Destinos no Brasil, Garibaldi, Rio Grande do Sul, RS
Comentários 2

Roteiro: o que fazer em Garibaldi

Garibaldi pertence à 1ª Colônia da Imigração Italiana, e integra a Região Uva e Vinho e o Vale dos Vinhedos. É reconhecida como a Capital Brasileira do Espumante devido ao seu pioneirismo e qualidade de seus vinhos e espumantes.

Veja abaixo alguns atrativos que fazem da cidade de Garibaldi um destino imperdível em uma visita à Serra Gaúcha.

Cooperativa Vinícola Garibaldi

Situada no centro do município, a Cooperativa Garibaldi tem 88 anos de existência e 400 famílias associadas. A vinícola tem uma capacidade de processamento que ultrapassa 20 milhões de quilos e o seu espumante Moscatel já foi considerado um dos 100 melhores vinhos do mundo.

No tour Garibaldi Experience, o visitante conhece a história da cooperativa e da chegada dos primeiros imigrantes italianos na região. No passeio, o guia explica como era o processo de elaboração do vinho em seus primórdios e como é feito nos dias atuais.

A visitação é gratuita e dura cerca de 45 minutos.

Cooperativa Vinícola Garibaldi

Cooperativa Vinícola Garibaldi

Endereço: Avenida Independência, nº 845 – Centro.

Vinícola Peterlongo

A Peterlongo foi pioneira no Brasil na produção de espumantes, e é a única empresa que pode usar a nomenclatura “champagne” em seus produtos. A vinícola é responsável pela produção do primeiro espumante do Brasil, em 1913.

No Tour Armando Peterlongo, o público conhece a história da empresa e o processo de elaboração do vinho entre seus tanques de vinificação e cave subterrânea.

O tour, com degustação de quatro rótulos, custa R$ 20 por pessoa e cada visitante recebe uma taça personalizada.

Tour Armando Peterlongo

Vinícola Peterlongo

Além disso, a Peterlongo organiza o sensacional Wine Movie – exibição de filmes ao ar livre. Uma experiência incrível em meio aos vinhedos!

Para ler o post completo sobre a vinícola Peterlongo, clique aqui.

Leia mais: Dez vinícolas imperdíveis na Serra Gaúcha

Madelustre

A Madelustre oferece uma experiência única na região – o tour “Mundo do Vidro – Magia da Luz”, dentro de uma fábrica de vidros artesanais.

A visita é dividida em três momentos. Primeiro, os visitantes conhecem o mini memorial do vidro, onde um guia apresenta a história do vidro e da técnica de Murano. Lá o público tem acesso à maior taça de espumante produzida no mundo – reconhecida pelo Guiness Book.

Em seguida, a hora mais legal: entrar na vidraria e acompanhar de perto a produção da casa. Os vidreiros soprando o vidro são um show à parte!

O tour termina no showroom, onde os visitantes podem conhecer e comprar os produtos feitos na casa.

A visita custa R$ 20 por pessoa e acontece de segunda a sábado, das 9h às 17h, de hora em hora.

Madelustre técnica Murano

Madelustre

Endereço: Rua Cristóvão Colombo, nº 190 – Santa Terezinha.

Devorata Trufas Artesanais

Se você quer provar os chocolates mais gostosos da Serra Gaúcha (de acordo com o selo SPDV de qualidade), precisa conhecer a Devorata.

A chocolateria é especializada em trufas de vários sabores (como espumante, maracujá e café), além de barras trufadas. O chocolate é muito cremoso e o sabor é incrível!

Além disso, a produção da casa fica visível ao público, logo na entrada da loja. É muito bacana de acompanhar o delicado trabalho dos funcionários.

Chocolates Devorata

Devorata Trufas Artesanais

Endereço: Avenida Independência, nº 842 – Centro.

Osteria Della Colombina

A Osteria Della Colombina é o empreendimento da dona Odete Bettú Lazzari que, junto com suas filhas, criou um dos restaurantes mais bem conceituados da região.

O Osteria fica no porão da casa em que elas moravam, e o acolhimento e simpatia que elas atendem os clientes é como se fosse de uma casa de vó. 

O almoço conta com comidas típicas da Serra Gaúcha, como sopa de agnolini, cless, polenta brustolada e um frango com molho delicioso. A refeição é servida pra todos os presentes ao mesmo tempo, a partir das 12h30 (somente sob reserva).

E, claro, eu não poderia deixar de comentar do símbolo da casa: ao final do almoço, os visitantes recebem uma colombina – pombinha feita com massa de pão.

Osteria della colombina

Osteria Della Colombina

Para ler o post completo sobre a Osteria Della Colombina, clique aqui.

Leia mais: As comidas típicas da Serra Gaúcha

Valle Rustico

O Valle Rústico é um dos meus restaurantes favoritos da vida! Comandado pelo chef Rodrigo Belora, o restaurante apresenta os produtos da região com um olhar sofisticado e criativo.

O Valle Rústico é inspirado pela corrente da cozinha de natureza, e segue os preceitos do movimento Slow Food. A casa prima pela valorização dos produtos orgânicos, que respeitam o ecossistema e não prejudicam a saúde.

São oferecidos dois tipos de menus degustação – em 6 etapas, com ingredientes locais, e em 10 etapas, com pratos que refletem as expedições de Bellora pelo Brasil.

O restaurante funciona de quarta a sábado para o jantar, e nos domingos para o almoço.
Valle Rústico

Valle Rústico

Endereço: Linha Marcílio Dias, 15 da Graciema – Vale dos Vinhedos.

Restaurante Fenachamp

O Restaurante Fenachamp serve um grande buffet de pratos típicos e sobremesas, com sopa de capeletti servida à mesa. Ah, é lá que acontece a famosa festa do espumante, de mesmo nome.

Além disso, o Fenachamp está localizado em um belo parque. O visual do lago e da mata rende ótimas fotos, uma delícia de lugar pra descansar e curtir a natureza depois do almoço.

Aberto diariamente das 11h às 14h3O, mediante reserva.

Restaurante Fenachamp

Restaurante Fenachamp

Endereço: Estrada Morro do Macaco, 179 – São Miguel.

Estação Férrea de Garibaldi

O passeio de Maria Fumaça é uma das maiores atrações da Serra Gaúcha. Ele parte das cidades de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, mas faz uma parada estratégica na Estação Férrea de Garibaldi, onde são feitas as degustações de suco e de espumante.

Mesmo que você não faça o passeio, vale visitar a estação. O local foi inaugurado em 1918 e rende ótimas fotos!

Para saber mais sobre o passeio de Maria Fumaça, clique aqui.

Estação Férrea de Garibaldi

Estação Férrea de Garibaldi

Endereço: Rua General Canabarro – Ferroviário

E aí, gostou da visita à cidade do espumante? Se quiser ler todos os posts sobre Garibaldi, clique aqui.

Para acompanhar minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Este post foi publicado em: Destinos no Brasil, Garibaldi, Rio Grande do Sul, RS

por

Jornalista, cozinheira e viajante para além da zona de conforto. Faz seus roteiros baseados naquilo que irá comer, nos ingredientes regionais a descobrir e na eterna busca por temperos que nunca experimentou.

2 comentários

    • Aline Rocha Machado diz

      A Serra Gaúcha tem uma grande influência dos imigrantes italianos. Eu amo essa região do Rio Grande do Sul!
      Obrigada por me acompanhar por aqui em 2019, Miguel. Um ótimo 2020 pra você também! 🙂

Deixe seu comentário! :)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.