box exterior, Destinos no exterior, Seychelles
Deixe um comentário

Ilhas Seychelles: o guia definitivo para você chegar ao paraíso

As Ilhas Seychelles foram parte responsável pelo meu casamento, juro! <3

Eu e o Vinícius éramos noivos há dois anos e tínhamos a ideia de casar, mas acabávamos sempre adiando por uma ou outra coisa. Mas, no início de 2017, compramos passagens para irmos à África do Sul e para as Ilhas Seychelles, em julho do mesmo ano.

E que lugar melhor para passar a lua de mel do que no mesmo lugar que a duquesa Kate e o príncipe William?

1348

Enfim, esse foi o ponto de partida para a organização do nosso casamento. E vou dizer uma coisa para vocês: planejar a viagem à Seychelles foi quase mais difícil do que a nossa cerimônia.

O local ainda não é muito conhecido pelos brasileiros, então existem pouquíssimas informações em sites daqui, a maioria das dicas eu encontrei em sites de fora do país.

Ficamos alguns dias em Joanesburgo (estou devendo os posts da África do Sul!), e depois partimos para as Seychelles. O voo, pela Air Seychelles, dura aproximadamente 5h e pousa capital do país, a ilha Mahé.

Ilhas Seychelles

As Ilhas Seychelles pertencem ao continente africano, e ficam localizadas no meio do Oceano Índico, logo acima de Madagascar e próximas à costa da Somália. O arquipélago é composto por 115 ilhas. De tão pequenas, as Seychelles nem aparecem no mapa.

3262

Lua de mel cinematográfica | Anse Patate – La Digue

Informações gerais:

  • O país não exige visto de entrada, apenas passaporte.
  • A vacina da febre amarela, registrada no certificado internacional de vacinação, é imprescindível.
  • Seychelles está 4h à frente do Meridiano de Greenwich. Isso significa que está 7h adiantada em relação ao horário oficial de Brasília.
  • Faz calor o ano inteiro, mas para evitar a época de chuva, melhor ir entre abril e novembro. (Infelizmente, para contrariar a regra, fomos em agosto e, apesar do calor, pegamos vários dias nublados e chuvosos.)
  • Os idiomas oficiais são o inglês e o francês, mas os nativos também falam entre eles a língua seychellois.
  • Nesse site você pode pesquisar sobre as praias de cada ilha.
  • Comprei os trajetos de ferry ainda no Brasil pela Cat Cocos, nesse site.
  • Quanto você for fazer os trajetos de catamarã, tome um remédio para enjoo. A ida foi super tranquila, e eu não tomei. Mas na volta pegamos um mar super agitado, e foi horrível. Pela primeira vez apelei para os saquinhos… 😞
  • Os motoristas dirigem pela esquerda, a “mão inglesa”.
  • Carros só podem ser alugados em Mahé ou Praslin. Se você for alugar um, acerte com as empresas responsáveis ainda no aeroporto de Mahé. Fomos sem reserva em Praslin e já estavam todos alugados, mesmo sendo “fora de temporada”. Só conseguimos alugar um carro nos últimos dois dias, porque a dona da pousada nos ajudou bastante e arranjou com um conhecido dela.
  • Ao alugar um veículo é necessário apresentar a permissão internacional para dirigir e ter ao menos 21 anos.
  • Leve Euros e troque pela Rúpia seychellois. Você também pode utilizar seu cartão de crédito para realizar saques na moeda local.
  • Cartões Mastercard e Visa são aceitos em muitos lugares no país. Já o Diners Club e American Express têm uma aceitação menor.
  • Para valores atualizados de câmbio, consulte o site do Central Bank of Seychelles.
  • O táxi é caríssimo. Uma amiga ficou em Beau Vallon um mês antes que eu e pagou 100 euros o trajeto do aeroporto para lá. Como eu já sabia dos preços astronômicos praticados no aeroporto, acertei um transfer com o dono do apartamento que aluguei no Airbnb, e paguei apenas 40. Tente conversar sobre o transfer ainda aqui no Brasil com o hotel, pousada ou Airbnb que você for ficar.
  • A maioria das contas de restaurantes, hotéis, táxis e outros serviços já incluem de 5% a 10% de taxa de serviço. Assim, a gorjeta não é algo obrigatório em Seychelles.
  • A voltagem elétrica é de 220-240 volts, AC 50 Hz.
  • As tomadas do país seguem o padrão britânico, identificado por três retângulos que formam o desenho de um triângulo.
  • A água de torneira de Seychelles atende às especificações da Organização Mundial da Saúde e é potável em todo o país, você pode beber tranquilamente.

Decidindo quantos dias ficar em cada ilha

As três principais ilhas das Seychelles são: Mahé, Praslin e La Digue. Existem muitas outras (como contei antes, são 115 Ilhas que formam as Seychelles), mas fomos com a ideia de conhecer apenas essas três. Algumas ilhas são propriedade de hotéis, então você precisa estar hospedado para conhecê-las.

As praias mais conhecidas por sua beleza, com aquelas pedras deslumbrantes características do país, ficam em Praslin e La Digue, então decidimos ficar em Mahé apenas nos dias de chegada e partida.

Depois, ficamos 5 dias em Praslin, e 3 em La Digue.

1122

Anse Lazio – Praslin

A nossa “passadinha” em Mahé

Como a Ilha de Mahé era somente o nosso ponto de chegada e de partida, alugamos um apartamento pelo Airbnb, que é beeem mais barato do que os hotéis. O Viraf, dono do apê, nos ajudou muito com algumas dicas e também com alguns trajetos de carro pela cidade.

1689

A principal praia de Mahé, Beau Vallon, é bonitinha, é o local que mais tem hotéis e restaurantes, e é onde concentra mais o turismo. Mas ela é só isso, bonitinha.

Não vale a pena ir até o meio do oceano Índico e ficar só nela. Recomendo fazer apenas o que fizemos: ficar nessa ilha na chegada e partida, por ser onde fica o aeroporto, e depois seguir para as outras ilhas.

861

Na beira da praia de Beau Vallon, ficam localizados alguns restaurantes e também barraquinhas que vendem frutas, artesanatos e comida de rua, como peixes assados na brasa.

1058

3432

Almoçamos e jantamos em um restaurante muito bom chamado La Plage. Ele é o único que fica na areia da praia e tem uma varandinha que dá de frente para o mar, ótimo para comer tapas durante à tarde, almoçar ou jantar. (Dica: é bom reservar se for almoçar ou jantar, quase não conseguimos mesa).

Este slideshow necessita de JavaScript.

As ilhas de Praslin e La Digue merecem outros posts à parte. 😉
Leia sobre a gastronomia das ilhas aqui

Enfim, você vai se impressionar muito com a beleza das Seychelles. Foi uma lua de mel incrível, de sonho mesmo, mas prepare seu bolso… tudo lá é bem caro!

Posts relacionados

Deixe seu comentário! :)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.