimentos específicos no país (existem franquias de pattys!), e também na beira da praia por simpáticos ambulantes – como o Patty Man, que trabalha na Seven Mile Beach, em Negril.

1680

Red Stripe

A cerveja local está por todos os lados. É uma cerveja refrescante, perfeita para acompanhar os dias quentes da Jamaica. Eu adoro essa cerveja, é a minha favorita da vida. (Será que é porque me faz lembrar desse lugar que amo tanto?)

Ah, você também encontra por lá a Red Stripe versão light.

1440

Quer saber onde comer todas essas delícias? Clique aqui e leia o post com as minhas indicações de restaurantes. 😉

 

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Meus restaurantes favoritos na Zona Sul de Porto Alegre

A Zona Sul de Porto Alegre cresceu e se desenvolveu muito nos últimos anos. É uma região completa, cheia de opções gastronômicas, de entretenimento e, principalmente, muito bonita! E é também o lugar onde eu vivi toda a minha infância, e onde eu moro atualmente. (Clica aqui pra ler toda a minha história com essa região! 😉 )

E o que nem todo mundo sabe, é que na Zona Sul se come bem demais! Tem pizza ótima, hambúrguer maravilhoso, e restaurantes com ambientes tão acolhedores que fazem você ir #sempressadevoltar. kkk

Então, hoje trago aqui a minha lista de restaurantes favoritos dessa região, aqueles que mais frequento, que me fazem desviar o caminho na volta pra casa, e que recomendo pra todo mundo! Vem ver! 🙂

Iaiá Bistrô

Que tal viajar pelo Brasil sem sair do bairro Assunção? O Iaiá Bistrô te leva pro Nordeste com suas moquecas, para o Norte, com seu pato ao tucupi, para o centro-oeste, com sua galinhada com pequi.

Lá, os meus favoritos são o filé ao molho de rapadura, o pirarucu defumado e, de entradinha, o acarajé! Recomendo muito ir no almoço e sentar na varandinha. Você vai se sentir em um restaurante de praia!

iaia

Endereço: R. Chavantes, 636 – Vila Assunção.

Machry

Preciso de um presente em cima da hora? Machry! Tenho que levar uma sobremesa em alguma festa? Torta de banana do Machry, óbvio! Quero um lugar gostosinho pra almoçar no final de semana? Machry! Machry!

O Machry é um restaurante delicioso, uma padaria e confeitaria mega sortida, o lugar perfeito pra um café da tarde e uma lojinha de artigos pra casa e cozinha. Esse lugarzinho mega especial conquistou meu coração há alguns anos e, pra quem gosta de delicias artesanais, visitar o Machry é uma experiência completa!

3

Endereço: R. Dr. Armando Barbedo, 257 – Tristeza.

South Burger

O South Burguer fica no caminho da minha casa e é um lugar que nunca decepciona. Pão sempre quentinho, recheios surpreendentes, ampla carta de cervejas artesanais e atendimento familiar e impecável.

Os lanches vêm acompanhados de batata rústica e um molhinho delicioso. Mega recomendo os hambúrgueres com geleias. Bom demais!

1

Endereço: Av. Tramandaí, 141 – Ipanema.

Atmosfera de Ipanema

A beira de Ipanema precisava de um restaurante como o Atmosfera de Ipanema. Ambiente super agradável, cardápio delicinha e chopp sempre gelado. Se possível, peça uma mesa de frente para o Guaíba.

No cardápio, massas, risotos, carnes e peixes. Receitas simples, mas que agradam todo mundo. De entrada, são servidas saladinhas. Sabe um lugar gostosinho? Atmosfera não tem erro!

2

Endereço: Av. Guaíba, 10796 – Ipanema.

La Citadella

Eu amo comida de cantina! No La Citadella, você se sente em casa em um restaurante super acolhedor e com ótimo atendimento. O restaurante tem praticamente o mesmo cardápio do antigo La Sereníssima, que também funcionava na Zona Sul da capital, mas encerrou suas atividades.

No cardápio, você encontra massas, pizzas e risotos. O grande clássico da casa é o Talharim à Fausto, com iscas de filé e funghi. Também recomendo o Talharim Alla Putanesca (foto abaixo), e de entrada o coração ao molho picante, servido com pão quentinho.

2176

Endereço: R. Chavantes, 635 – Vila Assunção.

Café do Bem

O Café do Bem é um dos espaços que mais traz a vibe praiana para a Zona Sul. Sério, o jardim da casa parece um barzinho de Atlântida!

A minha sugestão por lá é experimentar os hambúrgueres da casa, acompanhados de cerveja artesanal geladinha. Se você for na sexta-feira, ainda pode curtir uma música ao vivo.

28

Endereço: Av. Cel. Marcos, 2470 – Pedra Redonda.

Babbo Giovanni

Não faz parte da moda das pizzas napoletanas: no Babbo Giovanni você come pizza raiz. Pizza na pedra. Pizza do jeito que a gente sempre comeu a vida inteira, mas da melhor qualidade.

A massa é bem crocante e a pizza é super bem recheada. Destaque para o sabor “Nordestina”, de carne seca, tomate, cebola e catupiri. Boa demaaaais!

Ah, as pizzas são servidas em uma pedra aquecida, então você come ela quentinha do início ao fim.

4

Endereço: Av. Wenceslau Escobar, 1823 – Tristeza.

E aí, curtiu a minha seleção de #favoritosZS? Achou que faltou algum lugar aqui? Comenta aqui em baixo! 🙂

Para seguir minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉