Chapada dos Veadeiros, Destinos no Brasil
Deixe um comentário

Abra seu coração para a Chapada dos Veadeiros

No início do ano conheci um dos lugares mais incríveis do Brasil: a Chapada dos Veadeiros. Localizada no estado de Goiás, a 230km de Brasília, a Chapada é uma unidade de preservação à natureza, considerada Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO. 

A Chapada dos Veadeiros também é conhecida como sendo um dos lugares mais místicos do país, pela abundância de cristais em seu solo, pela localização no paralelo 14 (o mesmo que passa sobre Machu Picchu, no Peru), e pelos vários grupos espirituais que se estabeleceram na região.

Pegamos um voo de Porto Alegre a Brasília, e de lá alugamos um carro para fazer o trajeto até a Chapada, e também para os deslocamentos entre os lugares das trilhas e cachoeiras.

cerrado

A caminho da Chapada, mas antes do espaço de preservação, o cerrado já foi tomado pelas plantações de soja.

Melhores cidades para se hospedar:

As cidades mais interessantes a se ponderar para se hospedar por lá são:  São JorgeCavalcante e Alto Paraíso de Goiás.

São Jorge é a cidade mais próxima à entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e do Vale da Lua.  O vilarejo, que tem um clima bastante rústico, fica a cerca de 3h30 de Brasília.

Cavalcante é a melhor opção para quem deseja conhecer a cachoeira mais famosa da Chapada, a Santa Bárbara. Porém, essa é a cidade mais afastada da região, em torno de 1h ao norte de Alto Paraíso.

Nós decidimos nos hospedar em Alto Paraíso, que fica a aproximadamente 3h de carro de Brasília, e conta com uma maior infraestrutura de restaurantes e hotéis. Além disso, a cidade é referência nacional de Ufologia, então por lá você encontra muitas decorações alusivas à extraterrestres.

Nos hospedamos na pousada Avalon, uma grata surpresa. O Nilton, dono da pousada, costumava ser guia turístico da Chapada, então nos deu muitas dicas sobre as melhores cachoeiras da região.

86124231

Pousada Avalon – Foto: Booking.com

Além disso, o café da manhã (servido nesse prédio menorzinho) era todo feito com produtos locais e o Nilton não sossegava enquanto nós não fizéssemos sanduíches para levar para os passeios.

Nosso roteiro:

DIA 1

Vale da Lua
R$ 20,00 por pessoa
Trilha fácil

Chegamos em Alto Paraíso em torno de 16h e já queríamos aproveitar algo da cidade, então escolhemos o Vale da Lua por ser um dos locais com a trilha menor e mais fácil. E começamos muito bem! Ficamos impressionados com o visual desse lugar!

A atração é um vale rochoso esculpido pelas águas do Rio São Miguel, e tem esse nome pela tonalidade e formas irregulares das pedras, que lembram o solo lunar.

lua

Nas fendas nas pedras você vê a água corrente, que formam piscinas naturais em alguns pontos.

vale da lua

DIA 2

Fazenda São Bento
Cachoeiras São Bento, Almécegas I e Almécegas II
R$40,00 por pessoa para conhecer as três cachoeiras
Trilha moderada

Nesse local, você pode pagar R$15 e conhecer apenas a cachoeira São Bento, mas fica a dica: fazer isso não vale a pena. A São Bento é uma cachoeira menor (e mais sem graça), comparada às outras. As cachoeiras Almécegas I e II são lindas, e a trilha é bem legal de fazer, com muitas pedras, subidas e descidas.

A fazenda também oferece rapel, tirolesa, trilhas de bicicleta e passeios a cavalo (que não estão inclusos no preço da entrada).

Cachoeira São Bento

66

Almécegas I

Essa foto foi tirada no mirante da Almécegas I, um local muito bonito de contemplar a cachoeira, mas seguindo sempre você pode descer e tomar banho na piscina que forma em baixo dela.

3

almecegas

Almécegas II

88

Cachoeira Loquinhas
R$20,00 por pessoa
Trilha fácil

Esse lugar possui 2 trilhas principais, a Loquinhas e a Violeta. As trilhas são feitas em cima de decks de madeira, com cordas de segurança, e você pode ir descendo em vários pontos onde se formam piscinas naturais com um tom azul-esverdeado. É um bom lugar para ir com crianças ou com pessoas que não tenham tanta vontade de fazer trilhas mais cansativas.

O lugar é muito bonito, mas nos pareceu um pouco “fabricado”.

77

DIA 3

Catarata dos Couros
Gratuíta
Trilha moderada

A Catarata dos Couros foi um dos lugares que mais gostamos de conhecer. Muitas pessoas dizem que é imprescindível a contratação de guias, até porque eles (sacanearam) retiraram as placas que levavam até o local. Entretanto, seguindo o GPS você se encontra direitinho na estrada de chão até a entrada. O trajeto de Alto Paraíso até o começo das trilhas para as cachoeiras dura em torno de 1h.

Se você não confia 100% em seu GPS, a dica do caminho é essa: nas três bifurcações que surgirem na estrada de chão, você precisa seguir: direita, esquerda e esquerda. Confia em mim que dá certinho! 😉

couros estrada

Na entrada que você vai encontrar alguns guias oferecendo seu trabalho, e você também pode contratar o almoço com algum dos restaurantes, que prepara a comida para você se alimentar na volta do passeio.

Descendo a primeira trilha você se depara com o primeiro espetáculo: a Cachoeira da Muralha.

IMG_3775

Mas aqui vai outra dica importante: não pare nessa primeira cachoeira. Siga à esquerda sempre, que você vai passar por paisagens incríveis.

couros 3

couros 2

Eu sempre tive o sonho de tirar uma foto assim… heheh

IMG_3833

Você só vai chegar no final da trilha, quando encontrar o paredão e esse arco-íris:

 

couros 4

Que momento, minha gente!

 

Poço Encantado
R$ 20,00 por pessoa
Praticamente não tem trilha (o caminho é passar por essa “ponte do rio que cai”)

hh

O Poço Encantado parece uma praia, com bastante areia em frente à cachoeira. É um bom lugar para ir com crianças. Ou, em nosso caso, ótimo para descansar da trilha dos Couros olhando esse visual.

dd

DIA 4

Fazenda Volta da Serra
Poço das Esmeraldas, Cachoeira Rodeador, Cachoeira Cordovil
R$25 por pessoa
Trilha moderada

Em nosso quarto e último dia decidimos fazer algo mais leve porque tínhamos que voltar para Brasília ainda no mesmo dia, mas acabamos escolhendo sem querer a trilha mais longa de todas que fizemos, foram aproximadamente 10km entre ida e volta. Mas também foi a mais linda!

Escolhemos a Fazenda Volta da Serra por indicação do Nilton, o dono da pousada, e foi uma ótima decisão. O local não está na rota dos mais conhecidos da Chapada e estava praticamente vazio, encontramos poucas pessoas no caminho e nas cachoeiras. Além disso, a Fazenda tem uma vegetação incrível, uma bela amostra do cerrado brasileiro.

chapada pequeno

vaca

Oi!

Cachoeira Rodeador

Essa é a primeira queda da propriedade. Você chega nela pela menor trilha, de cerca de 700 metros. Mas, aguardem, o melhor está por vir…

IMG_4064

Poço das Esmeraldas

O Poço das Esmeraldas é um riacho de água corrente cristalina e verde-esmeralda, cheio de peixinhos e pedrinhas. O visual é lindo demais! Do estacionamento até o local, são 2,7 km de trilha.

6

7

Cachoeira Cordovil

Seguindo mais 1400 metros (a partir do Poço das Esmeraldas), está a bela Cachoeira Cordovil. A trilha para chegar até ela não é muito fácil, cheia de pedras e árvores, você precisa tomar bastante cuidado.

Essa foi a melhor surpresa da viagem: a cachoeira é belíssima! São 44 metros de queda livre, e 3 de profundidade (no espaço mais profundo). 

8

Carnaval na Chapada

O detalhe mais cômico da viagem: decidimos ir à Chapada no Carnaval, para fugir dos destinos de viagem mais agitados nessa época do ano, mas lá acabamos encontrando o bloco mais engraçado da vida: o Bloco do ET Bilu. Um carro de som decorado com vários ET’s puxava uma festa animada com os moradores de Alto Paraíso.

et

Dicas, dicas, dicas!

tenis

Melhor época para visitar:

Época seca: de maio a setembro. Apesar de as temperaturas serem mais frias, esta é a época de seca na Chapada dos Veadeiros e você não vai encontrar trilhas e estradas embarradas e perigosas, ou correr o risco de deixar de conhecer alguma cachoeira porque o nível de água está muito forte.

Nós fomos em fevereiro e só pegamos um dia de chuva. Apesar de as cachoeiras estarem bem bonitas e cheias, pegamos algumas estradas bastante propícias a atolar o carro.

Leve na mala:

– protetor solar
– repelente
– tênis de trilha
– roupas leves
– chapéu
– óculos de sol

E o mais importante: não vá para as trilhas sem água na mochila!!!

Quer saber onde comer bem em Alto Paraíso? Clica aqui! 😉

0

Enfim… vai pra Chapada! <3

Posts relacionados

Deixe seu comentário! :)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.