Últimas, Comida, Gastronomia
Deixe um comentário

Portugal: as sobremesas que marcaram a minha viagem

Você é do tipo de pessoa que acredita que toda refeição merece terminar com uma sobremesa especial? Eu sou! 😋

Não tem nada melhor do que finalizar um almoço ou jantar incrível com um docinho pra fazer um carinho na alma, né?

Portugal arrasa muito nos doces conventuais e nas suas pastelarias, e essa expertise se estende aos doces servidos nos restaurantes do país. A terra do pastel de nata e dos sensacionais doces de ovos não faz feio nos complementos açucarados das refeições.

Confira, abaixo, uma lista das sobremesas que experimentei por lá, que adorei e que super recomendo! (Ah, todos os restaurantes citados foram excelentes nos pratos salgados também! – Mas isso vai ser assunto pra outro post… 😉)

O arroz doce da Adega da Tia Matilde (Lisboa)

O arroz doce é uma iguaria popular em diversos países, mas cada lugar tem o seu modo de preparo. Na Ásia ele pode vir acompanhado de frutas, nos Estados Unidos você encontra a sobremesa embalada junto com os iogurtes no supermercado e no Brasil o leite condensado se tornou um de seus ingredientes principais.

Eu não poderia ter escolhido um lugar melhor para provar a versão portuguesa do que a Adega da Tia Matilde, restaurante super tradicional de Lisboa, em funcionamento desde 1926.

Lá o arroz doce chega quentinho na mesa, e tem um tom amarelado que revela o ingrediente que toda a sobremesa portuguesa deve ter: muita gema. De comer ajoelhado! 🤤🤤🤤

71

Endereço: Rua Beneficência, nº 77 – Lisboa.

O Creme Rico Queimado d’A Casa do Bacalhau (Lisboa)

Depois de se esbaldar nos excelentes pratos de peixe salgado do restaurante A Casa do Bacalhau, é hora de adoçar o paladar com essa sobremesa que surpreende à primeira vista.

O Creme Rico tem uma textura aveludada, e vem com a superfície levemente queimada (o que lembra o creme brulèe). E o mais legal de tudo: o seu “recipiente” também é comestível! O doce é servido dentro de uma casquinha muito crocante.

Tutorial de como comer: quebre as lascas maiores e mergulhe nesse creminho delicioso. 😋

72

Endereço: Rua do Grilo, nº 54 – Lisboa.

As Farófias da Taverna dos Trovadores (Sintra)

Eu sou apaixonada por ovos nevados, e quando ouvi falar das populares Farófias sabia que era isso que eu iria pedir na Taverna dos Trovadores. Esse é o doce mais famoso do tradicional restaurante de Sintra.

Mas lá a receita ganha um “toque especial”: as claras em neve que lembram nuvens fofinhas e o creme inglês super leve são polvilhados com canela. Ô, delícia!

73

Endereço: Praça Dom Fernando II, nº 18 – Sintra.

O “Vomitado” do Zé Manel dos Ossos (Coimbra)

Difícil resistir à uma sobremesa tão “bem intitulada”, hein? kkkk

Apesar do nome não ser dos mais atraentes, o Vomitado é um doce que fecha perfeitamente o delicioso jantar do Zé Manel dos Ossos. Assim como a simplicidade das comidas servidas por lá e do atendimento informal, a sobremesa segue o tom despretensioso do local.

O creme de ovos e nozes lembra o sabor de um recheio de bolo de aniversário. Parabéns pra eles! 🙂

74

Endereço: Beco do Forno, nº 12 – Coimbra.

A Torta de Laranja da Adega São Nicolau (Porto)

Esse doce é uma variação alaranjada do Toucinho do Céu – ao menos foi o que o garçom da Adega São Nicolau me disse (infelizmente o Toucinho do Céu original ficou faltando no meu tour de doces portugueses).

O Toucinho do Céu é um bolo molhadinho feito à base de açúcar, amêndoas e gemas. E, aqui, a laranja entra para adicionar notas de sabor cítrico. NHAM! 😋

75

Endereço:  Rua de São Nicolau, nº 1 – Porto.

O Mousse de Chocolate da Taberna Santo Antônio (Porto)

Existem alguns textos na internet que apontam o mousse de chocolate da Adega Santo Antônio como sendo o melhor do mundo. Então, como eu aaaamo mousse e esse é um dos meus doces favoritos, fui lá conferir.

O mousse de chocolate da casa é feito diariamente e fica exposto no balcão da entrada do tradicional restaurante do Porto. De textura espessa, a sobremesa tem o puro sabor do chocolate. Eu juro que não tô forçando a barra: foi o melhor mousse que já comi na vida!

76

Endereço:  Rua das Virtudes, nº 32 – Porto.

O Bolo de Bolacha da Brasão (Porto)

No Brasil nós conhecemos esse doce como “torta de bolacha”, mas lá ele é o bolo de bolacha – também feito com a popular bolacha Maria.

Essa é uma sobremesa que sempre esteve presente nos encontros da minha família, então já comi muita torta de bolacha na vida. Mas nenhuma se compara ao bolo de bolacha da Brasão.

Imagina uma tortinha super molhadinha, com um recheio que lembra o chantilly, coberta de doce ovos e de farofinha crocante. Não tem como dar errado, né? Favoritamos na primeira colherada!

92

Ah, se você for até lá, experimente também a Natas do Céu – outra sobremesa que comemos e amamos! É uma versão muito parecida com o doce ali de cima, mas sem as bolachas.

77

Endereço: Rua de Ramalho Ortigão, nº 28 – Porto.

Aiai, impossível ficar indiferente aos doces portugueses, não é mesmo? Se quiser ler mais sobre as delícias que provei por lá, clica aqui. 😉

Me conta: você também só considera o almoço ou jantar encerrado depois que come a sobremesa? ❤️

 

Para acompanhar minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

Deixe seu comentário! :)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.