Mês: janeiro 2020

Caminhos de Pedra: a encantadora Pousada Cantelli

Em minha última viagem à Bento Gonçalves optei por focar o passeio na região dos Caminhos de Pedra, pois queria “desbravar” melhor as atrações dessa rota turística. Para seguir a temática do roteiro, escolhi me hospedar em uma casa de pedra centenária – a pousada Cantelli. Caminhos de Pedra – Pousada Cantelli Localizada na região dos Caminhos de Pedra, a Pousada Cantelli foi construída a partir de uma casa que data de 1878. Inicialmente a construção servia como moradia da família de Sebastiano De Marchi, imigrante da região do Veneto na Itália. Em meados do século XX, o terreno foi adquirido por Timóteo Cantelli, que preservou a casa e a transformou em estrebaria e depósito. Em 2010, seu filho Rene Cantelli resolveu restaurar a casa, e idealizou o projeto da pousada com auxílio do Roteiro Caminhos de Pedra. Em junho de 2011, foi inaugurada a Pousada Cantelli, que une o estilo rústico do antigo casarão, com quartos modernos e cheios de conforto. Pousada Cantelli – o quarto A Pousada Cantelli conta com seis quartos, cada …

Belém do Pará: Remanso do Peixe e Remanso do Bosque

Belém do Pará é um paraíso para os amantes da gastronomia. São muitos temperos diferentes, frutas amazônicas, farinhas de todos os tipos. Foi uma viagem cheia de descobertas, é um dos lugares que eu mais sinto vontade de voltar. Se o objetivo era conhecer a cidade pelo paladar, os restaurantes da família Castanho não podiam faltar no roteiro. Criado por Francisco Castanho, em sua própria casa, o Remanso do Peixe se tornou um clássico de Belém, com suas deliciosas moquecas e caldeiradas. Anos depois, os herdeiros Thiago e Felipe expandiram os negócios da família: abriram o Remanso do Bosque e trouxeram modernidade e inovação a ingredientes já conhecidos da região. Claro que fui nos dois e (spoiler) comi bem demais! Abaixo conto como foi cada experiência! 😉 Remanso do Peixe Primogênito da família Castanho, o Remanso do Peixe é conhecido como um dos melhores restaurantes da cidade. Clássico é clássico, né? o “Velho Remanso”, como também é chamado, oferece comida impecável e serviço atencioso, me lembrou aqueles lugares de almoço de domingo, que a gente …

Urubici: Morro da Igreja e Cascata Véu de Noiva

A cidade de Urubici foi uma das escolhidas pelo meu marido para a última viagem-surpresa que ele organizou pra mim (quem me segue no Insta já sabe, essa é a mais nova mania do Vinícius – e ele tem arrasado demais nas escolhas). Depois de passarmos uma noite na deliciosa pousada Rio do Vento, subimos a Serra Catarinense pra conhecer essa pequena e linda cidade. Veja abaixo como visitar dois belos atrativos da cidade – o Morro da Igreja e a Cascata Véu de Noiva. Morro da Igreja – como solicitar a autorização O Morro da Igreja está localizado dentro do Parque Nacional São Joaquim, e é um dos principais atrativos para quem visita a cidade. Ele tem 1.822 metros de altitude e a vista para os cânions e para a Pedra Furada é absolutamente deslumbrante. Para visitar o parque, é necessário solicitar um agendamento antecipado no (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O primeiro passo é preencher um formulário disponível nesse link, e você só consegue agendar na mesma semana de sua …

Receitas de Viagem #2: Shakshuka de Israel

Israel foi um dos destinos que visitei em 2019 e por lá uma das coisas que eu mais queria comer era a Shakshuka. Eu já fazia a receita em casa há bastante tempo, mas tinha muita curiosidade de provar a israelense pra comparar os sabores. E, olha, elas eram bem parecidas! 😋 (Na real gema mole + molho de tomate bem temperadinho + pão novinho não tem como dar muito errado, né?). Então hoje vou ensinar pra vocês a minha versão da Shakshuka e também um delicioso e facílimo pão de iogurte pra acompanhar o prato. Leia mais: Os incríveis mercados gastronômicos de Israel 🍅 Shakshuka 🍳 Pra essa receita você vai precisar de: 5 ovos 2 latas de tomate pelado ½ pimentão vermelho ½ cebola 1 dente de alho 1 colher de sopa de azeite 1 colher de sopa de mel A gosto: Tabasco, páprica, cominho e sal Manjericão, salsinha ou queijo feta pra finalizar (foram essas opções de finalização que mais vi por lá) MODO DE PREPARO Pique a cebola, o alho e …

Onde comer bem em Tapes

Se você já leu esse post, deve saber que eu fiquei surpresa com a quantidade de atrações que fazem de Tapes uma cidade muito especial. Então agora vou te contar mais um motivo pra colocar o destino no seu radar: lá se come muito bem! 😋 Restaurante Bambu Quando comecei a pesquisar as opções de almoço em Tapes, o Bambu foi o primeiro lugar que me chamou a atenção. No topo de indicações do Tripadvisor, o pequeno restaurante em frente à lagoa garante elogios inflamados pela sua excelente comida caseira. Tem gente que roda vários quilômetros pra ir comer lá! Isso atiçou a minha curiosidade… A casa serve apenas duas opções de refeição: à la minuta de carne de gado e à la minuta de traíra frita. Mas é a segunda alternativa que conquista fãs apaixonados, e foi essa a nossa pedida. O peixe é muito saboroso, bem sequinho, delícia de comer até puro com algumas gotinhas de limão. Além do peixe, trago ainda dois destaques: a batata frita cortada à mão, uma iguaria difícil …

Turismo rural em Tapes: um passeio pelos butiazais

A praia de Tapes me deixou encantada e a gastronomia me fez sorrir de satisfação, mas o que tornou a minha visita à cidade uma experiência memorável foi ser devidamente apresentada ao butiá. O passeio pelos butiazais de Tapes, que têm árvores de cerca de 200 anos, foi uma experiência única de conexão com essa fruta que faz parte da cultura e da paisagem local. Conheça o Butiá Você já comeu butiá? Se ainda não comeu, sugiro que procure agora mesmo um butiazeiro pra conhecer essa frutinha incrível! Os butiás podem variar em sabor – sendo mais doces ou mais amargos; mais suaves ou mais ácidos; com pouca ou muita fibra. Eu experimentei dois completamente diferentes! Um mais doce e menos fibroso, outro mais ácido e mais fibroso – ambos deliciosos! Dentro da semente da fruta ainda existe uma amêndoa que dizem ser muito saborosa (infelizmente não cheguei a provar), e que pode ser utilizada na produção de um saudável óleo. Além do consumo in natura ou em formato de suco, o butiá tem sido …

Onde se hospedar em Tapes: Hotel Pontal

Nesse post falei sobre a minha experiência de voltar à minha terra natal – a cidade de Tapes. Hoje vou contar tudo sobre o Pontal Tapes Hotel, lugar que eu fiquei hospedada por lá. 🙂 Pontal Tapes Hotel O Pontal é um ícone de Tapes! Essa é a principal opção de hospedagem na cidade. Inaugurado em 1995, o hotel tem um visual imponente, todo coberto de capim Santa Fé. O mais bacana do Pontal é o convívio com a natureza que o local proporciona, além do excelente atendimento. Pontal Tapes Hotel – Área Verde O Pontal Tapes Hotel está instalado em uma área de 1900m², incorporado harmonicamente à fauna e à flora da região. É comum vermos pássaros de várias espécies, lagartos, preás, capivaras, tartarugas, tatus e gambas, entre outros animais que habitam no entorno do hotel. A área verde é muito bonita, a grama bem cortada que mais parece um campo de futebol  contrasta com as árvores enormes que fazem sombra para os banquinhos. Um convite ao sossego! O hotel conta, ainda, com uma piscina …

Da lagoa ao butiazal: o que fazer em Tapes

Talvez essa tenha sido uma das viagens mais significativas da minha vida, então é com muito carinho que apresento à vocês a cidade de Tapes, minha terra natal. ❤️ Eu saí de Tapes ainda muito pequena e fazia mais de 20 anos que eu não ia pra lá. E, mesmo quando eu ia, era para visitar alguns sítios de amigos e familiares. Dessa vez, fui apresentada a uma cidade completamente nova pra mim, que tem uma praia deliciosa pra curtir o verão e uma riqueza natural e cultural imensa junto ao seus butiazais. Me apaixonei pelo lugar que me acolheu em meus primeiros anos de vida, pelos meus conterrâneos, pela lagoa quentinha e pelo incrível butiá. E agora vou te mostrar o porquê dessa cidade ser tão especial! 🙂 Tapes Um destino repleto de riquezas naturais, com a calmaria de cidade do interior. Assim é Tapes, um lugar acolhedor, de pessoas sorridentes que dão bom dia, boa tarde e boa noite quando passam por você. Dois desses simpáticos tapenses são os queridos Eliézer Munhoz e …

Onde ficar em São Francisco de Paula: Pousada Casa de Pedra

São Francisco de Paula é uma das cidades mais gostosas de visitar na Serra Gaúcha. Fica próxima à Gramado e Canela, mas não tem o mesmo volume de turistas ou de atrações que as suas vizinhas mais famosas. São Chico é tranquila, um convite ao descanso. O maior cartão-postal da cidade é natural, o Lago São Bernardo. Cercado de plátanos e pinheiros, esse é um lugar ótimo para caminhadas e para curtir o delicioso costume gaúcho de “lagartear ao sol”. E é pertinho do São Bernardo que fica o tema do post de hoje, a pousada Casa de Pedra, local que ficamos hospedados em nossa última visita à simpática São Chico. Pousada Casa de Pedra A Pousada Casa de Pedra oferece um lugar charmoso e acolhedor em meio à natureza. Os quartos são cercados de uma área verde exuberante, repleta de araucárias e xaxins centenários. Tem coisa melhor do que acordar com um visual desse? Pousada Casa de Pedra – Quarto Existem diversos tipos de quartos, com diferentes níveis de conforto. Nós ficamos em um …

Caminhos de Pedra: a degustação harmonizada da Vinícola Lovara

Em minha última visita à Bento Gonçalves eu quis fazer um roteiro pela região dos Caminhos de Pedra. Uma das principais vinícolas dessa localidade é a recém-modernizada Lovara. Entre outras experiências, a Lovara oferece uma degustação de bruschettas harmonizada com vinhos e espumantes da casa. Abaixo, conto pra vocês como foi participar dessa deliciosa atividade! A Vinícola Lovara A Lovara é uma vinícola familiar e também uma vinícola de amigos. Ela foi criada pelos imigrantes italianos Giuseppe Benedetti e Angelo Tecchio, que eram vizinhos de terras em Bento Gonçalves, em 1878. Juntos, iniciaram a produção de uvas para consumo interno em suas propriedades. Com o aumento da produção, fundaram juntos a Vinícola Lovara, no ano de 1967. Em 1991, com a tradição da vitivinicultura herdada de seus pais, Henrique Benedetti e Arcângelo Gabriel Tecchio passaram a elaborar somente vinhos finos. A Lovara está aberta para visitação desde 2009, e conta com diversas atividades enogastronômicas, como o Fondue Harmonizado, o Canerdeli da Nona, o Brinde das Estrelas (durante o período da Vindima) e a degustação harmonizada …