Últimas, Comida, Destinos no Brasil, Gastronomia, Porto Alegre
Deixe um comentário

Nessa Firma eu seria workaholic

Ligações telefônicas, e-mails disparados, atendimento ao público. Leitura, escrita, ou a literal mão na massa. Por mais que a gente (talvez) goste do nosso emprego, a rotina de trabalho cansa.

Então nada melhor do que, depois de um dia estressante, buscar um lugar gostoso pra desopilar.

Bora complementar a jornada na Firma! 🙂

A Firma

Aberta há poucos meses no Centro Histórico de Porto Alegre (onde antes era localizado o restaurante Porkaria), a Firma é um bar que pode ser definido no seguinte gráfico:

Firma gráfico

Abaixo, listo todos os processos pelos quais passei para chegar à esse balanço superavitário.

Escritório de drinks

Quem chefia esse setor da Firma é a talentosa mixologista Gabriela Madeira. São doze drinks no cardápio, alguns tradicionais (como o Mojito, o Spritz e a Gin Tônica), e outros de criação da casa.

A primeira tarefa da noite foi experimentar o Férias da Firma, composto de rum branco, xarope de manjericão, xarope de alecrim, limão e água com gás. Super leve e refrescante, eu poderia procrastinar nele por horas.

Férias da Firma drink

Firma | Férias da Firma

Ah, o drink veio acompanhado de uma fatia de abacaxi desidratado bem docinho. A orientação: provar um pedaço e mergulhar na bebida o resto, para complementar o sabor. Delícia!

Meu Patrão Firma

Firma | Férias da Firma

Já que a minha ocupação principal lá era a de avaliar os trabalhos, segui à risca o protocolo de não parar no primeiro drink, e provei também o Workaholic – infusão de vodka e hibisco, suco de maçã, noz moscada, açúcar e espumante brut. Docinho, gostoso, e bem mais forte que o anterior. Detalhe para a balinha de hibisco feita na casa.

Junto nessa empreitada, estavam comigo o Felipe (do Meu Rango do Dia) e o Gregs Ribeiro, que como bom coleguinha me deixou experimentar o drink que ele pediu, o incrível Berga Sour – calda cítrica de bergamota e pimenta rosa, chá de camomila e mel, cachaça de amburana, limão e clara de ovo.

Não gosto meeesmo de drinks com clara de ovo, mas aqui ela passou bem desapercebida. Bem ácido, do jeito que eu gosto. Ganhou muitos pontos comigo!

Drinks Firma

Firma | Berga Sour e Workaholic

Ah, essa repartição também conta com chopps, Heineken long neck, refri e água. 😉

Setor de inovação

Produtos acessíveis, métodos criativos e apresentação única: os pratos da Firma agradam não só no sabor (spoiler: tudo excelente), mas também por todos terem aquele “fator X” de inovação.

Quanto mais as comidinhas chegavam na mesa, mais ansiosa eu ficava pra ver qual seria a próxima surpresa.

A nossa reunião começou com o Bao Bun, recheado de costela bovina, ketchup de moranga e picles de moranga caramelada.

Eu amo esse tipo de pãozinho e o recheio tava excelente, mas gente: o que são essas florzinhas? 😍😍😍 Uma ótima jogada de fidelização do cliente!

Bao Bun Firma

Firma | Bao Bun

Que fique documentado nesta ata: as peças de madeira super criativas foram elaboradas pelo marceneiro Felipe Simões e as lindas peças de cerâmica vieram do studio Alma.

Nosso segundo compromisso foi devorar os tacos com paleta de porco, salada de repolho com coentro, picles de cebola roxa e coalhada.

Esse é o tipo de reunião que não se pode trocar por um e-mail: eu me encontraria todos os dias com esse picles de cebola.

Tacos Firma

Firma | Tacos com paleta de porco

O próximo item de discussão foram as tulipas de frango fritas, com sweet chilli de laranja. Delicadas, levemente avinagradas, um punch de sabor. Quem finalizou esse prato certamente já falou em alguma entrevista de emprego que era um perfeccionista.

Tulipa de Frango Firma

Firma | Tulipas de frango

E então houve um momento de tensão. Aquele tema que quando chega é o catalizador de discussões, de revelação de paixões, de juras de ódio.

Chegou na mesa o Quiabo.

E eu fui a primeira a anunciar: “confesso que não gosto”.

Mas a primeira mordida se tornou a resolução dos problemas. Que Quiabo, minha gente.

Ele veio com um sabor que mesclava o tostado e o ácido, coberto de um molho romesco de amendoim e sementes crocantes de girassol. Superou expectativas e se tornou a grande pauta do dia.

Quiabo Firma

Firma | Quiabo

À medida que as empresas vão bem em seus negócios, existem duas alternativas: seguirem como estão e se acomodarem, ou partir para a inovação. Com a competitividade cada vez mais alta, a constante renovação se torna requisito básico para manter o sucesso.

Essa Firma não se acomodou, não senhor, e nos trouxe, ainda, mais um petisco que deve entrar no menu em breve: sanduíche de pão de miga recheado com carne de sol prensada, nata, alface e semente de coentro.

Sanduíche de carne de sol Firma

Firma | Sanduíche de miga com carne de sol

Eu poderia colocar semente de coentro até na térmica de café, de tanto que amo. Aprovadíssimo!

Departamento de doces

Passado o momento mais tenso, no qual as demonstrações principais cumpriram seu objetivo e deixaram os clientes satisfeitos, chega o momento da descontração, do papo solto do fim do dia, do happy hour com o chefe, da paquera com o coleguinha.

Os doces da Firma.

A Bananoffee (banana frita empanada na farofa de bolacha maria, recheada com doce de leite da firma e cobertura de chantilly de café) é aquele colega que se enfeita todo pra festa, que inventa moda, que usa Insecta floreado, que é simpático e que todo mundo adora.

Bananoffee

Firma | Bananoffee

Já a Bombatchê (bomba de chocolate maltado com um toque de erva-mate) é aquela coleguinha mais antiga na empresa, mas que não deixa de se reinventar. Ela faz cursos online, tem insta de look do dia, diz que depois que ficou solteira é que conheceu a vida.

Bombatchê Firma

Firma | Bombatchê

Os vizinhos de repartição estão animados de ver a mulherona que ela se tornou. 🙂

Bombatche aberta Firma

Firma | Bombatchê

Happy hour de firma sempre dá o que falar, né? 🙂

Os chefes da Firma

Bons líderes são adaptáveis às mudanças, flexíveis com seus colaboradores e assertivos em suas escolhas. Quem comanda as panelas da casa são os queridos Ricardo Dornelles Maciel e Vinícius Gomes Cézar.

Eles passeiam entre a cozinha, o bar e o salão, e conquistam o respeito dos funcionários e até o carinho dos clientes (eu juro que notei algumas selfies).

Tanto o Ricardo quanto o Vini não gostam de rotular quem inventou cada prato, e ouvi dos dois que todas as criações são deles, juntos. Uma dinâmica organizacional que funciona muito bem.

Vinicius e Ricardo Firma

Firma | Os chefs Ricardo e Vinícius

Hora Extra

Segunda-feira é um dia em que, tradicionalmente, os restaurantes e bares não abrem e dão folga para os funcionários. Mas, na Firma, segunda é dia de Hora Extra.

A ideia do projeto Hora Extra é a de receber um chef ou mixologista convidado para desenvolverem receitas inéditas em colaboração com os profissionais da casa.

Para acompanhar a programação de convidados, segue a Firma no Instagram e no Facebook. 😉

Balanço final

Trabalhar bonito assim dá resultado: equipe afinada entrega melhor. Meta cumprida!

Para incentivar a rentabilidade dessa empresa que já confiro deferência, deixo aqui registrado: SPDV Recomenda. ❤️

O que acharam da ata dessa reunião, queridos leitores? 🙂

 

Serviço:

Firma Bar
Endereço: Rua Coronel Genuíno, nº 116
Funcionamento: de segunda a sábado, das 19h às 23h30 (o espaço comporta poucas pessoas, e não existe sistema de reservas, então é bom chegar cedinho)

 

* O jantar na firma foi feito a convite da Gengibre.cc.

Quer conhecer mais lugares bacanas em Porto Alegre? Clica aqui! 😉

Para acompanhar minhas viagens e experiências gastronômicas em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Deixe seu comentário! :)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.