Comida, Destinos no exterior, Gastronomia, Madrid
Comentários 2

“Salir de tapas” nos mercados gastronômicos de Madrid

Hoje vou contar uma história de amor…

Conheci o Vinícius, meu marido, em outubro de 2014. Mais ou menos um mês depois, apareceu uma daquelas promoções INSANAS de passagens aéreas: cerca de R$ 600 (com taxas!) pra Madrid. Já passei por algumas experiências de encontrar essas promoções por aí e a única regra é: compre no SEGUNDO que você ver. É loucura comprar uma passagem pra Europa dali a sete meses com um quase desconhecido? É. Mas como eu disse antes, bug de passagem aérea é assim mesmo: não dá pra pensar, apenas comprar.

A aposta deu certo: permanecemos juntos, e embarcamos para nossa primeira grande viagem em maio de 2015. Chegamos na Europa felizes e ansiosos pelos próximos dias, que ainda englobariam Barcelona, Paris, Veneza, Florença e Roma.

Mas, first things first: 5 dias em Madrid.

Quando viajo a alguma cidade nova, eu sempre gosto de ter experiências gastronômicas fortes e que me falem sobre o lugar já no primeiro dia. Então, logo depois de deixar as malas no hotel, corremos para o Mercado de San Miguel. Era hora de provar tão as famosas tapas espanholas…

E aqui começa a história de amor…

<3 TAPAS <3

Se você é do tipo de pessoa indecisa, que gostaria de poder pedir o cardápio inteiro dos restaurantes que vai só pra poder provar tudo, também vai se apaixonar pelo modo de “tapear” dos espanhóis. Tapas são comidas servidas em pequenas porções, o que permite que você possa comer muitas coisinhas diferentes em uma mesma refeição.

“Salir de tapas” é uma expressão cotidiana da vida espanhola e significa ir de bar em bar, bebendo e degustando tapas variadas. Por isso, os mercados gastronômicos de Madrid são excelentes locais ter uma autêntica experiência como essa: pulando de box em box, você consegue experimentar os mais variados tipos de comida local em versões pequeninhas.

Os mercados gastronômicas são uma forte tendência no mundo inteiro. Remodelados, os locais abandonam a tradição antiga de vender mantimentos, para se tornarem praças “gourmet”. Além da grande variedade de comidas, os preços geralmente são bacanas.  Na mesma viagem, ainda conhecemos o mais moderno Mercado de San Anton.

Então, ano passado, quando fomos à Paris, tínhamos duas escalas em Madrid de 6h cada, uma na ida e outra na volta. Decidimos conhecer algum lugar novo? Que nada! Na ida, San Miguel; na volta, San Anton.

Vem se apaixonar comigo!

Mercado de San Miguel

Localizado no coração de Madrid, ao lado da Plaza Mayor, o Mercado de San Miguel é uma parada estratégica para quem está visitando o centro histórico da cidade. A repaginada no mercado de 1916 tornou o local um dos pontos turísticos mais procurados por quem visita a capital espanhola.

4

O local geralmente está cheio, então você provavelmente não conseguirá uma mesa. Mas a dica é: pule de boxe em boxe, comendo no balcão.

SAN M_021

Foto: divulgação Mercado de San Miguel.

São cerca de 30 boxes, onde você vai encontrar uma verdadeira amostra do que é a gastronomia espanhola.

miguel 1

Azeitonas

miguel 2

Frutos do mar

21529271446_71606207e1_o (1)

Vieiras

5

Ouriço

miguel 4

Queijinhos e bruschettas

Na Casa del Bacalao, um dos nossos boxes favoritos, você pode comer torradinhas com peixes frescos e até o foie gras de bacalhau”. Tão bom que trouxemos algumas latinhas pra casa!

miguel 6

Casa del Bacalao – atum, brandade e foie gras de bacalhau

Uma das coisas que mais gostamos de comer por lá são as guinas (ou gulas). Tem um box, bem no centro do mercado, que vende especificamente isso. As guinas são um preparado de surimi (um produto obtido a partir da mistura de peixes e moluscos, assim como o tradicional kani kama), inventado para substituir as escassas enguias. É muito gostoso!

miguel 5

Guinas: a melhor comida feia do mundo!

2

Jamón e linguicinhas

Não podia faltar a tradicional paella! Vendida em pequenas porções, claro!

1

Paella

Para acompanhar toda a comilança, você pode pedir sangría, taças de vinho, chopp, sucos, refrigerantes ou… uma tacinha de espumante com flor de hibisco. (Achei fofo!)

21363381809_2f225b55d5_o (1)

 

Endereço: Plaza de San Miguel, s/n (ao lado da Plaza Mayor).

Horário de funcionamento: diariamente das 10:00 às 24:00 (sexta e sábado até à 1h).

Mercado de San Antón

Reaberto em 2011, o Mercado de San Antón é uma opção menos turística e mais “cool”. Ele está localizado no bairro da Chueca, uma das regiões mais “moderninhas” de Madri, onde muitas lojas alternativas, bares e restaurantes tem sido abertos ultimamente.

San Antón representa também um novo modelo de mercado sustentável. A claraboia central funciona como um enorme coletor de energia fotovoltaica e o chão é feito de basalto fundido, um material originalmente reutilizável.

IMG_0158

São três andares de gostosuras! No primeiro piso, você encontra um mercado de produtos selecionados: verduras, legumes, peixes, carnes, queijos e charcutaria. Lá também tem uma hamburgueria artesanal, a Hamburguesa Nostra. O cheiro que vem dela é ótimo, mas seguimos direto para o segundo andar…

IMG_0173

No segundo andar está a praça de alimentação propriamente dita. Como o local recebe  menos turistas quando comparado ao Mercado de San Miguel, você pode escolher as suas tapas e comer sentadinho, tranquilamente. Lá também tem uma taberna-vinoteca, onde você pode pedir bebidas pra acompanhar as tapas.

Ahhhh, as <3 tapas <3

Já falei delas por aqui? ^^

São diversas opções que vão fazer você querer passar algumas horas por lá.

IMG_0199

Você pode escolher suas “croquetas” dentre vários sabores, que são fritas na hora. Escolhemos de lula em sua tinta, jamón e caranguejo. Bom demais!

IMG_0180

Não poderia faltar: La Casa del Bacalao! (Eu já falei que cada torradinha dessas custa apenas 1 €?)

IMG_0167

La Casa del Bacalao

IMG_0171

La Casa del Bacalao

Por lá você também encontra muitos boxes de comida internacional, como peruana, italiana, grega e japonesa. A ideia era se esbanjar de comida espanhola, mas como resistir a essas arepas colombianas?

IMG_0174

Arepa

IMG_0190

Box Árabe

IMG_0195

Box Japonês

IMG_0196

Box Japonês: lámen!

No terceiro piso está localizado, ainda, o restaurante La Cocina de San Antón. O restaurante oferece um menu diário ao meio-dia e um amplo cardápio baseado em produtos frescos e naturais da época, com pratos inspirados na cozinha tradicional espanhola. O restaurante também oferece a experiência “cooking”, na qual você escolhe um produto fresco no mercado e leva pra que eles cozinhem para você, a um custo extra de 12,5€ por pessoa.

(Confesso que pra gente o restaurante passou batido…. a gente se perdeu nos boxes mesmo!)

Endereço: Calle de Augusto Figueroa, nº 24 – Chueca.

Horário de funcionamento: diariamente, das 10h à meia-noite.

Ah… e bom saber: os dois mercados tem ligação wi-fi gratuita. Instragramfriendly! 

Para saber mais sobre os outros mercados municipais de Madrid não citados nesse post, clique aqui.

Pra quem chegou até aqui: BÔNUS!

Quer comer tapas de graça? Vá ao bar El Tigre!

Lá, você pede uma bebida e ganha um prato cheio de tapas variadas. Conforme a noite for passando e você continuar consumindo, eles continuam a servir coisinhas diferentes. Batatas bravas, pão com jamón, croquetas e tortilla de batata: essa são algumas das coisas servidas na mesa.  Não espere muita qualidade… mas as tapas são gostosinhas, muito bem servidas e, o melhor de tudo: você não precisa pagar por elas!

Endereço: Calle Infantas, nº 30.

(Pesquisando informações para escrever esse post, encontrei essa notícia que cita outros bares que oferecem tapas grátis.)

E então, você também se apaixonou pelas tapas espanholas? Foi em algum mercado gastronômico que curtiu muito em Madrid ou outro lugar do mundo? Comenta aqui em baixo! 🙂

 

Posts relacionados

2 comentários

  1. Tiana Gimenez Teló diz

    Amo tapas e umas das melhores que já comi foi em Mérida na Espanha!

Deixe seu comentário! :)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.