Cambará do Sul, Destinos no Brasil, Gastronomia
Comentários 3

Cambará do Sul, a terra da hospitalidade

No último post contei tudo sobre o nosso passeio em Cambará do Sul, onde visitamos os cânions Fortaleza e Itaimbezinho e as belas quedas d’água da Cachoeira do Tio França e da Fazenda Catarata dos Venâncios – com várias informações interessantes para quem deseja conhecer esses lugares.

Hoje, vou contar o que a gente fez entre um passeio e outro. Nos hospedamos em um lugar super aconchegante, comemos em diversos restaurantes gostosos, e o principal de tudo: conhecemos muitas pessoas dispostas a dar um belo atendimento e a fazer com que nos sentíssemos em casa.

Sério, eu acho que nunca estive em um lugar tão acolhedor e hospitaleiro como Cambará!

Além dos lugares que visitamos, também dou outras sugestões de hospedagens e de restaurantes. Só dica boa, viu! 😉

Hospedagem

Pousada Recanto do Lago

Como eu sabia que julho é uma época de alta temporada nos Campos de Cima da Serra, reservei há alguns meses a pousada. Mal sabia eu que ela tinha acabado de ser inaugurada.

A Pousada Recanto do Lago tem apenas 4 meses de funcionamento, e você nota isso em suas instalações. É tudo novinho e bonito, feito com muito carinho. São apenas três cabaninhas, e uma quarta está terminando de ser construída. E você sente essa relação mais exclusiva no tratamento.

Como são poucos hóspedes, você consegue conversar e estabelecer uma relação com os proprietários que, por sinal, nos deram óoootimas indicações de lugares para conhecer na região.

Vejam que fofo que é o chalé!

9

Por dentro das cabanas: ar condicionado, TV à cabo e wi-fi.

11

O cenário é bucólico! Em frente às cabanas, esse lindo lago.

10

O café da manhã também era muito gostoso. Três tipos de pães feitos em casa, geleias da região, sucos naturais, iogurte, café, chá, bolachas, cereais, frutas, queijo serrano, embutidos e bolos novos e fofinhos. Super aprovado!

20

Falei bastante deles ali em cima, então agora os apresento: esses são a Paola e o Marcelo, o simpático e jovem casal de proprietários da pousada.

6

A pousada Recanto do Lago não fica localizada bem no centro de Cambará, você tem de pegar uma estrada asfaltada por uns 8 km para chegar lá.

Se você não der a sorte de conseguir um dos três quartos da Pousada Recanto do Lago, vou sugerir aqui outros lugares para se hospedar em Cambará (por ordem de preço). (Os links para os lugares estão nos títulos!)

Hostel Cape Town

Localizado no centro da cidade, o Hostel Cape Town conta com acomodações privativas e compartilhadas. As avaliações no Tripadvisor são ótimas, sempre falando do atendimento atencioso dos proprietários. Assim que a gente gosta, né? 🙂

capetown

Foto: divulgação hostel Cape Town

Pousada Bela Vista

No mesmo estilo da Recanto do Lago, a Bela Vista também oferece o combo chalezinhos+atendimento familiar. São cabanas rústicas equipadas televisão e banheiro privativo.

pousada

Foto: divulgação Pousada Bela Vista

Pousada Bolicho Guabiroba

A pousada Bolicho Guabiroba trabalha com o conceito de pousada rural, proporcionando um contato único com a natureza e com o silêncio. Seguindo essa filosofia, ela não oferece televisão nem internet. Mas vejam que fofo essa chalezinho! Vale a pena desconectar às vezes, né não? 🙂

Guabiroba

Foto: Booking.com

Cambará Eco Hotel

Esse é um dos poucos hotéis da região, já que a maioria das hospedagens em Cambará são pousadas.  Sua construção foi baseada para gerar o mínimo de impacto ambiental: possui tratamento de esgoto anaeróbico, captação de água da chuva por meio de cisternas para uso na lavanderia, aquecimento solar, cobertores feitos com fibras de garrafas pet, entre outros. O hotel fica localizado em frente a um belo lago, em uma área central da cidade – bem no início da estrada que leva ao Itaimbezinho.

Eco Hotel

Foto: Booking.com

Pousada Cafundó 

Localizada a 10 km de Cambará do Sul, a Pousada Cafundó oferece tranquilidade e conforto em meio à natureza. As suítes contam com um design rústico, calefação e janelas de vidros duplos. Todas as unidades possuem vista panorâmica de frente para o lago. Passamos pela frente dessa pousada quando estávamos indo ao Fortaleza e ela é realmente linda!

Cafundó

Foto: Booking.com

Pousada Morada dos Canyons

Construídos à beira dos canyons, os chalés da Morada permitem que você tenha do próprio quarto uma visão privilegiada desse cenário incrível. A pousada está localizada a 12km do canyon Itaimbezinho, entre os municípios de Praia Grande (SC) e Cambará do Sul, na Serra do Faxinal.

Ah, acho que não precisa nem dizer que essa é uma pousada destinada a quem não pensa em economizar, né? Tá na minha lista de lugares que ainda vou me hospedar um dia.

É um ótimo lugar pra passar uma lua de mel, hein?

morada

Foto: divulgação Morada dos Canyons

Não, eu não esqueci do Parador Casa da Montanha… apenas “peguei bronca” com eles… no final do post te conto o porquê!

Onde comer

Estância Felicidade

Descobri a Estância Felicidade quando estava “zanzando” pelo Tripadvisor em busca de restaurantes na região. Um ambiente rústico e aconchegante, onde é servida uma deliciosa parrilla de carnes nobres, saladas especiais e bebidas artesanais. Me conquistou!

33

Galpão onde é servido o almoço

Todos os sábados, o seu Carlos abre as portas da sua propriedade para receber os visitantes.

26

Seu Carlos, mestre parillero

28

Na mesa, chegam a costelinha do tipo uruguaia e o ojo de bife (no ponto que você desejar), acompanhados de linguicinhas, legumes e batatas assados na brasa (e você pode repetir à vontade).

27

E o melhor de tudo isso é a “sobremesa”. Depois de comer muito bem, que tal encarar uma trilha para ver essa belezinha? (Falei mais da Cachoeira do Tio França no outro post.)

30

Cachoeira do Tio França

O almoço custa R$ 75 por pessoa e é servido apenas aos sábados, das 12h às 16h. Caso você esteja em um grupo grande, pode solicitar a refeição em outro dia. Importante: eles não aceitam nenhum tipo de cartão, apenas dinheiro.

Endereço: Estrada do Lageado da Margarida (coloque no GPS “Estancia Felicidade”, que ele encontra! 😉 )

Restaurante do Lago

O prato mais tradicional de Cambará do Sul é a truta, um peixe de água fria e limpa, abundante na região. Diversos restaurantes na cidade fazem do peixe o seu carro-chefe.

Mas o chef Marcos Barbiere se destaca na preparação…

Nascido em Canoas, Marcos se mudou para Cambará com a família disposto a usar os ingredientes locais em seus pratos, como o charque e o pinhão, mas foi surpreendido pela fama da truta. Decidiu, então, fazer a melhor truta da cidade!

Ao contrário dos outros restaurantes, esse é o único que trabalha com trutas frescas, e não congeladas. Resultado da parceria com um fornecedor do Rio das Antas.

Nessa temporada de inverno, o restaurante faz um pequeno buffet nos jantares, com sopas, paella campeira, feijão e saladas. Experimentei a sopa de pinhão, charque e abóbora-gila (essa bolinha verde ali na mesa, que parece uma melancia). Estava deliciosa!

12

Agora vamos às trutas! São diversos sabores, e cada uma custa R$ 51.

Eu escolhi a truta com ervas frescas, acompanhada de aligot. Uma delícia!

15

Truta com ervas

O Vini escolheu a truta do chef, com champignon, alcaparras e farofa de pinhão, acompanhada de batata rosti. Essa batata estava incrível!

16

Truta à moda do chef

De sobremesa, uma mistura francesa e gaúcha: créme brulée + ambrosia (R$ 17).

ambrosia

Quando estávamos nos preparando para ir embora, o chef pediu para esperarmos um pouquinho…

Que bom que ficamos!

Todas as noites, ele faz uma apresentação junto com a sua família. Ele soltou a voz cantando Hallellujah. Todo o restaurante cantou junto o refrão. Foi um momento muito, muito bonito!

18

Chef Marcos Barbier

A esposa toca harpa e o filho toca piano. Eles ainda têm uma filha, que não estava presente naquela noite, que acompanha tocando violino.

19

O carinho com que fomos recebidos foi muito especial. “Aqui é um restaurante familiar, queremos conhecer as pessoas e que todos se sintam em casa. Que depois de comer, sentem-se nos sofás e aproveitem o clima do local”, destacou Marcos.

Jantar no Restaurante do Lago é uma experiência completa!

Endereço: Estrada do Faxinal, RS-427, 1001 (junto ao Cambará Eco Hotel).

Galpão Costaneira

É realmente um galpão! Nesse restaurante de estilo campeiro, você entra em contato com a tradição gaúcha. Logo na entrada, uma mesa com cachacinhas recepciona os clientes.

124

Decoração típica! Que tal sentar nesse sofá coberto de lã de ovelha?

122

Não espere nada muito requintado, mas a comida é bem gostosa. O buffet de pratos quentes é servido em panelas de ferro e conta com arroz, carreteiro de charque, feijão, feijão mexido e farofas.

3

Essa farofinha de pinhão estava uma delícia!

5

Além do buffet, você recebe em sua mesa uma grelha com picanha, filé, linguiça e queijo serrano.

2

Jantamos ao som de galopeeeeeeeeeeeeeeeeeeiraaaaaaaaaaaa

O restaurante tem música ao vivo (nativista) nos finais de semana, no almoço e no jantar.

Outra coisa legal, principalmente para quem não é daqui, é o buffet de sobremesas típicas do sul: chico balanceado, sagu com creme, ambrosia, torta de bolacha, doce de abóbora e até mesmo amendoim açucarado.

Custa R$ 48 por pessoa (buffet + grelhados) ao meio-dia, e R$ 45 no jantar. Cartão: somente no débito.

Endereço: Rua Dona Úrsula, 1069.

O Casarão

Tem cartaz da galeteria O Casarão por toda a cidade! Como eu adoro um galetinho, resolvemos experimentar.

34

O casarão funciona assim: você tem três opções. A primeira opção é aproveitar somente o buffet de saladas orgânicas, sopa de capelletti, massas, e polenta e queijo assados. Nesse caso, custa R$ 43 por pessoa.

35

Buffet de saladas

37

Buffet de massas

Caso você queira acrescentar o galeto, custa R$ 55 por pessoa.

39

Existe ainda a opção de, em vez do galeto, acrescentar a sequência de filé de truta, com 12 sabores diferentes. Nesse caso, custa R$ 71,50 por pessoa.

Ficamos apenas no galetinho. O ponto alto foi a polenta com queijinho derretido, que estavam deliciosos!

O restaurante ainda oferece alguns doces de sobremesa, como sagu com creme e doce de banana.

Endereço: Rua João Francisco Ritter, 247.

Outras sugestões:

Sendero Bistrô

O Sendero Bistrô atende de quinta a segunda-feira, com um cardápio bem variado, servido à la carte. Tudo é feito na hora, com ingredientes frescos. Ah, o Sendero foi super bem indicado pelos donos da pousada. (Adoro indicações de “locais”!)

sendero

Endereço: Rua Antonio Raupp, 419.

A Taberna Restaurante

A especialidade do A Taberna são as panquecas, com diversas opções de sabores. Além disso, o restaurante oferece pratos à la carte para duas pessoas, como camarão na moranga. O restaurante conta, ainda, com uma carta de vinhos com rótulos nacionais e importados.

taberna

Endereço: Rua Doná Úrsula, 941.

Pizza Retrô

As pizzas da Retrô são assadas na pedra e contam com diversos ingredientes regionais, como o charque, o pinhão, o queijo serrano, a linguiça e o mel. Nos dias mais frios, a lareira acesa oferece um ambiente acolhedor, acompanhado do som de músicas nos anos 70 que tocam no aparelho de vinil.

18010680_1336338976413507_1360679357934922010_n

Endereço: Av. Getúlio Vargas, 1719.

Máquina do Tempo Pub

Esse é pra quem quer curtir a NIGHT! 🙂

Em uma cidade com raízes tradicionalistas e arquitetura rústica, a fachada vermelha com o Robocop e o Michael Jackson chama atenção. Ao entrar, memórias dos anos 80 estão por todo lugar, com objetos como gravador de rolo, câmera fotográfica Polaroid, Meu Primeiro Gradiente e até um Atari. A trilha sonora é composta por uma turma oitentista que vai de Roxxete, Pet Shop Boys, Blitz, Raul Seixas até Balão Mágico. O cardápio também entra na brincadeira: Iscas Freddie Mercury, Fritas Pac Man e Porpetas do Senhor Barriga.

pacman

Foto: Divulgação.

Endereço: Rua Dona Úrsula, 574.

BÔNUS: Sabores da Querência

No café da manhã da pousada, experimentamos uma geleia de framboesa tão boa, mas tão boa, que foi amor à primeira mordida no pão caseirinho. Puro sabor da fruta! Fui olhar o rótulo e vi que era um produto feito em Cambará. Perguntei para a Paola (dona da pousada) de onde tinha saído aquele potinho dos deuses e ela me deu mais uma maravilhosa indicação: a Sabores da Querência.

21

Antes de chegar até a lojinha, você passa por diversas plantações de frutas, que em seguida virarão geleias nas mãos dos talentosos e queridos Vico e Claudia.

72

Por dentro, um espaço bonito e aconchegante. Se avisar antes, eles preparam um cheesecake e um cafezinho para te esperar!

23

Agora a parte mais legal: você pode experimentar TUDO que eles fazem lá, é uma super degustação.

Essa é a Claudia. Ela foi abrindo um por um desses potinhos, explicando tudo sobre cada um deles. Além das diversas geleias, eles também fazem antepastos de abobrinha e de berinjela (com bacon! tem como ficar melhor?).

24

As geleias e antepastos do Sabores da Querência são produzidos artesanalmente, de forma 100% orgânica, sem nenhum aditivo químico.

O controle da produção vai desde a escolha dos melhores adubos orgânicos para as plantas. Falando sobre isso, a Claudia nos explicou que a criação de ovelhas da fazenda tem um papel todo especial – elas auxiliam na compostagem e, consequentemente, na melhora do solo.

E aí aconteceu uma coisa muito legal!

Todos os dias ela alimenta as ovelhas com maçãs, e ela resolveu fazer isso na hora em que estávamos lá, para vermos as bichinhas de perto. FOI MUITO FOFO! Tinha até algumas bebês! <3

O carinho dela com as ovelhas foi uma coisa linda de ver!

25

Enfim, essa fazenda é parada obrigatória para quem volta do Itaimbezinho – fica na estrada de chão que leva ao parque.

Endereço: RS 427 – km 3.

Lembra que falei ali em cima que eu tava “de bronca” com o Parador Casa da Montanha? Pois é, o que aconteceu é que eles inauguraram um restaurante novo na propriedade, o Alma RS, e eu estava super ansiosa para comer lá.

Comecei a tentar entrar em contato com eles na sexta-feira de manhã para reservar (eles são bem claros no site que não atendem sem reserva). Mas mesmo enviando e-mails e mensagens na página deles do Facebook, não consegui. Eles me respondiam horas depois das mensagens, sempre perguntando as mesmas coisas que eu já tinha dito antes… (na verdade, a mensagem do Face até hoje ficou sem resposta)

Enfim, foram várias tentativas sem sucesso. Achei que, diferentemente de todo o atendimento familiar e carinhoso que recebemos na pousada e nos restaurantes que fomos, o Parador não teve esse cuidado, sabe? Em uma cidade onde é complicado conseguir sinal de telefone, acho de deveriam dar mais atenção às outras formas de contato.

Enfim, o Parador é lindo e o restaurante parece ter um cardápio delicioso, mas acho que para ter uma experiência completa em Cambará, o melhor é ir nesses lugares que tem mais cara de gente de verdade, saca? 🙂

E então, curtiu o nosso guia de Cambará do Sul? Achou que faltou alguma coisa? Comenta aqui em baixo! 😉

Posts relacionados

3 comentários

  1. Olá.
    Gostei muito. Acho que faltou conhecer um pouco mais as hospedagens. Quem sabe fica para uma próxima e nós tenhamos o prazer de recebê-los em nossa pousada para vocês conhecerem.
    Abraço
    Jussara

Deixe seu comentário! :)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.