Chapada dos Veadeiros, Destinos no Brasil, Todos os posts
Comentários 4

Abra seu coração para a Chapada dos Veadeiros

No início do ano conheci um dos lugares mais incríveis do Brasil: a Chapada dos Veadeiros. Localizada no estado de Goiás, a 230km de Brasília, a Chapada é uma unidade de preservação à natureza, considerada Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO. 

A Chapada dos Veadeiros também é conhecida como um dos lugares mais místicos do país, pela abundância de cristais em seu solo, pela localização no paralelo 14 (o mesmo que passa sobre Machu Picchu, no Peru), e pelos vários grupos espirituais que se estabeleceram na região.

Pegamos um voo de Porto Alegre a Brasília, e de lá alugamos um carro para fazer o trajeto até a Chapada, e também para os deslocamentos entre os lugares das trilhas e cachoeiras.

Soja no cerrado

A caminho da Chapada, mas antes do espaço de preservação, o cerrado já foi tomado pelas plantações de soja

Melhores cidades para se hospedar:

As cidades mais interessantes a se ponderar para se hospedar por lá são:  São JorgeCavalcante e Alto Paraíso de Goiás.

São Jorge é a cidade mais próxima à entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e do Vale da Lua.  O vilarejo, que tem um clima bastante rústico, fica a cerca de 3h30 de Brasília.

Cavalcante é a melhor opção para quem deseja conhecer a cachoeira mais famosa da Chapada, a Santa Bárbara. Porém, essa é a cidade mais afastada da região, em torno de 1h ao norte de Alto Paraíso.

Nós decidimos nos hospedar em Alto Paraíso, que fica a aproximadamente 3h de carro de Brasília, e conta com uma maior infraestrutura de restaurantes e hotéis. Além disso, a cidade é referência nacional de Ufologia, então por lá você encontra muitas decorações alusivas à extraterrestres.

Nos hospedamos na pousada Avalon, uma grata surpresa. O Nilton, dono da pousada, costumava ser guia turístico da Chapada, então nos deu muitas dicas sobre as melhores cachoeiras da região.

Pousada Avalon | Foto: Booking.com

Pousada Avalon | Foto: Booking.com

Além disso, o café da manhã (servido nesse prédio menorzinho) era todo feito com produtos locais e o Nilton não sossegava enquanto nós não fizéssemos sanduíches para levar para os passeios.

Nosso roteiro:

DIA 1

Vale da Lua

R$ 20,00 por pessoa
Trilha fácil

Chegamos em Alto Paraíso em torno de 16h e já queríamos aproveitar algo da cidade, então escolhemos o Vale da Lua por ser um dos locais com a trilha menor e mais fácil. E começamos muito bem! Ficamos impressionados com o visual desse lugar!

A atração é um vale rochoso esculpido pelas águas do Rio São Miguel, e tem esse nome pela tonalidade e formas irregulares das pedras, que lembram o solo lunar.

Vale da Lua

Vale da Lua

Nas fendas nas pedras você vê a água corrente, que formam piscinas naturais em alguns pontos.

vale da lua piscina natural

Vale da Lua | Piscina natural

DIA 2

Fazenda São Bento

Cachoeiras São Bento, Almécegas I e Almécegas II
R$40,00 por pessoa para conhecer as três cachoeiras
Trilha moderada

Nesse local, você pode pagar R$15 e conhecer apenas a cachoeira São Bento, mas fica a dica: fazer isso não vale a pena. A São Bento é uma cachoeira menor (e mais sem graça), comparada às outras. As cachoeiras Almécegas I e II são lindas, e a trilha é bem legal de fazer, com muitas pedras, subidas e descidas.

A fazenda também oferece rapel, tirolesa, trilhas de bicicleta e passeios a cavalo (que não estão inclusos no preço da entrada).

Cachoeira São Bento

Como eu já tinha adiantado ali em cima, a Cachoeira São Bento é bem pequena e sem gracinha. O melhor ainda está por vir…

Fazenda São Bento

Fazenda São Bento | Cachoeira São Bento

Almécegas I

Essa foto foi tirada no mirante da Almécegas I, um local muito bonito de contemplar a cachoeira, mas seguindo sempre você pode descer e tomar banho na piscina que forma em baixo dela.

Fazenda São Bento | Almécegas I

Fazenda São Bento | Almécegas I

Fazenda São Bento | Almécegas I

Fazenda São Bento | Almécegas I

Almécegas II

A Almécegas II tem vários “andares” que formam piscinas naturais. É impossível sair de lá sem entrar na água!

Fazenda São Bento | Almécegas II

Fazenda São Bento | Almécegas II

Cachoeira Loquinhas

R$20,00 por pessoa
Trilha fácil

Esse lugar possui 2 trilhas principais, a Loquinhas e a Violeta. As trilhas são feitas em cima de decks de madeira, com cordas de segurança, e você pode ir descendo em vários pontos onde se formam piscinas naturais com um tom azul-esverdeado. É um bom lugar para ir com crianças ou com pessoas que não tenham tanta vontade de fazer trilhas mais cansativas.

O lugar é muito bonito, mas nos pareceu um pouco “fabricado”.

Cachoeira Loquinhas

Cachoeira Loquinhas

DIA 3

Catarata dos Couros

Gratuita
Trilha moderada

A Catarata dos Couros foi um dos lugares que mais gostamos de conhecer. Muitas pessoas dizem que é imprescindível a contratação de guias, até porque eles (sacanearam) retiraram as placas que levavam até o local. Entretanto, seguindo o GPS você se encontra direitinho na estrada de chão até a entrada. O trajeto de Alto Paraíso até o começo das trilhas para as cachoeiras dura em torno de 1h.

Se você não confia 100% em seu GPS, a dica do caminho é essa: nas três bifurcações que surgirem na estrada de chão, você precisa seguir: direita, esquerda e esquerda. Confia em mim que dá certinho! 😉

Caminho para a Catarata dos Couros

O caminho para a Catarata dos Couros e o lindo céu da Chapada

Na entrada que você vai encontrar alguns guias oferecendo seu trabalho, e você também pode contratar o almoço com algum dos restaurantes, que prepara a comida para você se alimentar na volta do passeio.

Descendo a primeira trilha você se depara com o primeiro espetáculo: a Cachoeira da Muralha.

Catarata dos Couros | Cachoeira da Muralha

Catarata dos Couros | Cachoeira da Muralha

Mas aqui vai outra dica importante: não pare nessa primeira cachoeira. Siga à esquerda sempre, que você vai passar por paisagens incríveis.

Catarata dos Couros

Catarata dos Couros | Piscinas naturais

couros 2

Eu sempre tive o sonho de tirar uma foto assim… heheh

Catarata dos Couros

Catarata dos Couros

Você só vai chegar no final da trilha, quando encontrar o paredão e esse arco-íris:

Catarata dos Couros | Arco-íris

Catarata dos Couros | O arco-íris marca o fim da trilha

Que momento, minha gente!❤️

Poço Encantado

R$ 20,00 por pessoa
Praticamente não tem trilha (o caminho é passar por essa “ponte do rio que cai”)

Trilha para o Poço Encantado

Ponte para o Poço Encantado

O Poço Encantado parece uma praia, com bastante areia em frente à cachoeira. É um bom lugar para ir com crianças. Ou, em nosso caso, ótimo para descansar da trilha dos Couros olhando esse visual.

Poço Encantado

Poço Encantado

DIA 4

Fazenda Volta da Serra

Poço das Esmeraldas, Cachoeira Rodeador, Cachoeira Cordovil
R$25 por pessoa
Trilha moderada

Em nosso quarto e último dia decidimos fazer algo mais leve porque tínhamos que voltar para Brasília ainda no mesmo dia, mas acabamos escolhendo sem querer a trilha mais longa de todas que fizemos, foram aproximadamente 10km entre ida e volta. Mas também foi a mais linda!

Escolhemos a Fazenda Volta da Serra por indicação do Nilton, o dono da pousada, e foi uma ótima decisão. O local não está na rota dos mais conhecidos da Chapada e estava praticamente vazio, encontramos poucas pessoas no caminho e nas cachoeiras.

Além disso, a Fazenda tem uma vegetação incrível, uma bela amostra do cerrado brasileiro. Um exemplo do que encontramos por lá é a planta Chuveirinho, um clássico da região!

Chapada dos Veadeiros Chuveirinho

Chapada dos Veadeiros | Chuveirinho

Cachoeira Rodeador

Essa é a primeira queda da propriedade. Você chega nela pela menor trilha, de cerca de 700 metros. Mas, aguardem, o melhor está por vir…

Fazenda Volta da Serra | Cachoeira Rodeador

Fazenda Volta da Serra | Cachoeira Rodeador

Poço das Esmeraldas

O Poço das Esmeraldas é um riacho de água corrente cristalina e verde-esmeralda, cheio de peixinhos e pedrinhas. O visual é lindo demais! Do estacionamento até o local, são 2,7 km de trilha.

Fazenda Volta da Serra | Poço das Esmeraldas

Fazenda Volta da Serra | Poço das Esmeraldas

Fazenda Volta da Serra | Poço das Esmeraldas

Fazenda Volta da Serra | Poço das Esmeraldas

Cachoeira Cordovil

Seguindo mais 1400 metros (a partir do Poço das Esmeraldas), está a bela Cachoeira Cordovil. A trilha para chegar até ela não é muito fácil, cheia de pedras e árvores, você precisa tomar bastante cuidado.

Essa foi a melhor surpresa da viagem: a cachoeira é belíssima! São 44 metros de queda livre, e 3 de profundidade (no espaço mais profundo). 

Fazenda Volta da Serra | Cachoeira Cordovil

Fazenda Volta da Serra | Cachoeira Cordovil

Carnaval na Chapada

O detalhe mais cômico da viagem: decidimos ir à Chapada no Carnaval, para fugir dos destinos de viagem mais agitados nessa época do ano, mas lá acabamos encontrando o bloco mais engraçado da vida: o Bloco do ET Bilu. Um carro de som decorado com vários ET’s puxava uma festa animada com os moradores de Alto Paraíso.

Carnaval na Chapada | Bloco do ET Bilu

Carnaval na Chapada | Bloco do ET Bilu

Dicas, dicas, dicas!

Melhor época para visitar:

Época seca: de maio a setembro. Apesar de as temperaturas serem mais frias, esta é a época de seca na Chapada dos Veadeiros e você não vai encontrar trilhas e estradas embarradas e perigosas, ou correr o risco de deixar de conhecer alguma cachoeira porque o nível de água está muito forte.

Nós fomos em fevereiro e só pegamos um dia de chuva. Apesar de as cachoeiras estarem bem bonitas e cheias, pegamos algumas estradas bastante propícias a atolar o carro.

Leve na mala:

– protetor solar
– repelente
– tênis de trilha
– roupas leves
– chapéu
– óculos de sol

Chapada dos Veadeiros | Trilha
Chapada dos Veadeiros | Tênis de trilha

E o mais importante:

Não vá para as trilhas sem água na mochila!!!

Chapada dos Veadeiros borboleta

Chapada dos Veadeiros | Borboleta

Enfim… eu espero que eu tenha te convencido a incluir esse destino em seus planos. A Chapada me conquistou e eu quero compartilhar esse amor com todo mundo!

Abra seu coração para a Chapada dos Veadeiros! ❤️

 

Quer saber onde comer bem em Alto Paraíso de Goiás? Clica aqui! 😉

Para acompanhar minhas viagens e experiências em tempo real, siga o meu perfil no Instagram e curta a minha página no Facebook. 😉

4 comentários

  1. Polyana Macedo diz

    Essa foto da borboleta nao é sua. É do instagram dicas da chapada.Muito feio postar sem os créditos.

    • Essa foto é minha sim, Polyana. Tirei em frente à Cachoeira Cordovil, na Fazenda Volta da Serra. Se puder me encaminhar o link da postagem que eles fizeram, agradeço, porque vou pedir para colocarem o crédito correto. Tenho como provar que a foto é minha.
      Abraços.

    • Aline Rocha Machado diz

      Ahhh, obrigada querida! Qualquer dúvida é só chamar! 😉

Deixe seu comentário! :)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.