Últimas, Comida, Destinos no exterior, Gastronomia, Portugal
Deixe um comentário

Os melhores Pastéis de Nata de Lisboa

O Pastel de Nata (ou Pastel de Belém) é um dos doces mais populares da confeitaria portuguesa. A “panelinha” de massa folhada recheada com um creme de leite e ovos é um ESCÂNDALO de bom! Eu já tinha comido o doce no Brasil, mas nem se compara ao que é provar por lá. 😋😋😋

Em Lisboa existem diversas casas especializadas no doce e até uma competição que define anualmente qual é o melhor pastel de nata da cidade.

Antes de ir pra lá eu não acreditava na história de que cada pastel tinha seu próprio sabor e textura, mas gente: acreditem! Eles são muito diferentes entre si.

Aproveitamos que o preço é baixo (os pastéis custam entre 1 e 1,20 €), e provamos vááários pra poder notar essas nuances.

Seguem abaixo os meus favoritos:

Pastel de Belém

Embora os Pastéis de Nata estejam em muitos cafés e pastelarias de Portugal, a receita original é um segredo exclusivo da Fábrica dos Pastéis de Belém, em Lisboa. A produção dos pastéis começou em 1837 no Mosteiro dos Jerónimos e a receita é a mesma até os dias de hoje.

A massa é impecável, foi a mais crocante que experimentamos. O recheio tem a consistência bem mole e com forte gosto de leite. Como a demanda é grande, eles estão sempre quentinhos. Amei demais!

Ah, não deixe de comer por conta da possível fila, ela anda beeeem rápido! 😉

Pastel de Nata - Pastel de Belem

Endereço: Rua de Belém, nº 84-92.

Mantegaria

Esse foi o primeiro Pastel de Belém que comi em Portugal, logo quando chegamos em Lisboa, e foi amor à primeira mordida! O pastel é bem amanteigado (fazendo jus ao nome) e o creme é delicioso – um dos que mais gostei, pouco doce, não enjoativo.

A venda dos pastéis da Mantegaria é do tipo expresso, em um balcão – pagou, levou. Mas o atendimento foi suuuper querido, o funcionário sempre fazia piada com as pessoas que pediam apenas um pastel, dizendo coisas como “você tem certeza? só um?”, de um jeito bem simpático.

Pastel de Nata - Mantegaria

Endereço: Avenida 24 de Julho, nº 49 – Time Out Lisboa; Rua do Loreto, nº 2.

Fábrica da Nata

A Fábrica da Nata aposta no cenário: lá a cozinha fica à vista dos clientes e é muito legal acompanhar a produção.

Os pastéis são quentinhos, crocantes e sempre muito frescos, mas o creme é levemente mais doce do que os outros que experimentamos  – bom para quem curte doces mais doces.

Pastel de Nata - Fabrica da Nata

Endereço: Praça dos Restauradores nº 62-68 (entre outros locais).

Pastelaria Santo António

Lembra que eu comentei ali em cima que todo ano Lisboa promove uma competição pra escolher o melhor Pastel de Nata da cidade. Em 2019, a vencedora foi a Santo António, então subimos as ruas da Alfama para chegar nessa pequena e célebre pastelaria.

Ao contrário dos outros locais que citei acima, a Pastelaria Santo António não foca a sua produção apenas em Pastéis de Nata – então quando fomos lá eram poucos doces prontos. Me assustei e pensei comigo “isso tá com cara de produção parada, deve estar frio”.

Mas eu, felizmente, estava completamente enganada. O pastel chegou quentinho, MEGA crocante e eu quase chorei quando comi. Foi super justa e merecida a premiação.

Olha só que LINDA essa massa folhada:

Pastel de Nata - Santo Antonio

Endereço: Rua Milagre de Santo António, nº 10.

Pastelaria Batalha

Na Pastelaria Batalha tivemos uma experiência completamente diferente com o doce, ainda mais especial. Foi lá que participamos de um workshop pra aprender a fazer Pastel de Nata, e passamos uma tarde inteira na cozinha aprendendo todos os passos, conhecendo mais sobre o doce e a história da confeitaria portuguesa e, por fim, experimentando o doce recém saído do forno.

O creme tem muitas “camadas de sabor”. Você não sente apenas o gosto de ovo. O limão e a canela que vão na receita também são super presentes na boca. Ah, e uma “pitada” de sal na massa quebra o dulçor – o que faz você querer comer mais e mais! 🤤

Para ler como foi toda essa experiência, clique aqui.

Pastel de Nata - Pastelaria Batalha

Endereço: Rua Horta Seca, nº 1.

E o meu favorito mesmo foi…

Gente, não é porque foi o lugar que eu fiz o curso… mas, o Pastel de Nata da Batalha foi o melhor Pastel de Nata da viagem! A massa era crocantíssima, mas o que me ganhou mesmo foi o creme, que era muito saboroso.

Mas garanto que essa é uma escolha difícil, gostei de todos os outros ali de cima meeeesmo e deixei alguns que comemos por lá de fora dessa lista.

Enfim, a minha recomendação principal é: prove em mais de um lugar, e aí você vai entender que as sutis mudanças da receita de um mesmo doce podem provocar grandes diferenças no paladar. 😉

Dicas anotadas?

Pra saber quais são os outros doces que você precisa experimentar em Portugal, clica aqui. 😉

 

Para acompanhar minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Deixe seu comentário! :)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.